Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Possível Alavancagem: Planejamento p/ Aquisição de Imóvel p/ Aumento do Patrimônio + Atualização Rápida do Blog ...

.
.

Boa noite Senhores do Milhão! A Luta Continua!

Senta que lá vem história ...

Nos últimos dias estive viajando a trabalho, e tive a oportunidade de estar numa cidade praiana, onde me hospedei num hotel de frente para a praia.

É impressionante como o dinheiro pode sim trazer felicidade: Imagine que qualidade de vida morar em cidade menor, com praia, podendo acordar a hora que quiser e correr na orla da praia, ou mesmo na areia, ouvindo uma música ou mesmo o som do mar.

Eu não tenho dúvidas de que já teria ‘chutado o balde’ e estaria aproveitando mais a minha vida se já tivesse dinheiro suficiente, algo em torno de R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00 acima da inflação, seria mais do que suficiente.

O ruim da viagem era acordar tendo uma hora certa, e estar vestido de roupa social tomando café no hotel, com outras pessoas ao meu lado felizes e contentes, de chinelo e bermuda, prontas para irem a praia ou passear. É duro ter que trabalhar para viver, mesmo que seja um bom emprego, afinal, não há nada melhor que ser livre! Não é atoa que as férias são o melhor momento do ano p/ 99% dos brasileiros, pois temos todo nosso tempo livre e ainda recebemos um salário.

Num dos dias, a noite, fui correr / caminhar na areia da praia, bem próximo ao mar.

Em um certo momento fiquei parado, olhando para o mar, deixando a água ir e vir na minha perna, e quando me assustei percebi que eu já estava há uns 20, 30 minutos naquela mesma posição, e ouvindo a mesma música de forma repetitiva, que era ‘Otherside’, do ‘Red Hot Chilli Peppers’, olhando o mar de um lado, do outro, e pensando na vida ... Muita coisa mesmo, não só a parte financeira, e lembrando de muita coisa que já aconteceu comigo, afinal, eu estou caminhando a passos longos para a velhice, visto que já cheguei na casa dos 30 anos, e estou no meio da vida, apesar de ter esperanças de conseguir viver até uns 80 ou mais ... Que Deus abençoe.

Então fiz um novo pacto comigo mesmo, prometendo que não descansarei enquanto não for livre financeiramente.

Acontece que agora eu já não trabalho sozinho em prol deste objetivo: Meu próprio capital, que cultivei por longos anos, agora trabalha ao meu lado.

Por mais que às vezes eu acho que tenha caminhado pouco na estrada do milhão, que não tenho tanta coisa assim,  me lembro de que comecei do zero e principalmente do montante que recebo hoje mensalmente: Aproximadamente R$ 9.500,00 por mês.

Aí fica martelando na minha cabeça ... Se eu vendesse minhas casas hoje e aplicasse este dinheiro em Renda Fixa, sendo mais despretensioso, considerando por exemplo uma venda das minhas duas casas ‘a preço de banana’ a R$ 200.000,00 cada uma: Uma taxa de 0,8% ao mês de juros já seriam R$ 3.200,00 mensais. Se eu aplicasse nos FIIs, com a rentabilidade atual de 1%, já seriam R$ 4.000,00 mês.

.
.

Juntando as rendas, e se eu fosse modesto nos Projetos Digitais e conseguisse mais R$ 500,00 mês ...

Isto tudo resultaria numa renda entre R$ 13.000,00 a R$ 14.000,00 mensais, que é basicamente o que eu busco para me aposentar, mas, ainda falta muito chão nesta estrada rumo à Independência Financeira, visto que 40% deste valor ainda seria fruto do meu Salário atual.

Vejam que em investimentos eu sou muito moderado. Eu até achei que seria ‘Vida Loka’, um investidor especulador sem medo do mercado, mas na realidade eu tenho medo e me protejo com imóveis. No pior dos cenários, eu ainda posso recomeçar, pois mantenho mais de meio milhão imobilizado.

Para continuar subindo meu patrimônio, eu dependo muito da venda das casas, pois assim poderei negociar outro lote, e começar nova obra. O problema é que o mercado esta muito fraco de propostas, e quem gosta das casas não consegue financiar, ou oferta outros imóveis que não tenho interesse.

Uma dica para quem esta começando agora: Não adianta olhar estes valores acima e querer começar a ganhar no início da sua carreira valores parecidos.

Considere que nestes valores já estão embutidos, além dos rendimentos que tive com as boas aplicações que fiz, todo um aprendizado de 11 anos no mercado, curso técnico, curso superior, pós-graduação, inglês, experiência no ramo que trabalho, promoções por desempenho, mudanças de cargo, e tudo isto foi adquirido com tempo de atuação na empresa onde estou.

Não se sinta menor / pior por ganhar R$ 1.000,00, R$ 2.000,00, se você ainda tem tempo para ir melhorando profissionalmente. Faz parte do jogo. Tem que começar do zero e ir aos poucos mesmo, é a vida!

Quando eu leio o post de outros colegas blogueiros que aportam R$ 20.000,00 a R$ 50.000,00 por mês, eu não me sinto menor do que eles.

Na verdade eu tenho uma ‘inveja boa’, que é tentar aumentar a minha renda, competindo comigo mesmo.

Até o momento, sei que fiz o meu melhor, e continuarei fazendo sempre até que eu possa dizer “sou livre financeiramente”.

E o que eu venho fazendo para ter a possibilidade de enriquecer nos próximos anos? É o check-list da caminhada financeira:

1.       Não perder dinheiro.
2.       Viver de forma simples: Restaurantes acessíveis, não ser fã das cervejas artesanais (virou moda agora parece) cuja garrafa custa R$ 30,00 ou mais, não sair para bares vários dias na semana, optar por passeios simples, preferencialmente aqueles com contato com a natureza (eu gosto de cachoeiras, trilhas, caminhadas na natureza, etc.).
3.       Não comprar carro zero e nem carros caros: Onde uma Pickup Hilux ou Veloster vão, um Uno Mille 1.0 com ar e direção vai também.
4.       Comprar somente o necessário, em todos os aspectos da minha vida. Não preciso ter 5 tênis, 4 blusas de frio diferentes, nem 7 calças-jeans. Também não preciso de um relógio de R$ 2.000,00 ou um Iphone último lançamento. Isto vale para todos os demais itens que você possa pensar em comprar.
5.       Não alterar investimentos de longo prazo: Confiar no tempo e nos juros compostos.
6.       Evitar pagar juros. Devemos receber juros. No pior dos cenários, não receba juros, mas também não pague juros.
7.       Parar de seguir comentários de fóruns. Fazer as suas próprias análises para investimentos. Se você errar, foi você que errou e pronto.
8.       Ter controle de riscos adequado, diversificando ativos.
9.       Parar com o conceito estúpido de ‘sair no empate’: Se um ativo esta ruim, saia dele sem olhar o preço, quanto ganhou ou perdeu, e aporte o valor em algo que valha a pena.
10.   Não ter preocupações financeiras. Se não consegue dormir a noite pensando em investimento, há algo errado. Corrija.
11.   Aprender com os próprios erros financeiros e pessoais. Lembre deles e haja de forma diferente.
12.   Sempre buscar ser melhor que você mesmo em seu trabalho.

Bom, foram algumas coisas que lembrei no momento, na verdade o post seria baseado neste check-list, mas acabei comentando sobre outros aspectos, principalmente sobre os meus pensamentos financeiros, que ficaram martelando por estes dias em minha mente.

.
.

Sobre a ideia para Aumento do Patrimônio, mais simples impossível: Se eu não estou conseguindo vender minhas casas e tive que abaixar o preço para ter mais propostas, o mesmo deve estar ocorrendo com outras pessoas que estão vendendo imóveis. Os preços estão em queda.

Partindo da premissa de que tenho praticamente R$ 50.000,00 parados na conta do FGTS (e que não fazem parte do meu patrimônio mensurado no blog), começarei uma análise de imóveis menores e simples, na cidade onde construo, com o objetivo de adquirir algo que possa ser alugado principalmente, ou mesmo vendido.

Lembram da regra 5 acima? Não posso girar meu patrimônio.

Então o que eu farei? Opa, vou ferir a regra 6: Vou alavancar, ou seja, buscar um empréstimo, e pagar juros, para tristeza geral da nação ...

A minha metodologia de investimento é bem simples. Alguns possíveis cenários, caso eu encontre um imóvel escriturado e com documentação em dia, p/ que possa ser financiado pela CEF, em torno de até R$ 100.000,00:

1.       Financio R$ 50.000,00 em 30 anos. Suponhamos que a prestação fique em R$ 500,00 (não sei as taxas atuais). Eu alugo o imóvel por R$ 500,00. Isto significará: Juros sendo pagos pelo inquilino, enquanto eu ganho tempo juntando dinheiro para quitar o imóvel. Se não alugar, consigo ir pagando sem estresses com a renda atual.
2.       Financio um valor menor c/ a CEF: Com um auxílio do meu pai, com um empréstimo pequeno, talvez com um empréstimo + juros do sogro (uma vez ele me ajudou muito com um empréstimo mais alto para finalizar a construção das últimas casas que vendi, enquanto o dinheiro da CEF não era liberado), financiando uma parte mínima ou talvez nem precisando financiar direto com a CEF (melhor cenário).
3.       Vários: Vendo meu veículo atual e pego um Uno Mille ‘pé de boi’ (básico) 2001, pego empréstimo menor com meu pai e se faltar algo financio direto com meu banco, em 1 ou 2 prestações: 4, 5 meses de aperto financeiro, até me restabelecer e trocar p/ carro melhor novamente. Gosto muito desta estratégia.

Bom, estes são alguns dos cenários que venho planejando, como possíveis alternativas, caso eu leve a frente esta ideia de comprar um imóvel menor e mais simples, escriturado, com fins de aluguel. Seria a forma mais fácil e rápida de me capitalizar em R$ 50.000,00, visto que o imóvel seria contabilizado em meu patrimônio bruto (não no líquido), diminuindo claro o valor da dívida do patrimônio bruto, e em poucos meses eu quitaria tudo.

07/07/2016 – Atualização do Post: Será muito complicado conseguir um imóvel, em área p/ locação, com documentação em dia p/ financiamento, por menos de R$ 135.000,00 (menor preço encontrado com imobiliárias). Meu preço máximo seria R$ 110.000,00, acima deste valor não faria sentido deixar de aportar em Renda Fixa ou FIIs p/ gerar renda alugando um imóvel físico ... Continuarei na busca, mas já defini este meu teto ... 

.
.

Lembram da parte lá em cima que eu falei sobre minha renda mensal? São quase R$ 10.000,00 mês, e isto me possibilita planejar este tipo de coisa, pois meus gastos são muito baixos, consigo viver de forma frugal, e juntando R$ 8.000,00 por mês amigo, deixando na Poupança, em 5 meses eu juntaria R$ 40.000,00. É o meu pequeno ‘bolo fecal’ me dando possibilidades, sem que eu tenha que retirar meu dinheiro aplicado, que já vem dando frutos, para esta jogada financeira.

Lógico, eu deixaria de aportar nos FIIs, mas, em compensação, eu estaria aportando no meu ‘próprio FII’.

Se eu conseguisse um imóvel neste valor, valeria a pena inclusive vende-lo à vista (se eu financiar pela CEF, só pode ser financiado novamente após 3 anos). Casas até R$ 100.000,00 podem ter comprador à vista.

Acúmulo, aumento de patrimônio gradativo, aumento de renda passiva gradativa ... Devagar e sempre, rumo à Independência Financeira.

Nota: Iria atualizar mais coisas da parte pessoal, mas como ficou extenso, deixa p/ a próxima. Resumo rápido:

FIIs:  Fiz algumas mudanças em meu portfólio de FIIs, onde fechei posição em 4 FIIs menores (FLMA, EURO, RBRD, SDIL) alocando o valor de venda em MXRF e CPTS11B. Ambos já caíram após a minha compra, sou expert em comprar nos topos, impressionante! Claro, é só uma brincadeira, pois não ligo para preços (pelo menos tento não ligar).

Motivo desta pequena movimentação: Preciso reduzir o número de FIIs, e com esta movimentação no momento mantenho 30 FIIs em carteira, sendo 18 deles com maior alocação, posso dizer que divido em 3 classes: A, B e C, onde tenho 5 FIIs Classe “A”, 13 FIIs “Classe B” e 12 FIIs “Classe C”.

No próximo aporte + reinvestimento aumentarei em 50% a posição nos ativos “Classe C”, e após serão aportes nos ativos Classe “A”, no outro mês selecionarei 5 FIIs “Classe B” e vou revezando desta forma.

Saúde: Firme e forte na academia. Resultados satisfatórios, mas o ‘culote’ na barriga que me decepciona .. Preciso queimar esta porcaria e ficar com a barriga reta. Continuo no futebol, e se antes eu deixava reclamarem de mim dentro de campo (quando você erra aquele gol vem sempre alguém encher o saco), agora mando tomar no C* mesmo, e que se foda esta porra toda. Já pago para me divertir, não para ficar tomando esporro, e antes eu escutava calado, agora não escuto mais não.

Trabalho: Tranquilo, suave, delegando tudo, projetos andando e estou fazendo um marketing, preciso melhorar, mas estou fazendo. Sou o cara que mais entrega na equipe, então estou garantindo meu emprego, ainda sem maiores pretensões.

Projeto Digital: Estou priorizando a saúde e descanso, então tive resultados pífios, mas também estou com o projeto pela metade. Fiz a parte mais complexa, agora na parte fácil estou enrolando ... Preciso ter mais afinco nesta parte.

Parabéns se você leu até aqui, Viver de Construção agradece, e tenha uma excelente quinta-feira. Ao final do post, vou deixar a trilha sonora que comentei ...



Grande abraço

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

45 comentários:

  1. Muito bom VDC, otimo post! Te acompanho faz tempo e venho aprendendo muito com todos voces, mas soh agora criei coragem pra comentar haha.

    Boa quinta pra ti tambem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Brendon, tudo bom?

      Que bom cara, fico feliz em contribuir em alguma coisa.

      É bacana ir acompanhando a trajetória de cada um que divulga sua vida pessoal e financeira, no anonimato, através dos blogs, pois temos a oportunidade de aprender com gente real, gente como a gente, e assim balizar as nossas decisões e comparar aos dos demais colegas.

      Aqui é um grande grupo de amigos virtuais que se ajudam através do compartilhamento das estratégias e conhecimento.

      Já criou coragem p/ comentar, quem sabe depois não cria um blog e começa a contar suas histórias também. O caminho é este.

      Obrigado e abraço

      Excluir
  2. Grande VDC!
    Em primeiro lugar digo que meu projeto de independência é exatamente esse, morar na praia. O cenário que você descreveu é onde minha mãe mora e onde eu estou construindo novamente a casa dela, pois a que ela mora é muito velha, e onde vou construir em cima 3 suites de alto padrão para alugar por diárias pelo site Airbnb.com. Realmente é muito bom esse estilo de vida.

    Sobre suas casas, eu colocaria um preço mais baixo para vender logo, pois como disse se as duas casas estiverem rendendo 3200 significa que você está deixando de ganhar 3200 por mês e consequentemente o valor das casas juntas já está reduzindo este montante por mês, ou seja, cada mês que você não vende, teria que aumentar 3200 no preço pra ficar no zero a zero.

    Quanto aos 12 tópicos listados, só faço uma pergunta: Você se sente bem reduzindo tudo o que citou? Se você se sentir realmente bem andando em um uno ao invés de um veloster ou hilux.... vá e vença mas se isso te incomoda, não faça pois todos os dias alguma coisa vai te chatear e você não estará usufruindo de qualidade da sua própria vida. Uma coisa é precisar não ter, outra coisa é não precisar fazer esse tipo de "economia" e fazer mas não se sentir satisfeito. Se for apenas um objetivo por um período curto, talvez valha a pena mas vender carro, assim como casa, não está fácil, pense bem antes de comprar outro ap ou casa.

    Empréstimos??? Talvez seja interessante pra retirar seu FGTS mas não acho uma boa hoje o empréstimo. Eu tenho um ap financiado pela caixa mas a taxa de juros anual é de 7,7% total, como tenho alguns rendimentos acima de 14% em TD, eu deixo a prestação lá e o ap alugado mas hoje em dia não está valendo a pena fazer empréstimo. Qual será a taxa? 10% a.a.?

    Muita calma nessa hora meu caro, cuide da saúde a aproveite as coisas boas juntamente com os aportes que já está fazendo, não deixe de viver hoje para viver tudo daqui a 10 anos pois a saúde pode não esperar tanto tempo. Encontre o equilíbrio e mantenha o foco. Meu projeto é para daqui a 12 anos, sei que posso fazer em menos mas não poderei largar o emprego antes então, enquanto isso, vou aproveitando a vida e aportando.

    Ah, só para constar.... gosto de carro e de me sentir bem, o meu é um turbo 2.0 completo com tudo que possa imaginar kkkkk e é minha terapia entrar nele e dirigir kkkkkk

    Abraço camarada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BPM,

      Você já tem o caminho da IF no quesito ‘onde morar’ então. Morar numa praia, cidade menor, interiorana se possível, para mim seria algo muito válido.

      Morar também em uma cidade do interior, mais próximo da natureza, também poderia ser uma opção p/ mim.

      A cidade que construo é um intermediário entre cidade interiorana e cidade grande, venho pensando muito em morar lá também, mais a frente, caso não encontre localização melhor (ou o dinheiro não permita tanto ‘luxo’).

      Sobre o cálculo da casa, está ‘mais ou menos’ correto, pois este valor citado de 0,8% seria sobre o valor que já embute meus gastos + lucro, então na realidade não seria R$ 3.200,00, este valor cairia cerca de 30% pelo menos.

      O que desanima de abaixar muito o preço para vender é saber todo o esforço que foi feito e material utilizado. As casas são muito boas, e eu moraria em qualquer uma delas, tranquilamente.

      Mas, já abaixei bem e vou aguardar, vamos ver se aparece alguma proposta, pois preciso voltar a comprar lote e construir, me faz falta esta atividade, e cheguei justamente no ponto onde eu tenho este capital da obra separado do dinheiro novo, que vai entrando mês a mês, então posso ir construindo normalmente, e aumentando a minha renda passiva em paralelo, até chegar a hora onde não precisarei mais trabalhar em regime CLT e poderei me dedicar inteiramente aos meus projetos digitais e à construção, melhorando minha qualidade de vida.

      Sobre a parte do Check-List: Vivo tranquilamente de forma simples. É algo que aderi para dentro de mim. Não me faz falta nenhuma andar de carro caro, como já andei, pois não há preço para a paz que tenho em ter um carro menos visado por bandidos, poder estacionar sem se preocupar se vão arranhar o carro, se alguém vai dar uma ‘encostadinha’ se eu estacionar na rua. É um conceito muito diferente, é desconsiderar status para considerar outros fatores, e meu veículo possui ar condicionado e direção hidráulica, então o mínimo de conforto eu tenho.

      A ideia em comprar este novo imóvel é deixá0lo alugado, e talvez vende-lo mais a frente, pois assim eu usaria estes 50K parados no FGTS, transformando-o em patrimônio, e gerador de renda com aluguéis.

      Uma prestação de R$ 500,00 p/ mim é algo baixo hoje, felizmente, então vejo que posso dar este passo a mais. No pior dos cenários, eu tenho mais um imóvel parado, aguardando o fim da crise, e vou juntando o dinheiro p/ quitar o financiamento, sem deixar de viver, sem passar aperto, pois como disse nos outros posts chegou a hora de viver mais, tanto que estou já planejando minhas férias de Novembro, independente do que vou fazer, não deixarei de viajar p/ aportar, pois foram 10 anos fazendo isto.

      Vamos dizer que o financiamento da CEF esteja em 10% ao ano, e eu financie R$ 50.000,00. Se em 10 meses eu juntar e quitar este valor, eu terei pago de juros R$ 5.000,00. Este valor poderia ser reduzido se eu já alugasse o imóvel, então o próprio aluguel pagaria os juros, eu juntaria o dinheiro p/ quitar o empréstimo e ao fim teria mais um imóvel no patrimônio.

      O difícil mesmo será achar algum imóvel bom, que valha a pena, por R$ 100.000,00 (que é minha meta).

      Esta dica é valiosa BPM, a saúde: Estou cuidando, com academia e futebol, e aos poucos melhorando a alimentação.

      Já passei da fase de viver o amanhã, agora estou na fase de continuar aportando forte, mas aproveitar um pouco mais a vida ... Alguns ficariam felizes em comprar um carro novo, eu poderia vender o meu atual e financiar um outro, uma SUV, mas, eu prefiro financiar uma casa, o que me faz sentir bem é aumentar minha renda passiva e meus bens.

      Eu já tive mais amor com carro, hoje não tenho ... Igual com futebol BPM, eu era fã, acompanhava, hoje não tenho paciência. Só olho resultados para não ficar ‘voando’ em conversas de trabalho.

      Neste caso, se você gosta do carro, por que não ter? Imagino que deva andar pra caramba, turbo 2.0!

      Grande abraço BPM

      Excluir
    2. Muito bom VDC, fazendo tudo conscientemente e não deixando de aproveitar as coisas boas que gosta.... manda brasa camarada!!!!

      Excluir
    3. É isto aí meu caro, rumo à IF, mas com equilíbrio. :)

      Excluir
  3. Ouvir Red Hot sentado na praia... Que sensação. São estes momentos que nos motivam a dar duro no trabalho todos os dias.

    Achei sua ideia do FGTS excelente. O momento de comprar (imóveis, veículos, o que quer que seja) é agora, que estamos na maior crise de nossa história e tem MUITA gente endividada e desesperada para desfazer-se de algum patrimônio. É possível encontrar excelentes negócios.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PM,

      Acho que você captou exatamente o que eu quis dizer. São estes os momentos que me motivam a buscar a Independência Financeira.

      Ser livre p/ deitar no chão e ficar olhando pro céu, ir pra praia e ficar horas olhando o mar, caminhando na areia, sem pensar em compromissos, em trabalho, em problemas.

      São momentos assim que reforçam o desejo de ser livre financeiramente e aproveitar mais a vida, como a última viagem que fiz, as horas que passei na piscina c/ a minha esposa, as comidas excelentes que comi, o prazer de pagar tudo à vista e não ficar pagando prestações depois.

      Sobre a compra de um imóvel, se eu não estou vendendo e abaixando meu preço, outras pessoas podem estar na mesma situação. Agora é a hora do ‘pânico’, e espero conseguir comprar um imóvel bom que possa ser alugado, o mais difícil é conseguir ao valor de R$ 100.000,00 que é minha meta, pois para baixa renda um aluguel de R$ 500,00 me gerará 1% ao mês sobre o valor investido, e ainda poderei vender o imóvel futuramente, quando o mercado aquecer novamente.

      Quem tem dinheiro, sabe comprar e pode esperar, fará boas compras no momento.

      Abraço PM

      Excluir
  4. Bela frase "não descansarei enquanto não for livre financeiramente."

    Roubei ela pra mim !!!!

    Parabéns pelo foco ! é isso ai !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Cheguei numa fase de equilíbrio, onde não deixarei de fazer coisas que gosto para aportar, mas, sempre buscarei formas de melhorar meus investimentos de renda passiva, pois não quero ser alguém que precisará trabalhar até a velhice e torcer para que ainda haja aposentadoria pelo governo.

      Às vezes nós podemos desanimar, pois é difícil pensar que você terá que juntar 15, 20 anos, para atingir um valor que lhe deixe confortável financeiramente.

      Dá vontade de chutar o balde, comprar uma cobertura ou casa com piscina, financiar um carro caro, e esquecer deste objetivo, mas, aí lembramos que sempre passaremos por dificuldades e dependeremos do contracheque no final do mês ...

      Não podemos desanimar nunca, e sempre ter este espírito de poupar, de investir bem, de não se endividar p/ fazer parte da turma da ostentação e status, pois a nossa luta é muito mais árdua: Estamos comprando o nosso tempo, estamos comprando a nossa vida.

      Espero ler este blog daqui há uns 10 anos e pensar “Valeu a pena”, estando em algum lugar que gosto com minha família curtindo um dia de sol.

      Abraço e obrigado pelo comentário.

      Excluir
    2. "não descansarei enquanto não for livre financeiramente."

      É uma frase perigosa, qd se atingir a IF pode-se já estar tão cansado que o tempo passou. Que tal curtir a viagem e não só o ponto final?! Pra se pensar...

      Excluir
    3. Ola Uo,

      Ficou 'forte' a frase, mas e buscar a IF com equilibrio, pois sem saude nao adianta ser rico.

      Digo mais no sentido de estar sempre buscando este objetivo, nao deixando que a preguica fale mais alto, ou mesmo o mundo consumista que pode em algumas vezes ser tao atraente e nos fazer perder o foco.

      Concordo com suas dicas, muito valiosas por sinal.

      Grande abraco Uo

      Excluir
  5. VDC,

    Eu procuro não me preocupar tanto com o FGTS parado, mas eu já precisei sacar e o montante parado agora é pequeno. É bom fazer as contas, embora teoricamente o aluguel pague a prestação isso na verdade deixa de fazer parte do seu bolo de juros, tem risco de vacância, despesas correntes, impostos, comissões e bla bla bla. Discordo da tua estratégia com FII, você não está diversificando e sim pulverizando, que bom que planeja corrigir isso, vai tornar a administração destes ativos mais fácil e descomplicada que é um dos seus objetivos. Eu pensaria eu fazer aportes em renda fixa, dia 1º coloquei R$ 10.000,00 num CDB do banco original de 4 anos a 8,20%+IPCA, não precisa mudar o foco mas sim ficar atento a oportunidades que não te dão muito trabalho. Se o negócio da construção desanimar consideraria uma franquia como o Subway, meu primo tem e diz que em cidades menores dá muito dinheiro, seria um investimento alto mas que exigiria poucas horas de dedicação e também te abriria novos horizontes na exploração de imóveis comerciais, afinal segundo o R. Kiyosaki o negócio do McDonalds não é Fast-food e sim imóveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guilherme, tudo bom?

      Eu também já usei o FGTS em 2011, na época para comprar meu apartamento.

      Eu financiei na época R$ 45.000,00, e em 2015 eu ainda tinha R$ 42.000,00 p/ pagar.

      Eu fiquei todo feliz quando a gerente da CEF disse que eu poderia usar o FGTS e quitar meu apartamento, mas depois veio o balde de água fria: Como eu já tinha outros imóveis em meu nome, não poderia usar o FGTS. Acabei pagando do meu dinheiro mesmo e quitando o financiamento.

      Sairá do bolo dos juros compostos em parte, pois em teoria, pensando no melhor cenário, a renda do aluguel complementaria a renda atual, e ao quitar o financiamento deste novo imóvel, eu voltaria a aportar forte nos FIIs.

      Mesmo sabendo que há incidência de um monte de impostos (escritura, IPTU, comissão e outras coisas), ainda acho válido, pois é um imóvel e dá ainda mais proteção ao patrimônio.

      Nos FIIs, usei muito da pulverização (realmente não era tão diversificado assim), e pretendo agora focar nos melhores FIIs, nos que possuem maior perpetuidade e melhores contratos. É como se antes eu não conhecesse nada, agora conheço pouco ainda, mas um pouco que é suficiente p/ fazer boas escolhas, e saber o que é ruim, o que é bom.

      Esta do CDB é uma excelente taxa ... Fiquei curioso, vou pesquisar.

      Engraçado o comentário sobre o Subway: Eu até cheguei a olhar mesmo, fiz o cadastro, mas desanimei pelo valor do investimento, que ficaria em torno de R$ 450.000,00 até R$ 500.000,00 p/ ter a loja pronta para funcionamento.

      Por que eu desisti? Seria uma mudança muito grande, e provavelmente eu teria que sair do meu emprego. Acho que é muito dinheiro investido p/ eu deixar na mão de algum gerente, e como minha esposa não teve tanto interesse em coordenar o negócio, engavetei esta ideia do Subway.

      Agora, fiquei ainda mais curioso sobre esta frase: “afinal segundo o R. Kiyosaki o negócio do McDonalds não é Fast-food e sim imóveis.”

      Não sabia disto ... Valerá minha pesquisa também.

      No mais, agradeço os comentários sempre pertinentes Guilherme, a compra deste imóvel é um plano, agora vou pesquisar detalhadamente p/ saber se é viável mesmo.

      Grande abraço e obrigado.

      Excluir
    2. Esta menção está no livro Pai Rico, Pai Pobre, logo no início do capítulo 4.

      Excluir
    3. Guilherme,

      Acho que sou o unico investidor que nao leu este livro, me sinto ate envergonhado rsrs.

      Farei o possivel de ler brevemente.

      Grato pela dica.

      Abraco

      Excluir
    4. Concordo na parte de que pagando financiamento com aluguel vc deixa de ter mais essa quantia rendendo juros pra vc e vacâncias sempre tem. Meu ap estava alugado e agora não está mais, vou pagar a segunda prestação sem ninguém nele e o valor da prestação se paga, vou pagar não so a prestação mas o condomínio e o iptu proporcional então realmente tem que analisar o custo de oportunidade. Mantenho o imóvel pois concordo que todos devem ter um lugar pra morar mesmo que não esteja morando agora.

      Excluir
    5. Olá BPM,

      Mas, no longo prazo, mesmo pagando IPTU, Condomínio e outras taxas, seu bem estará valorizando conforme IGPM ao longo do tempo.

      O custo do empréstimo seria os juros que eu pagaria até quitá-lo, não poderia dizer que não paguei juros por ter o imóvel alugado (hoje é difícil ter esta certeza de locação), pois de qualquer forma seria uma receita (aluguel) e uma despesa (juros bancários).

      De qualquer forma, se eu encontrar um imóvel escriturado, com boa localização p/ classe baixa, ainda penso em estudar fazer uma proposta ... O difícil será achar este imóvel neste preço.

      Abraço

      Excluir
  6. Dormir olhando pra o mar e acordar olhando para o mar... não tem preço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uo,

      Isto sim e viver. Isto me deixou ainda mais motivado para buscar a IF.

      Pretendo viajar em breve para a praia, nas proximas ferias de Novembro.

      Desta vez eu que estarei de bermuda e chinelo.

      Abraco

      Excluir
  7. Olá VC!
    Você não acha que está muito exposto aos fiis?
    Lógico que cada um tem o seu modo de investir. No meu caso, acho impossível acompanhar 30 fiis. No meu modo de investir ficaria tranquilo com 10 e com lupa em todos eles e dependendo do tamanho da exposição até participaria das assembleias e aproveitaria para trocar umas idéias.

    Enquanto aos imóveis, o momento é difícil para as vendas. O lado bom? Muita gente ansiosa para comprar porém sensatas antes de fechar qualquer negócio da vida. Acho que para meados de 2019 o mercado pode voltar a aquecer. (isso depende estritamente da nossa política).

    Já tentou fazer exercícios com a possível venda de seus imóveis e alocando este valor na RF que tenha liquidez diária ou semestral e ir realimentando seus fiis ou outros ativos de sua carteira para que possa gerar um fluxo mensal de mais de 1%a.m??

    Digo isto como um exercício que estou fazendo. Ex: Caso eu venda meu imóvel no valor de 300k, aplicando hj em NTNB JS35 com a taxa de 6,17a.a + IPCA que no vencimento me dará líquidos mais de 1kk ou reinvestindo semestralmente receberei 7k crescestes durante os anos e com este valor iria aplicando em Fiis, debêntures (semestral, anual ou no vencimento) LCs, CDBs etc.

    Ficando protegido para cenários piores e aproveitando o memento de recuperação e aumentando sua rentabilidade com o passar dos anos.

    Falei de mais!rs

    Bom, é apenas uma opinião, cada caso é um caso. Tb pretendo chegar em um patamar (não preciso de muito) pingando na minha conta 5k mensais mais uns 7k ou 10k semestrais, já estarei com o burro na sombra, morando no interior e estudando e me dedicando nas coisas em que eu gosto.

    Grande abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá II, tudo bom?

      Acho que não tão exposto assim. Considerando meu patrimônio total, FIIs são menos de 15% de tudo que tenho.

      No meu caso específico, mesmo que fosse somente 1 FII, eu não teria muito o que fazer, pois sou extremamente passivo nos investimentos que faço, ou seja, quando escolhi onde colocar meu dinheiro, foi uma escolha p/ durar vários anos.

      Claro que andei errando, como no XTED, como num risco que estou tendo em FIGS (mas que estou surfando a onda da RMG – Renda Mínima Garantida – até 2019), e acabei comprando outros FIIs que eu não conhecia tão bem, mas, agora reduzi a 30, e pretendo manter estes, no máximo reduzir mais 5, pois os demais considero bons FIIs p/ manter meu dinheiro nos próximos 10 anos.

      Para vender imóveis, até veículos, esta bem ruim. Quem tem dinheiro, esta segurando mesmo, pois não sabe como será o futuro.

      Eu sempre faço este exercício, com o capital que investi seriam R$ 3.000,00 ao mês, se investido a 1% ao mês ... Mas, não adianta eu vender a preço de ‘banana’ as minhas casas, prefiro aguardar um pouco mais e ir trabalhando na outra frente, que é o aumento da renda passiva.

      Eu ainda sou meio medroso p/ vender um imóvel e colocar todo o dinheiro no Tesouro ... E preciso manter as construções, pois elas aumentam o capital mais do que qualquer outra aplicação, logicamente desde que eu venda o que construir, o que esta bem complicado.

      Hoje fazendo os cálculos do que receberei no mês já cheguei em R$ 1.300,00 nos FIIs, impressionante como esta subindo rápido, espero continuar neste ritmo.

      Grande abraço e obrigado pelas sugestões, que são muito pertinentes e me levam a pensar na estratégia.

      Abraço II

      Excluir
  8. Meus parabéns pela caminhada, em 5 anos com certeza você já terá uma condição excelente! Te possibilitará a viver a vida que deseja.

    É engraçado, quando se começa a fazer negócios, a pensar em lucro, aumento de patrimônio, a mentalidade muda muito, já não se tem orgulho em gastar rios de dinheiro em algum artigo de luxo ou algo do tipo, na verdade isso acaba virando uma falha na personalidade, orgulha-se de bons negócios, de excelente investimentos feitos, de planos futuros.


    Sobre ter muito tempo livre para si, penso muito em começar a escrever sobre isso. Sou bem jovem, mas graças as condições que me foram dadas, morei sozinho durante 10 anos na capital, alguns deles eu trabalhava e estudava, em outros apenas estudava e jogava basquete, portanto tive muito tempo para ficar comigo mesmo, já li a maioria dos livros que queria ler, já assisti a maioria dos filmes tmb, já viajei bastante, mas hoje em dia, talvez pelo grande tempo parado, ter tempo livre já não é uma meta.

    Esse ano retornei a minha cidade natal, devido a uma cirurgia grave no joelho, resolvi que era melhor passar no interior com minha mãe, do que na capital sozinho, nem teria como me locomover direito.

    Acho portanto que teria assunto para compartilhar, como a comparação entre a capital e o interior, falar sobre ter tempo livre, ou sobre planos futuros, será que vale a pena mudar para outro pais para quem tem uma vida realmente boa aqui?


    Haha, desculpe pelo desabafo acho que me perdi no meio desse texto todo haha

    Para terminar, deixo uma lista de musicas que sugiro para escutar na praia, como sei apenas que gosta de Red Hot, talvez não acerte nas outras haha

    1- Darondo - "Didn't I"
    2- The Silver Sea-Catch Yer Own Train
    3- Keziah Jones - Beautiful Emilie
    4- Gnarls Barkley - Who's Gonna Save My Soul
    5- Gone Gone - Grey Revell
    6- Locomotores- Nessa Vida
    7- The Church - Under The Milky Way
    8- Sublime-Pawn shop
    9- Bill Withers - Ain't No Sunshine


    E finalmente as 3 mais importantes, lendo seu blog acho que você vai gostar da letra dessas 3 musicas:

    1- Working Class Hero - John Lennon
    2- Slow Emotion replay The The
    3- Iggy Pop - The Passenger

    Ps: Não coloquei outras do Red Hot, como Under the Bridge, Don't Forget Me e This Is The Place

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gigante,

      Obrigado amigo, espero que daqui a 5 anos eu esteja com uma situação financeira ainda melhor.

      Eu também tenho este mesmo pensamento. Almoçar com os colegas de trabalho e outros colegas que só pensam 'naquela cobertura que caiu R$ 30.000,00 o preço pra vender financiado', ou a compra do 'Jeep Renegade' que é o carro do momento financiado, é um saco ... Não podemos falar a realidade, pois a maioria apela, é como se estivessem cegos, vivendo de luxos momentâneos, se exibindo com carrão, morando em cobertura parcelada em 30 anos, e o mais chato, mostrando as fotos das garrafas de vinho e cervejas importadas, se achando os 'bons'.

      Eu fico vendo isto pois sou obrigado, se pudesse nem no grupo do trabalho participaria, o que eu queria mesmo é ter mais colegas de finanças, discutir sobre ações, mercado, FIIs, renda fixa, ideias de poupar, ideias de negócio ... Mas é difícil demais, são poucos os que pensam assim, você é de um grupo seleto, como eu e dos demais blogueiros de finanças e leitores.

      Bacana você ter tido esta oportunidade de morar sozinho e de ter tempo livre.

      Eu sei que não conseguiria viver atoa o tempo todo, mas, eu gostaria de ter mais tempo p/ fazer coisas simples, como ir pescar no dia que me der na cabeça, fazer um churrasco em casa num dia de semana, ir no shopping dia de semana atoa mesmo. É bom pra caramba não ter horário fixo do tipo "segunda a sexta trabalho, sábado e domingo folga". A vida é muito curta para vivermos apenas 2 dias por semana. Perdemos 5.

      Nada melhor que estar perto da família quando precisamos ... Acho acertadíssima sua decisão, ainda mais contando com o carinho da mãe né? Muito bom.

      Eu sou uma pessoa que nunca pensei em mudar de país. Sou apegado a minha família, não saberia viver tão longe dos meus pais, irmãs e demais familiares, nem a minha esposa conseguiria, então se nasci aqui, hei de melhorar a minha vida aqui, apesar de não achar errado quem tenha planos de ir morar no exterior.

      Já estive fora e vi que a qualidade de vida, principalmente nos EUA, é realmente muito melhor.

      Não conheço, pelo título, nenhuma das músicas ... Mas vou ouvir pelo youtube. Eu sou péssimo p/ encontrar novas músicas, geralmente ouço as mesmas de anos atrás, as que gostava.

      Sou de um gosto musical mais eclético hoje, tipo músicas da Jovem Pan, mas já fui muito fã das bandas grunges, como Nirvana, Alice in Chains, Pearl Jam e outras.

      Red Hot tem excelentes músicas e o Flea, excelente baixista!

      Grande abraço



      Excluir
    2. Primeiramente deixe-me cumprimenta-lo pelo excelente gosto musical, eu sou viciado em alice in chains, com certeza a banda que mais escuto, mas como não são todos que gostam desse estilo, citei as mais abrangentes e pensando exclusivamente na praia.

      Musicas mais pesadas são ótimas para ficar sozinho e curtir um sentimento similar a tristeza, porem mais próximo a nostalgia.
      Lembro de uma frase que dizia algo parecido com: A felicidade é como um lago amplo porem razo, enquanto que a tristeza é estreito mas profundo.
      É um sentimento bom de curtir as vezes, novamente não é algo de ruim, ta mais perto de algo nostálgico.



      Sobre os amigos para conversar de negócios, penso ter apenas 3, todos bem mais velhos, o primeiro é um primo perto dos 50 anos, que depois de uma vida comandando uma madeira, resolveu vende-la e começou a comprar e vender imóveis bem na alta do mercado e ficou bem. Sempre conversamos a respeito do momento econômico, dos futuros imóveis e cogito começar a construir com ele, já que sou engenheiro civil.

      O segundo é um senhor perto dos 70 amigo da família, cara, vejo muito de você nele, não demostra em nada ter um absurdo de dinheiro, mas viaja em media 4 ou 5 vezes por anos para europa. Tinha que ver, ele sabe tudo de aplicações e me da um monte de dicas.

      O terceiro é um engenheiro elétrico, pessoa muito centrada, abriu mão de viver em Sao Paulo quando a filha nasceu e agora ele apenas faz os trabalhos por fora fazendo os projetos pelo computador, o que possibilita morar em qualquer lugar e viajar em qualquer lugar. Ele fala que em Sao Paulo ganharia muito mais, mas prefere ter autonomia, esse cara venceu a matrix, se libertou da corrida desesperada por mais dinheiro sempre.

      O que eu vejo de comum entre eles, é que não se importam de maneira nenhuma com o que os outros vão pensar, tem uma confiança absoluta do caminho que seguem e alem disso, estão sempre falando de negócios.

      A diferença em relação aos amigos da minha idade, quando estamos conversando em um bar é gritante, mas a verdade é que esse pessoal mais velho já não tem porque ostentar, e isso também é um fato, as mulheres eles ja tem e com os amigos se encontram muito pouco, pois cada um já tem família grande para cuidar, o que me leva a crer que ha um momento para ostentar na vida, depois essa fase também passa, claro que uns demoram nela hahaha

      Desculpa por mais um texto estilo capitulo da bíblia hahaha
      Boa sorte na jornada
      Abraço

      Excluir
  9. Parabém pelo post VDC, por nos lembrar que o caminho é longo, mas a chegada é certa se percorrido com foco e determinação. E em se tratando de foco, você é um baita exemplo. Continue firme na caminhada e continue sendo este exemplo pra nós! E a frase "não descansarei enquanto não for livre financeiramente" será dita por mim todo santo dia!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gaúcho Pobre,

      Espero continuar sendo exemplo, pois já errei muito na renda variável, felizmente não perdi muito dinheiro, mas eu mudava toda hora, ficava pulando de galho em galho e nunca conseguia lucros constantes.

      Demorei a perceber que o que nos faz acumular patrimônio é tempo + aplicação em valor, que se transformam em juros compostos com reinvestimentos ...

      É, de vez em quando sai alguma coisa que presta deste blog rsrs, esta frase serve de inspiração quando estivermos meio cansados, pois é realmente difícil se manter por anos e anos aportando, enquanto a maioria de nossos amigos e pessoas do círculo social estão viajando para o exterior, indo em restaurantes caros, comprando carros caros e postando fotos para esfregar em nossa cara o quanto eles são felizes.

      Não podemos desanimar deste modelo de vida, de poupadores. Nosso objetivo é muito maior, é nossa independência financeira.

      Obrigado por acompanhar o blog e comentar.

      Grande abraço

      Excluir
    2. VDC

      acredito que todos, quando começamos nossa vida financeira, tentamos caminhos mais fáceis, mais curtos e menos sofrido. Quando comecei a uns 3 anos atrás, conheci ações (DT), conheci forex, opções, bitcoins, piramides, entre outras coisas, mas que no fim todos esses "caminhos" tinham apenas o objetivo de encurtar o caminho. Como você, também perdi muito pouco dinheiro nessas puladas de galho, quantidade que não alteraria oque tenho hoje, mas que por outro lado, se não tivesse percorrido estes caminhos, hoje ainda teria uma visão muito primitiva de finanças e do que dá e não dá certo.

      Quanto ao que você acabou de comentar referente ser difícil aportar por anos a fio, muitas vezes nos privando de muitas coisas, tem um post que leio com frequência do Pobretão de vida ruim que fala justamente do cansaço psicológico de aportar por anos em busca da IF. Com muita frequência, passo por esses momentos, tipo quando você vê pessoas próximas como amigos e familiares que ganham 1/3 do que você e curtem muito mais a vida, com carro novo , sempre muito bem vestidos, e todo findi ostentando, comendo em restaurantes caros, bebidas caras e tudo mais e eu ali, economizando ora pra aumentar o colchão de segurança, ora pra formar uma renda passiva, ora pra construir minha residência,ora pra estudar... e sempre deixando de lado esses desejos consumistas da matrix. Pior ainda é quando alguém vem pra você e começa dizer justamente isso, que eu devo aproveitar mais a vida, curtir mais, me preocupar menos com o futuro que talvez nem chegue (morte). É uma das coisas que me faz pensar muito, mas logo que boto a massa cinzenta pra raciocinar (como poupador que sou) vejo que tenho que permanecer na busca dos meus objetivos, que o certo sou eu, que muito provável que esse futuro incerto, seja certo, chegue, e ai lembro que tenho um avô que acabou de completar seus 90 anos, e que eu não tenho nem 1/3 dessa idade, e que ao contrário dele que hoje vive em condições bem complicadas devido a escolhas mal feitas, eu quero estar curtindo cada ano que seja dado a mim, com tranquilidade em uma prainha, sem ter hora pra nada! E quando lembro que hoje, e principalmente depois de alcançar a IF, que não precisarei vender férias, contar com 13º pra pagar as contas, parcelar IPVA/IPTU, ter medo de demissão/atraso de salário... logo esqueço da "ostentação" dos "chegados", e durmo tranquilo e certo que estou no caminho certo!

      Excluir
  10. Use o conceito de mini-aposentadorias. Essa de ficar esperando 15000 pra poder parar de vez é meio furada. Primeiro que vc nao vai aguentar ficar parado e 2 que com 9500 ja da pra tirar um ano sabatico, tocando outros projetos(q inclusive podem te dar mais grana q o emprego atual).

    Mini-aposentadorias é a chave!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Esta é uma dica muito boa, inclusive usa-se também o termo 'Semi-IF', que seria esta semi independência financeira.

      Não que eu esteja esperando um valor 'X' para dizer 'Sou livre financeiramente'. A vida vai mudando muito durante os anos.

      Você tem razão: Dificilmente eu conseguiria parar com tudo, mas, ter a opção de ter 'meu ano sabático' realmente seria excelente.

      Eu às vezes também penso que se não trabalhasse e tivesse tempo para testar meus projetos, eu poderia ganhar mais que no meu emprego ... O duro é ter coragem de pedir demissão e ir arriscar ...

      Vou no modo mais seguro mesmo: Quando atingir uma renda passiva acima do meu salário, a opção estará vigente.

      Gostei do termo mini-aposentadoria rsrs, obrigado.

      Grande abraço

      Excluir
    2. Muito boa colocação. Estou pra escrever sobre isto no meu blog. A IF é apenas a garantia de que você não depende de nada pra viver em termos de dinheiro mas não significa que você vai parar de trabalhar ou fazer qualquer coisa.

      Excluir
  11. Aquelas projeções de 14k por mês são legais... As vezes fico sonhando com uma grana assim. Na verdade nem sei o que faria, apesar de que a gente sempre acha no que gastar.
    Também estou ansioso pra vender meu imóvel, já dei ordem de baixarem o preço.

    Na questão da if eu coloquei uma barreira de idade. Se for possível viver uma vida legal com renda acima da inflação após os 40, farei. Se eu espersr até os 15k vou trabalhar até os 85 anos eheheh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CF, tudo bom?

      Nem me fala ... Poxa vida, imagina R$ 14.000,00 caindo ‘limpos’ na sua conta todo mês? Dá pra ter uma vida de rei e ainda reaplicar, mantendo o portfólio crescendo e sua IF garantida até para as próximas gerações.

      Achar com o que gastar toda esta grana realmente é fácil, por isto temos que ter o espírito da simplicidade de viver.

      Fazendo algumas contas de ‘padeiro’, se gastarmos R$ 200,00 por dia, precisaríamos de R$ 6.000,00 ao mês. Digamos que para viagens, R$ 6.000,00 sejam necessários, mas não será todo mês que você viajará.

      Ainda sobraria R$ 2.000,00 para as compras, e outros passeios, e nem todo dia você gastaria R$ 200,00.

      Eu viveria tranquilamente com R$ 14.000,00 ... Ainda sobraria.

      Eu também não defino a IF por um valor não, é uma decisão que a um certo momento você pensará algo como “Poxa, já ganho X reais passivamente. Vou sair do emprego e vou empreender naquele projeto que sempre quis”, ou “agora vou cuidar da horta, ir para o interior e viver mais tranquilo”. Eu quero viver a IF agora que estou novo, por isto como já tenho números legais p/ quem começou do zero, penso em aproveitar mais um pouco agora, mas sempre mantendo o foco de ser um poupador. Um exemplo é: Este ano viajei, viagem simples, onde gastei pouco e apenas metade da renda passiva que ganho, e digo: Diverti demais. Quero repetir este ano ainda, em outro lugar ou no mesmo.

      Grande abraço

      Excluir
  12. Boa noite VDC
    Acompanho seu blog anonimamente e admiro muito suas ideias e planejamentos, me identifiquei bastante contigo. Gostaria de deixar registrado aqui minha história de vida. Estou com 19 anos, irei iniciar os estudos no ensino superior na área da Eng. Elétrica em uma instituição federal agora no segundo semestre. Essa instituição é a mesma em que fiz meu ensino médio e curso técnico. Atualmente economizo cerca de 2/3 do meu salário, consegui juntar um mini "bolo fecal", mesmo que na poupança, tenho um plano de negócio pronto, porém seria necessário uma "sociedade" com um familiar, digo sociedade pois eu iria entrar com o capital e ele teria o local onde eu iria empreender, vi muitas vantagens em cima desse negócio, o mercado é muito bom para minha região e eu teria praticamente um contrato com uma quantidade que conseguiria manter meu negócio, comprando matéria prima e ter um lucro de uns 2k mensal, feito com um comprador, estou falando de um custo inicial muito baixo e um rendimento considerável, penso que 8 a 12 meses estaria faturando 10k, o problema é que esse sócio não entende nada de negócio, ele teve a faca e o queijo mas não soube aproveitar. Outro problema seria minha família, também não entendem muito de negócio, são muito conservador, e não iriam confiar em meu plano. Caso não venha a dar certo este, iria focar em estudar, fazer um mestrado, depois doutorado sendo concursado como professor numa instituição pública de alguma cidade do interior ganhando um salário e 7 a 10k, tendo somente um colchão de segurança e aproveitar o salário sem me preocupar em aportar tanto, visto que a independência financeira seria inatingível, do ponto de poder parar de trabalhar. Gostaria que deixa sua opinião, posso dizer que sou seu fã kkkkkkkk Abraço até o fim de ano tomo alguma decisão, foco nos estudos ou me aventuro nesse empreendimento. Lembrando que caso não tenha sucesso o empreendimento ainda teria a segunda opção de estudar. Tenho o tempo a meu favor, 19 anos, que sonho ter um salário de 10k nessa idade. Fica um conselho a todos, saiam da cidade grande, tem muita empresa de médio porte pagando altos salários, os senhores acostumados a pressão de multinacionais iriam tirar de letra, além de que o currículo dos senhores iria ser muito valorizado. Saiam da cidade grande e venham para o interior!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, tudo bom?

      Fico satisfeito, ultimamente venho prezando pela simplicidade em tudo na minha vida, evitando ao máximo estresses, e que investir seja algo tranquilo e sem muitas emoções, apesar da alta exposição que tenho em FIIs que são renda variável.

      Você esta bem novo, na idade que eu comecei a trabalhar, e fazer estágios.

      Nesta fase eu sempre sugiro que o foco seja mais no crescimento pessoal, com cursos adicionais e experiência na área que atuar, para que você consiga ir aumentando seu salário, pois na fase inicial de acúmulo o Aporte é o item mais importante na caminhada rumo à IF.

      Como você já pensa em empreender, é bom elaborar um plano de negócios bem detalhado, e ser menos otimista, pois quando estamos criando algo tendemos a ser o mais otimistas possíveis, principalmente em relação aos lucros, então ter uma visão mais pessimista misturada com esta animação tenderá a te dar um resultado mais real.

      Sobre sociedade, é bem complicado ... Eu quando quis começar a construir, ninguém me estendeu a mão para ajudar. Eu tentei com um colega rico, que simplesmente me esnobou, tentei com o meu cunhado que também já tinha grande capital, nem resposta eu tive e fiquei sabendo que ele ficou foi rindo de mim, com meus planos de comprar terreno e construir pra vender.

      O único que me estendeu a mão e me ajudou muito mesmo foi meu pai, não pelo lucro, mas para me ajudar a ganhar dinheiro na área.

      Se pretender realmente fazer uma sociedade (eu sugiro fortemente que tente fazer as coisas sozinho, sem sócio, ou com ajuda dos pais), monte um contrato muito bem elaborado, com cláusulas que determinem bem o papel de cada um, pois no início é tudo lindo, perfeito, mas com o passar do tempo alguns problemas e atritos entre os sócios pode aparecer, e será o contrato que resguardará ambas as partes.

      Sobre a família não confiar no plano, eu conheço bem ... Já riram muito das minhas ideias de construção, dos investimentos em ações e também riram quando falei sobre Fundos Imobiliários. Confie em você, 95% da população faz parte do que chamamos ‘matrix’ do consumismo, do viver agora e que se dane o futuro, e entender planos nesta magnitude é para poucos. Não desanime por este motivo, isto deve te motivar ainda mais a buscar e lutar p/ que seu negócio dê certo.

      Sobre seus planos de estudo: Mestrado e doutorado, na minha visão, só servem caso você vá lecionar mesmo. Para empresas privadas, uma pós-graduação, inglês e alguns cursos no exterior voltado a negócios são mais importantes.

      A IF é atingível sim! Te proponho um desafio: Digamos que você tenha uma renda líquida de R$ 5.000,00 mês, e deste valor você consiga juntar R$ 3.000,00 todo mês. Coloque isto numa planilha, comum crescimento de poupança, 0,7% ao mês, considerando aportes mensais de R$ 3.000,00 + reinvestimento dos juros recebidos ... Veja como que isto ficará considerando 120 meses (10 anos). A IF é sim possível, só que leva tempo. E, durante a caminhada, seu salário vai aumentar, você terá rendas adicionais, gastos adicionais, mas a tendência é que seu salário venha sempre sendo reajustado, claro, se você for um bom profissional. O foco deve ser inteiramente no Aporte p/ reduzir o tempo necessário à IF.

      Você tem muito tempo, aproveite sua idade, saia na frente dos concorrentes estudando, tendo inglês e outro idioma, seja o melhor que todos, e busque seu espaço no mercado de trabalho.

      Se decidir empreender, trace suas metas e siga seu instinto. Não deixe que os outros te digam que você não é capaz. Só depende de você.

      E concordo inteiramente em ir morar no interior ... Se eu atingir a IF com certeza morarei numa cidade bem menor que a capital que moro.

      Abraço

      Excluir
    2. Tive a ideia de lecionar, pois seria um trabalho tranquilo, do ponto de vista que não teria aquela furação de olho para subir de cargo, além de ter um salário de uns 7k, ou seja, eu iria ter um padrão de vida considerado alto no interior, estaria dentro do que almejo para a vida, além de que teria tempo bastante para planejar alguma renda adicional. Já a ideia de empreender seria tentando um padrão de vida maior, acredito piamente, analisando os concorrente, que meu negócio iria se sobressair, como falei, investimento baixíssimo se comparado com o retorno, iria investir uns 20k, e o potencial de crescimento das receitas é muito grande, oque renderia grandes aportes, por fim no momento que atingisse uma renda passiva de uns 5k já não teria mais aquela preocupação caso o negócio venha a decair. Mesmo que não de certo o negócio nada estaria perdido, irei estar cursando a graduação e iria me dedicar muito. Como falei o maior problema é a falta de apoio, não teria condições de sair da casa dos meus pais para tocar este negócio.

      Excluir
    3. No momento, você tem o mais importante, que é tempo p/ planejar.


      Monte seu plano de negócios minuciosamente, e siga seus instintos, aprendendo com os erros.

      Mas, se conseguir, não deixe de estudar. Assim você terá 2 planos em paralelo, se um der problema, você tem o outro em curso.

      Grande abraço e sucesso!

      Excluir
  13. VDC, eu juro que li o post todo, mas não li todos os comentários, então posso estar sendo repetitivo.

    Sobre o financiamento, sinceramente não acho uma boa ação. As taxas de juros no Brasil são muito altas e é muito difícil ter rentabilidade superior aos juros pagos. Se for maior é tão pouco que tenho a impressão que não vale todo o esforço, mesmo considerando o FGTS.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá EI, tudo bom?

      Que beleza hein, leu tudo! Fico satisfeito.

      EI, as contas são bem simples. Veja: Se eu financio um imóvel de R$ 100.000, entrando com R$ 50.000,00 à vista (dinheiro do FGTS que esta parado) e financiando R$ 50.000,00. Digamos que seja 10% de juros ao ano.

      Se em 10 meses eu quitar o financiamento, o custo deste empréstimo foi R$ 5.000,00, considerando as prestações de R$ 500,00 eu pagaria por esta antecipação da compra R$ 5.000,00.

      Se eu recebesse aluguel neste período, reduziria este valor de juros pago ao banco.

      Ao final, eu tenho mais um imóvel adquirido a R$ 50.000,00 + R$ 5.000,00 (juros) + as taxas, e teria um bem a mais no patrimônio.

      A falha na minha estratégia é a principal: Não encontrarei imóveis com escritura a R$ 100.000,00 ... Acima de R$ 110.000,00 esta estratégia já não compensa tanto.

      Obrigado pela análise, muito pertinente, mas veja que o objetivo final seria quitar rapidamente o financiamento, e não lucrar na diferença entre a renda recebida - juros pagos ao banco.

      Grande abraço

      Excluir
    2. VDC, olhando valores em R$, ao estilo conta de padaria, pode parecer um bom negócio. Até nem acho que seja um negócio tão ruim pensando que os valores são pequenos e representa uma parcela pequena do seu patrimônio.

      O plano de usar o FGTS é muito bom. Minha dúvida é somente se é melhor pegar os 50k de empréstimo e manter o que vc tem no banco ou tirar das aplicações para financiar a sua operação com recursos próprios. No fundo vc tem que calcular a rentabilidade liquida versus os juros pagos, ou então a taxa de juros dos 2 fluxos de caixa (com e sem financiamento). Se fizer a simulação provavelmente vai ver que não se trata de um negócio tão bom como vc esta descrevendo (veja que como eu disse nem me parece também muito ruim).

      Abraços

      Excluir
    3. Olá EI,

      Sendo bem sincero, em teoria não pegar empréstimo seria mais vantagem, mas, considerando que se eu vendesse R$ 50.000,00 de FIIs eu teria que declarar ganhos de capital (20%), acho que a diferença entre os dois cenários seria pequena.

      O financiamento me motivaria a juntar ainda mais p/ quitar rapidamente o empréstimo.

      Já fiz isto algumas vezes e sempre me dei bem, felizmente.

      Abraço

      Excluir
    4. VDC, era nesse ponto que eu queria chegar. Se vê desta maneira eu acho que está corretíssimo na sua análise.
      Abraços

      Excluir
  14. Não tenho essa obsessão pra ficar livre do trabalho. Acho que talvez porque goste do que faço. Não me vejo correndo pra IF na intenção de não trabalhar e "curtir a vida" (está entre aspas porque curtir a vida pra mim é o equilíbrio da diversão com trabalho). Quer a IF pra talvez diminuir um pouco a carga mas parar jamais.

    Agora se você faz algo que não é feliz aí sim vc deve buscar a IF mas antes precisa de descobrir uma atividade que lhe traga satisfação viver na praia ou viajando não vai lhe deixar feliz, pelo contrário traz aquela sensação imediata mas no fundo depois de um tempo o indivíduo precisa de uma atividade isso é o que nos torna vivo, ativo e feliz. Produzir algo não importa o que seja é fundamental nessa caminhada.

    Enfim apenas o que penso.

    Sobre seu plano de alavancar com empréstimo não vejo problema já fiz isso algumas vezes pra montar e adquirir participação em empresas. Sempre consegui obter retornos sobre isso o problema é que quando se erra o tombo é maior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VdD,

      Eu atualmente também gosto do que faço, mas, já sou mais ansioso para saber que sou livre financeiramente, ou seja, se eu quiser ‘chutar o balde’ eu poderia após atingir a IF.

      A IF pra mim não significaria ser um completo atoa, e nem passar a viver uma vida de luxo.

      Penso que a IF seria eu ter mais tempo para ficar em casa, se eu quisesse, dedicar mais tempo aos meus projetos digitais, e ter tempo de melhor acompanhar as minhas obras, estando mais presente.

      Acho difícil conseguir viver totalmente sem fazer nada, tenho certeza de que se eu já tivesse, por exemplo, uns R$ 30.000,00 de renda passiva, eu abriria algum negócio, pra gerenciar com algumas horas do meu dia, se não fossem as construções que tanto gosto.

      Tenho uma visão bem parecida contigo em relação à IF. Também não tenho filhos (ainda), e a IF seria a oportunidade de ter mais tempo com eles.

      Alavancagem já fiz muito isto, é algo normal, e para adquirir um bem, vale a pena.

      Mesmo perdendo o emprego eu teria condições de pagar o financiamento até me reerguer, só não quero ter que vender cotas de FIIs ou diminuir os meus Empréstimos Garantidos (onde eu empresto o dinheiro) para adquirir o bem .. Estou evitando ao máximo o giro de patrimônio e deixando os Juros Compostos trabalhando tranquilamente.

      Grande abraço e obrigado pela costumeira participação.

      Estou devendo mais comentários em seu blog, mas ações não venho acompanhando tanto p/ comentar algo que ‘preste’, mas sempre estou lá lendo e vendo os vídeos hehe.

      Abraço

      Excluir
  15. VDC, cara eu pensei nisso assim quando comprei o segundo apt,moro em um e outro alugado essa semana recebi proposta pravender um deles, ate pela localização pois abriu um shopping murro com o condominio e isso ajudou bastante, eu mesmo ja.pensei em vender os.dois mais o lote e investir em fiis para gerar uma renda passiva melhor e pode acelerar meus objetivos, mas com a economia do jeito que esta tudo fica muito complicado.

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares