Total de visualizações de página

sábado, 6 de agosto de 2016

Atingindo o Auge na Carreira - Um Sonhado Aumento de Salário, Cargo e Aporte ...

.
.

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Inicialmente, desculpas pela demora em novo post. No decorrer do texto vocês entenderão um pouco de como foi a minha semana, e como minha vida profissional esta em momento de mudança, o que me deixou sem tempo algum na semana p/ escrever aqui.

Agora, aos 30 anos, estou no auge de minha carreira, e entrei numa lista interessante em meu trabalho, que seria algo como a lista de novos gestores, de novos líderes, de pessoas que estão mostrando resultados e liderança, e que estão prontas para assumir uma coordenação, uma supervisão e mais a frente, quem sabe, disputar uma gerência.

Parece que eu comecei a entender um pouco de como caras como o Pobre Catarrento, Executivo Pobre, Heavy Metal, Economicamente Incorreto conseguem ter salários tão altos, pois aparentemente eles já são mais velhos que eu, e chegaram a um nível profissional distinto, muito conhecimento e experiência de ambiente de trabalho, que você jovem trabalhador, terá que passar também. Não adianta tentar queimar etapas, é assim que funciona em 99% das organizações.

Eu digo que escolhi o modo ‘moderado’ de ser em toda a minha vida. Não sou totalmente contrário a riscos, mas não tomo riscos demais. Isto se reflete não só na minha parte financeira, mas na parte de minha carreira, e da minha vida também.

Como já falei anteriormente, basicamente eu trabalho há alguns anos numa mesma empresa, e durante este caminho cheguei a um degrau faltante apenas do posto máximo da antiga área. Faltava apenas uma promoção p/ que eu chegasse no ‘teto máximo’ para a minha função lá desempenhada, e isto já me deixava preocupado do que eu faria após chegar neste passo, pois basicamente a opção de crescer mais um degrau após este não me era muito animadora, pois eu mudaria muito a minha área de atuação, que todos sabem que é TI.

Pra não falar muito nesta parte, houve uma mudança geral, onde um gerente que era responsável por duas áreas passou a ser responsável por 4 áreas (aqui inclui a minha antiga área), e simplesmente colocou esta pessoa ‘de confiança’ dele num cargo de coordenação na minha antiga área, e a justificativa do novo cargo e do aumento salarial foi justamente um projeto que eu arquitetei, executei, que quebrou paradigmas mesmo, melhorando muito a eficiência do setor e a comunicação com as demais áreas. Nem preciso falar que eu desenvolvi uma metodologia nova e apliquei um sistema de TI, sem custos pois eu mesmo desenvolvi, e isto melhorou significativamente os tempos das atividades e KPI’s do setor.

O que eu ganhei com isto tudo: Apenas um afago do tipo “excelente trabalho”, e a promessa de uma promoção p/ este último degrau, que nunca veio.

Claro, teve sim as coisas boas: A experiência que obtive com este projeto é válida até hoje.

Defini junto a gerência uma data, dizendo: Eu espero esta mudança de cargo e salário até esta data. Após, gostaria de ter a liberação p/ buscar novos desafios internos (dentro da própria empresa).

A data limite chegou, não houve promoção, e eu saí em busca de novos desafios.

Houve a disputa para o cargo que ocupo atualmente, de gerente de projetos, e após várias provas, entrevistas, testes online e conversa com alguns gestores, consegui a vaga.

.
.

Nesta época meu inglês era muito ruim, eu esforcei muito, contratei professora particular, vivia estudando, e consegui passar em todos os testes e na entrevista de inglês.

Durante a fase de migração, pois não se muda de cargo de um dia para o outro, passei por situações de elevado estresse e até mesmo de humilhação, pois meu gerente antigo, por não concordar com a minha saída, arrumava formas de brigar comigo na frente de todos.

Isto é inadmissível, pois nunca na minha vida, até esta época, havia participado em "brigas e discussões acima do tom normal" no trabalho onde minha atenção era chamada na frente de todos do setor, e acreditem: Era aos berros mesmo!

Eu percebi o que ele queria, talvez buscar uma demissão por justa causa se eu ‘perdesse a cabeça’ e partisse inclusive para agressão, ou que eu não aguentasse este período e pedisse p/ ser demitido. Eu sabia que mudaria, mas não sabia quando, e numa eventual crise ou mudança, tudo poderia ruir e eu teria que permanecer na área ... Era praticamente uma demissão a prazo, pois o gerente com certeza me demitiria na primeira oportunidade, e o que me segurava eram os resultados que eu tinha, muito elevados, pois sei que ‘minha cabeça foi pedida’ na época e o RH não aceitou, dizendo que meus resultados eram muito bons para ser simplesmente demitido, e que eu já estava apto a ir p/ uma vaga na outra área, de maior nível, e que o outro gerente me esperava ...

Quando percebi esta tentativa de demissão após umas 3 ocorrências desta cena patética, eu simplesmente cessei as discussões. Ele (meu antigo gerente) chegava, me perguntava alguma coisa, eu respondia, e após ele elevar o tom eu simplesmente dizia algo como “Me explique como você quer que seja feito, e farei exatamente desta forma, pois você tem muito mais conhecimento que eu e seguirei exatamente suas diretrizes”.

Pronto. Acabou o show! Eu não entrava mais nas agressões verbais e nem elevava o tom para um modo agressivo. Assim não tinha graça e ele não podia seguir com seu plano.

Mudei de área ...

Sou um dos mais novos na área, que é pequena, mas fica dentro de uma área maior. Seria algo como uma sub-área dentro de uma área maior.

Eu sabia que demoraria alguns anos, pelo menos 3, para conseguir mostrar meu trabalho e ter algum reconhecimento.

A mudança já foi excelente, pois ao chegar nesta nova área, como seria um cargo num nível superior, eu já recebi um aumento salarial e a carta da promoção. É um dos famosos ‘cargos de confiança’, e mudou muita coisa em relação ao meu antigo cargo. Parecia que eu estava em outra empresa, para vocês verem o tamanho da mudança de uma área para outra.

A experiência que eu tinha da área anterior agregava muito nas minhas atividades. Eu não era apenas um cara de TI, eu já tinha sido usuário, e tinha um conhecimento transversal da empresa (área comercial, desenvolvimento, logística, produção, garantia, e outras). Não iria demorar muito pra eu mostrar que eu não tinha vindo p/ a nova área atoa ...

No primeiro ano, um desempenho muito bom, mas tive uma avaliação na média com os demais.

No segundo ano, meu nome já passou a ser mais conhecido, e tive uma avaliação na média.

No terceiro anos, amigos, aí eu já estava como este cara aqui ...


Meu desempenho começou a chamar muito a atenção dos demais gerentes, e o motivo é muito simples: Se eu gerencio um projeto, atraso é inadmissível, e eu controlo ponto a ponto, no detalhe, planejando muito antes de executar, pois a execução tem que ser perfeita, e penso com a cabeça de um usuário. Eu quero entregar algo pra um preguiçoso fazer o mínimo, e que o sistema faça o máximo, assim tudo que eu entrego tem alta aceitação. Sistemas que precisam de muita ação de usuário e controles paralelos ao sistema, estão fadados ao fracasso.

Minhas avaliações passaram a ser no grau máximo já a partir do 3º ano, e meu nome entrou na famosa lista de ‘Talentos da Empresa’.

Um evento contribuiu muito para que meu nome passasse a ser algo comentado entre todos os gerentes e diretor da área: Um projeto muito crítico, global, que a empresa já tinha investido milhões estava totalmente sem rumo, sem uma direção, com muitos problemas e ninguém conseguia dar jeito neste danado. E ele seria apresentado uns 4, 5 meses a frente, p/ o CEO Global da companhia. ‘Cabeças’ iriam rolar ...

Aí me colocaram nesta ‘fogueira’. Acho que fui o ou Gerente de Projetos a assumir este projeto conturbado (nenhum dos outros tinha dado conta), e amigos, eu não perdi a oportunidade: Coloquei o projeto nos trilhos novamente, após muito trabalho. E sabem o principal? Este projeto surgiu ‘do nada’ e eu mantive os outros projetos que tinha em curso, eu nem fui o ‘chorão’, falando que não daria tempo de fazer o novo e os projetos em curso, e pedindo pra reduzir a minha carga de trabalho.

Entreguei todos ... Tive reuniões com gerentes de alto escalão de várias partes do mundo, meu diretor, que passava no corredor e nem sabia quem eu era, passou a me cumprimentar pelo nome. Ele nem me cumprimentava antes. Ele é estrangeiro.

Meu gerente era só alegrias, pois ele também levou os méritos, afinal, eu era do time dele, e ele não tinha trabalho algum, pois eu realmente conseguia executar tudo, mas ele sempre estava pronto para me ajudar caso eu precisasse (não só eu ‘me acho’ o bom, meu gerente é muito bom também, não é atoa que é gerente).

Sendo bem sincero com vocês, sabe o que eu faço pra ser bom em gerenciamento? Eu transformo o difícil em simples. Eu penso simples.

Eu quero entregar projetos, sistemas e criar processos que sejam o mais simples possível.

E quando eu pego algo muito complexo, eu divido aquela coisa complexa em vários pacotes de coisas fáceis, coloco as datas, e vou seguindo. Isto eu faço com todo tipo de projeto, a receita não muda.

À partir desta entrega satisfatória, de ter sido ‘o salvador da pátria do projeto global em minha região’, eu fiquei com fama de ‘salvador’ mesmo, mas por outro lado começaram a me olhar também como um possível gestor ... Algo como “O cara é muito bom no gerenciamento hein ...”

Lembrem: Um bom gestor deve passar a maior parte do tempo conversando e gerenciando. Eu faço algumas coisas mais técnicas, mais manuais, quando o ‘bicho pega’, mas em teoria meu papel é formar a equipe que vai fazer cada parte, e eu controlo todo o andamento, mas não tenho medo de ‘meter a mão na massa’ quando precisa.

Houve a disponibilidade de um cargo de coordenação, e eu tinha uma longínqua esperança que poderia ser eu, mas, eu era novo na área, como falei pra vocês, e há muita gente boa onde trabalho. Fiquei em segundo, nesta disputa, sabendo que, não desmerecendo meu colega que também merece, esta disputa já tinha um vencedor escolhido há 1 ano atrás, pois por mais que eu tivesse apoio de alguns gerentes, o diretor já tinha definido este cargo e que seria esta pessoa antes, então, justamente no momento que eu mais ‘brilhei’ profissionalmente, este fato pesou muito.

Eu poderia estar escrevendo neste momento muito desmotivado, triste, achando que na minha vida as coisas não dão certo, mas ...

.
.

Abri meu coração com a gerência após estas mudanças, e isto chegou à diretoria (sou talento), e gostei muito das conversas que tive.

Explicando melhor: Eu não cheguei pra brigar, pra falar ‘Ou sou promovido também ou saio da empresa’, mas cheguei da seguinte forma ‘Olha, tenho apresentado estes resultados, em nossa própria equipe os gerentes e diretores das demais áreas querem que eu gerencie seus respectivos projetos pelos resultados que apresento, tenho liderança, sei gerenciar times, atualmente gerencio alguns colaboradores e eu também preciso crescer, preciso estar motivado.  Sou um dos melhores gerentes de projeto do time e da área. O outro colega foi promovido, por favor, lembrem de mim quando houver nova oportunidade”.

O recado foi dado. Simples, direto.

Mas, os planos da empresa para com minha pessoa, não simplesmente me desconsideraram, mas já planejaram algo diferente, devido ao meu perfil e a capacidade que tenho de gerenciar projetos tão grandes.

Se tudo der certo e ocorrer o que foi detalhado, nas próximas semanas devo ser agraciado com uma nova posição e um aumento salarial. E ganhei mais um grande projeto global, crítico, mas que tem boas chances de sucesso, e terei que voltar a trabalhar muito, fazer algumas horas extras talvez, e farei algumas viagens mundo afora, incluindo América do Norte, Europa e talvez Ásia ... Vamos ver o que ocorrerá.

Lembra lá em cima quando eu disse que tenho perfil moderado? Eu preciso sim melhorar meu network, mas por ser mais novo na área, digamos que o network já estava formado, dificultando minha subida.

Então agora terei mais uma oportunidade, com novo projeto global, reportando diretamente ao presidente da empresa da região, todo seu primeiro nível de diretores e alto escalão das outras regiões.

É hora de voltar a focar em inglês, pois eu estava estudando outro idioma no momento e inglês será imprescindível novamente.

A mensagem que quero deixar para os mais jovens: Eu trabalho desde os 20 anos. Precisei passar por muita coisa para entender como estas coisas, a política, como se portar com outras áreas, e agora estou atingindo o auge, o momento de assumir novos desafios, de liderar mais, de ter uma posição mais alta, e de gerenciar pessoas.

Seja o melhor que você puder. Mesmo se não haver perspectivas na empresa, seja o melhor, até que você mude de empresa, setor. Transforme seu nome em uma marca. O meu nome hoje é uma marca dentro da empresa.

Acabei não dizendo no texto, mas hoje eu já gerencio um pequeno time (apesar de não ter um cargo de gerente ou supervisor), além de gerenciar recursos em meus projetos, mas já tenho uma certa experiência, e digo: Não é fácil.

Tenho um dos recursos que não tem apresentado resultados, eu dei oportunidades, conversei, mas não teve jeito ... Ao final do contrato, não haverá renovação, e buscarei uma nova pessoa.

Bom, sobre carreira, era isto que eu queria dizer.

Para aproveitar o tópico, algumas rápidas atualizações:

Blog:

Como você sabem, eu resolvi criar o blog por ter conhecido o blog do Pobretão de Vida Ruim, mais conhecido como Pobreta, o que motivou a contar as minhas histórias aqui e participar da blogosfera de finanças.

Após alguns meses acompanhando e solicitando entrada no ranking, finalmente abriu uma vaga, meu blog passou na análise e estarei participando do Ranking do Pobretão, divulgado mensalmente, com uma diferença importante: Neste ranking será contabilizado apenas o meu Fechamento Líquido, seguindo as regras do blog.

Isto me deixará ainda mais motivado para continuar na Luta pelo Milhão!


Agradeço antecipadamente o Pobretão pela disponibilidade.

Gosto de acompanhar o blog dele pois aparentemente temos idade próxima, e vivemos algo parecido em relação a questão salarial.

Tenho certeza que alguma coisa este blog aqui agregará, e fico feliz em contribuir.

Fundos Imobiliários:

Como você sabem prego veementemente não girar patrimônio, mas já vinha a alguns dias pensando, e resolvi encerrar a posição em BRCR, onde eu mantinha cerca de R$ 5.500,00 investidos.

Pois bem, a posição foi fechada nesta semana, no auge da cotação (um milagre), onde vendi por R$ 97,00 e pouco.

O motivo: Eu quero entender o comportamento deste FII sem a Petrobrás como inquilina na Torre Almirante. Por mais que mantenha valor, me preocupa muito o fato deste prédio estar quase vazio, e estar localizado no Rio de Janeiro, e eu quero ver primeiro a estratégia do BTG para ocupar este prédio com multi inquilinos.

Uma coisa que me preocupa também é que dificilmente os valores de nova locação alcançariam os pagos pela Petrobrás.

Digamos que estou acompanhando o FII, mas quero recompra-lo sem Petrobrás, pois aparentemente os rendimentos do FII ficarão na casa de R$ 0,65 por cota, o que deixa o yield muito baixo e estatisticamente falando leva a uma maior probabilidade de que a cota saia dos atuais R$ 97,00 e volte talvez para R$ 70,00, R$ 80,00 ... Isto facilitará p/ que eu possa entrar novamente.

Pode ir a R$ 110,00? Pode. É Renda Variável. Mas no momento prefiro dar este tempo no FII.

.
.

O dinheiro da venda foi devidamente reinvestido em RNDP, VRTA e FEXC, ou seja, estou apostando em aumento de renda com os FIIs de papel no momento.

Em BCRI devo participar da nova emissão de cotas, estou acompanhando o processo.

Em KNCR também devo participar da nova emissão, isto se o Itaú permitir, visto que não sou cliente do banco, e não ficou claro como não correntistas Itaú participarão.

Encerrei posição no FII que eu guardava ‘os trocos’, que era o FFCI, e este valor foi devidamente reinvestido em XPGA.

Desta forma, eu reduzi minha carteira para 28 FIIs.

No geral, por mais que eu não analise preços, como friso sempre, tenho também a impressão de que os FIIs estão caros, mas, eu tenho que comprar, é uma regra, então escolho algum e invisto. O próximo FII que comprarei, possivelmente será NSLU, que já tem uns 4, 5 meses que estou tentando aumentar posição nele e deixo ele por último. Por mais que o yield seja baixo, a perenidade e perpetuidade dele me chamam a atenção, e pretendo aumentar em 60% a atual posição que tenho nele.

HGRE também esta na minha fila.

Saúde:

Como disse o Viver de Dividendos, este é um dos motivos que estou postando menos, pois gasto 1:30 todos os dias para ir à academia. Espero que estes novos desafios no trabalho não atrapalhem o andamento desta parte super importante da Independência Financeira.

Estou me sentindo o ‘gostosão’, pois reduzi o peso, as medidas, já voltei a usar camisas coladas Slim Fit e tenho chamado mais a atenção onde passo.

Tenho malhado de segunda a sábado, e jogo futebol 2 vezes por semana.

Devido ao aumento dos valores do futebol, optei por manter apenas uma vez por semana, e manter o foco na academia.

Buscarei algo para a alimentação, vou marcar uma consulta na nutricionista.

Fiz exames de sangue, fezes e urina. O duro é entregar o pote de fezes para a secretária da clínica, fiquei meio sem graça, mas ela disse que era normal rsrs.

Semana que vem sai os resultados, e vou ao médico pra ver se esta tudo nas conformidades, agora nos 30 anos o objetivo é um check-up anual.

Fui também ao otorrinolaringologista, pois tenho a impressão de que eu não respiro 100% bem. Parece que respiro entre 60%  a 80% no máximo, raras as vezes estou a 90%.

Na consulta ele já notou um pequeno desvio de septo, mas sugeriu utilizar um remédio por 2 meses, um spray nasal líquido, e estou fazendo esta experiência.

Ao final, voltarei nele, farei uma tomografia, e estudarei se vale a pena um procedimento cirúrgico.

Penso o seguinte: Se eu posso melhorar a respiração, por que não?

Este mês também farei mais um procedimento estético no dentista, o que me fará desembolsar quase R$ 360,00, mas, faz parte do projeto saúde.

Após, pode ser que eu faça um branqueamento, mas quero ver a proposta da clínica, pois pode ser que seja necessário usar aparelho (espero que não seja o fixo) por alguns poucos meses, 12, 16 ... Vou ver se animo, pois já usei aparelho e é ruim demais.

Meus dentes são certos, mas, podem ser corrigidos alguns detalhes que me deixariam com o sorriso perfeito ...

Projetos Digitais:

.
.

Por incrível que pareça, vem gerando algum resultado. Uma média entre R$ 5,00 a R$ 20,00 por dia, estou gostando, mas, meu tempo esta curtíssimo p/ continuar melhorando e aumento o escopo do projeto.

O importante é que alguma renda esta sendo gerada.

No mais, um grande abraço e excelente semana!

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

28 comentários:

  1. Parabéns, você entendeu EXATAMENTE o que penso. Eu sou minha marca, ser reconhecido leva tempo e agruras.

    Mas, qualidade tem um preço e você pode cobrar mais por isso. Com jeito, inteligência e uma boa rede de pessoas conhecidas. Ajude sempre que puder alguém, desde que não te prejudique.

    Diga a todos de forma sutil qual sua profissão e tenha seu cartão de apresentação sempre em mãos. Divulgue a si mesmo, venda-se! E acima de tudo, preste um serviço de qualidade. Network é a palavra mágica.

    Seja educado, conheça todos pelo nome não importando qual função as pessoas exerçam. A corrente do bem irá lhe recompensar, acredite. E não se esqueça de estar atualizado em sua área. SDS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande HM,

      Eu já fui do 'time dos jovens', da ansiedade, e na época não tinha este pensamento atual, de saber que liderar pessoas, mostrar trabalho, ser reconhecido e ter uma abrangência maior nas ideias e na atuação no trabalho, requerem tempo. Você não constrói a 'sua marca' de um dia para o outro.

      Penso que um aumento, no momento, seria mais que justificado, afinal, além de estar fazendo muito bem aquilo que me foi definido, estou atuando além das minhas atividades, ou seja, sendo escalado para atividades mais difíceis e importantes.

      O lado bom nisto é: Mesmo na crise, por manter esta 'pegada' no trabalho eu praticamente ma garanto e mantenho meu salário, ou seja, evito risco de ser demitido.

      O lado melhor ainda: Mesmo se eu fosse demitido, já não dependeria do salário para viver (é este aqui o objetivo da minha 'IF', é trabalhar agora pra não ter que trabalhar depois ou estar tranquilo caso pare de receber salário). Neste ponto estou muito satisfeito comigo mesmo.

      Network ... Acabo fazendo ele através do meu trabalho bom, mas, é preciso melhorá-lo.

      Até o final deste ano, dependendo da situação, posso começar a abrir a mente e pensar em novos desafios em outras empresas. Tenho alguns contatos e a possibilidade de ter um profissional como eu, sei que agradaria ... Temos que ser humildes sempre, sei que tenho MUITO a melhor ainda profissionalmente, mas sei que agrego valor, pelo conhecimento atual e forma de gerenciar projetos.

      Talvez a única coisa que eu poderia fazer pra melhorar muito meu currículo, além de sempre estar melhorando o inglês, seria ter a certificação PMI, mas, no momento, eu já faço coisa demais, vou tocar o barco deste jeito mesmo.

      Ser humilde já é uma coisa intrínseca, talvez justamente por vir de família humilde, mas sempre com fartura de alimentos em casa e foco na educação.

      Grande abraço HM, estou sempre acompanhando seus posts, mas nem sempre estou conseguindo comentar, pois durante a semana quase não ligo o computador a noite, e no trabalho não se pode abrir blogspot mais. Pelo celular eu leio, mas ao responder, como escrevo muito, acabo deixando pra depois ...

      Abraço

      Excluir
  2. GRande VC!!! Parabenssss!!! No pain no gain!!! Bom que voce vai ter aumento salarial mas nao fará como a maioria dessas chefias que estão no sufoco com as contas e dependem bastante do aumento e da pressão.
    No meu caso que sou funcionario publico (concursado), so tendo reajuste da inflacao com a boa vontade do governo.. é complicado. Nunca faltei no meu serviço há anos...sempre mostrei todos os processos dentro do prazo previsto... e quem sempre tem os melhores cargos? (os comissionados, amigos de políticos e companhia que vão ao trbaalho 2x na semana e olhe la ganhando o trilplo) Como que faz para se motivar numa hora dessas? Eh fodaaaaaaa.. Tenho estudado para outros concursos e la na frente pretendendo abrir algo.. Qual sua opiniao a respeito disso? Abraço

    Servidor Público

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP,

      Isto é uma máxima: A maioria dos chefes, quando recebe melhoria no salário e no cargo, seguindo o 'padrão de vida' atual se vê na obrigação de também melhorar o padrão de consumo, passando a ir em restaurantes mais caros, consumir vinhos mais caros, trocar de carro, arrumar algum hobbie caro, e viajar p/ o exterior ... Ou seja, aumenta-se a renda, gasta-se ainda mais. Isto é errado, pelo menos pra quem esperar juntar um patrimônio pra viver bem no futuro.

      O que você passa no serviço público, é a mesma coisa na iniciativa privada: Sempre o amigo do presidente, do network dos diretores de alto escalão e gerentes, estarão na nossa frente. É assim mesmo, infelizmente.

      O que não podemos é desistir, o ideal é continuar sempre na luta, buscando seu lugar ao sol.

      Eu não sou contrário a quem estuda e passa em concursos. Poderia ser uma opção pra mim, mas, trabalhar na iniciativa privada foi algo que veio de forma natural, então nunca pensei em ser concursado (ou pelo menos tentar ser um concursado).

      Em geral, o salário de quem entra num cargo público tende a ser maior um pouco do que o mesmo cargo na iniciativa privada, então, aproveite desta vantagem pra conseguir poupar mais, e fazer seu 'pé de meia'.

      Se conseguir continuar estudando pra melhorar de cargo concursado, melhor ainda.

      E a abertura do negócio, depende muito de você. Eu, por exemplo, tenho muita vontade de ter um comércio, mas, por enquanto fico só nas construções mesmo, estes projetos digitais que rendem uns trocados e meu salário.

      O ideal mesmo é você ter opções, juntar pra ter escolhas e não depender do salário por ter prestações a pagar.

      Abraço

      Excluir
  3. Fala nobre viver de construção.
    Fico muito feliz que você esteja bem encaminhado em sua carreira, partilho da mesma filosofia que ti.
    Acredito que tu tenha ciência por outros post que li em seu blog, mas não nunca é tarde para tocar nestes pontos do universo corporativo; nem todas empresas ou gerentes são flor que se cheire, muitas vezes te roubam projetos na cara larga.
    O ideal nessa situação seria eliminar terceiro se reportando diretamente para superiores.
    As pessoas de alto escalão tem de saber quem tu és competente para assim repassar projetos diretamente a sua persona.
    Já conheci verdadeiros claques relegados ao nada por serem roubados e vilipendiados no mundo corporativo.
    Outra coisa que tu já esta fazendo com primor ao se tornar um verdadeiro rico .
    O que determina grau de riqueza de um indivíduo não é quanto ele ganha , mas quanto ativos ele possui em relação aos passivos.
    Conheço pessoas que ganham 3 vezes mais do que minha persona, mesmo assim não possuem ativos.
    Só com a valorização expertise no ramo imobiliário consegui ganhar o que muitas destas pessoas demorariam no mínimo 5 meses de trabalho.
    Na vida devemos jogar com as cartas que o destino nos da, aprender a fazer melhor com o que temos em nossas mãos.

    Sobre FII.
    Sim muito caros devido alta especulativa, porem existe coisa boa sim com preço acessível,perigo mesmo é se continuar subindo já que ao preços atuais anda refletindo uma Selic em 9% a.a.
    Sinceramente com fundamentos que temos não acredito que ficaremos com uma Selic abaixo de 10% por muito tempo.
    Fator mais importante: Brasil ficando juros baixos dinheiro especulativo sai voando para o primeiro mundo, afinal de contas o que mercado olha num mercado junk é a velha relação risco retorno.
    Exemplo: Possuo 2 FII na mesma região com qualidade construtiva similar.
    Ambos pagando 0,80% a.m, porem o primeiro FII possui contratos mais longos atípicos com uma empresa de renome já o segundo contratos mais curtos e típicos com empresas menores.
    Aqui temos uma distorção na relação risco retorno! um investidor fundamentalista atento conseguiria captar tal distorção apostando mais fichas no primeiro fII.

    E o que isso tem haver com mercado de FII?
    Simples se preço vai subindo indefinidamente por especulação, nos como holders precisaremos aumentar nossos aportes para receber a mesma quantidade proventos.
    O que nem sempre é possível, para piorar preço sobe por especulação e não por fundamentos se revelando um perigo grande.

    O que fazer então?
    Você captou bem!
    Comprar mais FII de papel e tijolos descontos ou diminuir volume em FII mais problemáticos, pois se vai pagar caro que seja em files como SHPH etc ao qual tu não vai ter dor de cabeça, não se esqueça de botar custo do IR ai pois mais tarde ou mais cedo governo vai vir sedento para cima dos pequenos investidores.
    Por sim ou por não venho trabalhando com esta estimativa de tributação em 15% como postado recentemente em meu blog.

    Na ultima semana peguei um tempo para estudar, de agora em diante irei fazer sempre 2 compras mensais uma como compra de vacância em escritórios e logística outra em FII de papel.
    Se FII de tijolos continuarem subindo farei apenas uma comprar mensal em FII de papel.
    Infelizmente acabou promoção em shopping não existe mais condição de compras em : SHPH e ABC acabou as cotas no mercado, HGBS tem aquela questão do goiabeiras e muito dinheiro alocado em renda fixa.
    Então meio que estamos incurados no segmentos escritório, logística e faculdade.













    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Mestre dos Dividendos,

      Sempre um prazer recebê-lo por aqui.

      Já passei por este 'roubo de projetos', a sorte é que quem participou sabia que a ideia partiu de mim, e eu que corri atrás e consegui fazer as mudanças e entregar um sistema totalmente diferente, que melhorou a atividade da minha área, e das demais áreas participantes no processo como um todo. Fruto de trabalho e de uma matéria que me abriu a mente, na época do MBA, que eram os famosos Portais Colaborativos.

      Uma pessoa virou 'chefe' com este meu trabalho, o que me deixou muito puto, a ponto de realmente sair da área e buscar outra dentro da própria empresa, o que foi muito benéfico profissionalmente pra mim (há males que vem para o bem).

      Sobre a parte de ser rico, verdade, não é apenas ter o dinheiro, e sim saber aplicá-lo com propriedade, e neste quesito você tem ido muito bem, com uma valorização expressiva.

      Um exemplo de um 'ex-rico', vi no meu próprio trabalho: Sujeito foi demitido (era 'costa quente de um cara do alto escalão', mas após mudanças completas na empresa devido a crise ele saiu da empresa, e hoje pede dinheiro emprestado pois não consegue mais pagar as viagenzinhas da família para o exterior, o condomínio da cobertura hiper-mega-blaster-super que tem piscina, academia e um monte de coisas e cujo valor de condomínio daria pra pagar prestação de uns 3 imóveis financiados pela Caixa.

      Ganhava uns R$ 30.000,00 por mês. E daí? Não juntou nada. Hoje passará aperto.

      Sobre os FIIs, parece que aos poucos vou aprendendo um pouco mais e passando a pensar melhor no que investir.

      Lembra quando eu estava comprando todos os FIIS sem critério algum? Agora parei com isto, e aos poucos vou moldando minha carteira para estar mais 'segura'.

      Análise de contratos, começarei a analisar melhor os vencimentos de cada FII e colocar na minha planilha de controle.

      Hoje meu FII de maior risco é o FIGS, que esta gerando renda muito abaixo do que era esperado, mas que esta coberto pela RMG até 2019 (vi que teve um FII, esqueci o nome, que parou de pagar a RMG que vence neste final de ano, parou de pagar antecipado, então nem tudo é 'garantido' em RMG).

      HGBS subiu demais, estava na fila dos aportes, mas este CRI do Goiabeiras realmente não deixa de ser um risco ao FII, caso tudo dê errado.

      No mais, na dúvida estarei aportando nos melhores FIIs que tenho, como os de agências bancárias mesmo (contratos atípicos) e outros FIIs mais multi multi.

      O BRCR só entro novamente quando a Petrobrás sair e se estabilizar, pois por mais que eu não olhe preço, não faz sentido a cota estar quase a R$ 100,00 sendo que houve amortização e eles não pagam mais R$ 1,01 por cota.

      Abraço

      Excluir
  4. Heavy metal é prático, ganha bem por isso, é serviço compulsório, não tem isso de qualidade e etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Não sei bem o que o HM faz (ele prometeu contar algum dia), mas de fato ganha muito bem.

      Seria nosso milionário HM um dono de cartório? Juíz? Não sei. O fato é que ele gera muita receita, seja qual serviço for, e tem grande experiência pra nos repassar.

      Abraço

      Excluir
  5. Respostas
    1. Olá Madruga, tudo bom?

      Depois daquela luta e com suas dicas, após inserir o adsense no blog vem rendendo alguns centavos por dia.

      Fim um check agora no Adsense, e vejo que tenho este valor:

      Saldo atual
      US$10,28

      Conheço pouco do Adsense, este valor é em dólar mesmo? Sabe à partir de quanto posso sacar pra minha conta?

      É pouca coisa, mas já é considerável ... Mais de R$ 30,00 rsrs.

      Abraço

      Excluir
    2. É em dólar, sim!

      Aparentemente você está indo bem, pois tenho adsense há bem mais tempo que você e só consegui míseros US$14,74.

      Acredito que quando você acumula US$ 100,00, recebe um cheque nesse valor no endereço que você cadastrou.

      Abraço!

      Excluir
    3. Bacana. Eu ja pedi confirmacao de endereco para poder sacar a grana. Abraco

      Excluir
  6. Olá VdC

    Você entende de xadrez? Se sim já deve ter percebido que o ambiente profissional é igual um jogo de xadrez você precisa de fazer um movimento hoje pra capturar a peça algumas rodadas lá na frente e quem sabe não consegue até um xeque mate de brinde.

    Às vezes eu acho bem mais complexo esse ambiente corporativo do que o ambiente empreendedor. A vantagem do segundo para o primeiro é que de certa forma colher os frutos dos esforços depende única e exclusivamente de você, já no corporativo além de fazer sua parte muito bem feita, ainda precisa de fazer uma baita costura política, senão todo aquele esforço é descartado.

    Bem sucesso nessa nova fase que você consiga capturar as peças certas nesse seu xadrez corporativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Viver de Dividendos,

      Entendo sim, inclusive gostava muito de jogar, perdi muitos finais de semana entretido jogando xadrez online, pois meus amigos não gostavam muito de xadrez.

      Faz todo sentido esta comparação do ambiente corporativo com o xadrez.

      O problema é que não venho jogando este jogo, apenas venho fazendo um excelente trabalho, mas sem estratégia posso estar sendo manipulado ou estar deixando de capturar melhorias, por pessoas que não entregam tanto resultado, mas que jogam melhor este 'xadrez corporativo'.

      O mais importante desta fase nova é: Mesmo sem estar jogando, eu consegui chegar nesta fase de lideranças, cargos melhores, gerências, supervisões ... Agora chegou a hora de jogar, e se eu souber jogar bem, mantendo meus resultados, terei boas chances.

      Espero, de coração, que Deus ajude e se abra a porta primeiro de uma promoção, que acho que esta a caminho, e que após eu possa me oficializar um supervisor ...

      Parece que a minha Independência Financeira demorará um pouco mais, pois precisarei de alguns anos para chegar num cargo mais alto, e enquanto isto continuo na mesma pegada, poupando e investindo mês a mês, aumentando a renda passiva.

      Grande abraço e obrigado pelas dicas!

      Excluir
  7. Parabens pelo blog VC. Passando para conhecer um pouco sua trajetória. Acabei de criar meu blog. Tamo junto rumo à independência financeira. Visita lá meu blog quando der. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IM,

      Bem vindo à blogosfera de finanças.

      Dei uma passada lá no seu blog, até comentei já.

      Tendo mais posts criados, uns 15 a 20, me avise, que te adiciono, basta estar em contato aqui.

      Abraço meu caro e sucesso!

      Excluir
  8. Parabéns pelo post VDC! Muito inspirador!
    Agora vc tem q jogar o jogo político, como disse o VDD. Esse é muito mais difícil e incerto. Livros como O Principe, as 48 leis do poder e Jogos politicos nas empresas podem te ajudar nessa nova fase.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IX,

      Obrigado meu caro.

      Pois é, é rever muito a série ‘House of Cards’ que mostra muito bem estas movimentações políticas, do senado. Serve como base para as empresas.

      Boas referências, preciso ler mais, e posso usar estas referências pra começar.

      É isto aí, obrigado pelas dicas.

      Abraço

      Excluir
  9. Fala VdC!

    Já que o Investidor X tocou no assunto, 48 laws of power é um dos que eu mais indico.

    Inclusive eu tenho uma história legal sobre indicações de livros.

    Eu passei durante anos juntando nomes de livros corporativos, por sorte consegui ao longo da minha vida bons contatos. Uma vez em uma visita a GV tive a oportunidade de conversar com o Abílio Diniz sobre esse assunto. Falei que eu vejo ele como um excelente gestor e que ele fez um trabalho magnifico com o pão de açúcar, mas que, com todo respeito, eu não podia deixar de reparar em alguns empecilhos que ele teve no mundo corporativo e com as negociações que ele tinha que fazer. Eu acrescentei que sabia que a resposta para o assunto que eu estava tocando não poderia ser respondida aqui, mas talvez pudesse ser respondida com a indicação de algum livro.
    Ele se aproximou de mim vagarosamente, me encarou com aquela cara de sério e disse que poucas vezes na vida alguem tinha sido tão importante para ele quanto o Willyam Udy, um professor de negociação da universidade de Harvard que resolveu os problemas dele com o grupo Casino.
    Os principais livros que ele indica são: O Poder do Não Positivo e Como Chegar ao Sim: A negociação de acordos sem concessões.

    O cara é fera VdC, deixo aqui minha contribuição.

    Sobre o restante do post, fiquei muito feliz por ver que está tendo sucesso em todas as areas da vida, puxa vida, espero chegar assim aos 30 também.
    Eu sempre digo que a experiencia é o que constroi o homem. Você parece estar tornando a minha frase ainda mais verdadeira.

    Sobre a nutricionista, eu sugiro que cancele essa ideia. Não sei, talvez você de sorte, mas as nutricionistas que eu conheci eram retardadas. Já cheguei a gastar 800 reais em uma consulta de 30mins e a mulher me passou uma dieta completamente fora do ideal. Se resolver prosseguir com essa ideia, opte por uma nutricionista esportiva, pois ela ira te ajudar a melhorar a performance e conquistar um corpo power. Por último, mas não menos importante bote fé na sauna! Ela melhorará sua respiração de um jeito inacreditável. Deixe esse preconceito de lado, procure uma sauna de clube esportivo talvez. É como um inalador em forma de sala, ainda mais quando você leva essência de eucalipto.

    Obrigado por compartilhar a sua experiencia.
    Valeu VdC!
    Bons ganhos e um grande abraçoo!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Olá BI,

      Poxa, Abílio Diniz é alguém que merece respeito: O cara é o ‘cara’ mesmo. Fiquei com ‘inveja boa’ desta oportunidade que você teve.

      Não é somente alegria, às vezes me estresso, casamento às vezes gera algumas brigas, mas no geral tendo estado mais animado, principalmente após aderir a academia na minha vida (isto friso sempre, vale muito a pena).

      Eu já fui ‘jovem’ e não entendia tão bem, mas agora vejo que mesmo na carreira temos as fases onde estamos mais propensos a conseguir melhorias de salário e carreira. Acho que o auge é exatamente dos 30 aos 40 anos, então estou numa fase muito importante.

      Sobre a sauna, não é preconceito hehe, foi apenas um comentário do que se fala em minha cidade.

      No próximo tópico citarei, mas já senti melhoras na respiração, e sei que a sauna ajudaria bastante mesmo, o problema é que não tem tantas opções de sauna em minha cidade fora de clubes, e as saunas do centro tem esta má fama que te falei.

      Sobre a nutricionista, na empresa onde trabalho há médicos, além dos conveniados que atendem fora do prédio da empresa em seus hospitais e clínicas, então é sem custos mesmo, mas ainda estou pensando.

      De qualquer forma, se tiver dicas como você já postou no blog, sempre compartilhe lá e aqui por favor, ajuda muito.

      Grande abraço meu caro.

      Excluir
  10. VDC, que você tenha sucesso naquilo que você almeja, se continuar se esforçando os resultados com certeza virão. No meu caso a crise atrapalhou muito a minha carreira, comecei bem, dobrei o salário e consegui promoção para outro setor em 2 anos, mas não fiz o marketing pessoal e a crise bateu e os pontos foram sendo cortados sistematicamente até chegar a minha vez. Depois de mais de um ano consegui uma posição temporária nas obras de um consórcio, venceu o contrato e uma das empresas me contratou para outra obra que termina nos próximos meses, baixíssima probabilidade de continuar no cargo pela falta de empreendimentos. Mas enfim, continuo procurando entregar qualidade, tomara que isto esteja sendo notado.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Grande Guilherme,

      Sinto muito pela crise ter ‘te pegado’. Aqui na minha empresa saíram muitos colegas, mas, a sorte é que por atuar num setor meio que ‘global’ os resultados das outras plantas nos outros países ‘seguraram a onda’, então sentimos pouco a crise na nossa equipe. Foi apenas uma demissão no time mesmo, felizmente.

      Trabalhe sempre usando seu nome como uma marca, e busque o network. Eu agora, aos 30, aprendi que é muito importante e as melhorias que tive justamente foram por network ‘involuntário’ que fiz, através do meu trabalho, que sempre foi de qualidade. Eu gosto do que faço, e quero ser o melhor que eu mesmo, é uma disputa comigo mesmo, e tem dado resultados.

      Desejo sucesso meu caro, e agradeço a costumeira participação.

      Vai dar certo, a crise esta passando e bons profissionais serão rapidamente recolocados.

      Abraço

      Excluir
  11. VDC, o ambiente corporativo é muito complexo e é muito difícil você ser valorizado sem botar o "pau na mesa", sobretudo em empresas grandes e globais. Se vender é uma boa estratégia. Empresas grandes adoram "funcionários do mês" que tem bom comportamento e não dão trabalho, mas valorizam mesmo os campeões, portanto para ganhar um salário agressivo você precisa fazer algo diferente.

    O Barrichello foi o melhor funcionário da Ferrari por muito tempo ...

    Acho que você está num bom caminho pela sua idade. Não perca o foco e tenha conhecimento da sua capacidade para se valorizar de forma adequada.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande EI,

      Meu caro, peço até desculpas, sabia que faltava um grande blogueiro pra ser acrescentado nas referências, e acabei não colocando seu nome. Os últimos textos que li foram do PC, HM e do EP, esqueci de lhe colocar, mas você é uma das referências que tenho! Cabe um post especial c/ suas dicas empresariais.

      EI, é justamente isto que falta: Eu sou muito bonzinho, faço muito, entrego muito, ótimos resultados, mas sou o cara que sempre esta ali trabalhando tão bem, que aparentemente esquecem que eu tenho que melhorar o salário e a posição também ... Talvez contribua o fato de que acham que eu sou ‘bem de vida’ por construir casas, infelizmente foi algo que acabaram descobrindo e meio que ficou enraizado quando falam de minha pessoa.

      Acho que estou sendo este funcionário do mês por anos ... Preciso me vender como campeão, ou pelo menos deixar a impressão de que se não pagarem mais pela qualidade do meu trabalho, eu posso pegar as minhas coisas e ir para outra empresa.

      Acho que eu deixo esta impressão de ‘adoro meu trabalho e não quero pesquisar vagas externas, ficarei aqui eternamente’, e isto acaba prejudicando um pouco.

      Alguns colegas, piores no quesito entrega, foram tão ‘chorões’ que conseguiram aumentos e cargos superiores, eu não reclamo de nada, só mostro serviço, e venho ficando pra trás.

      Este ano abri o coração e revelei que tenho ambições, e o principal, disse que me vejo preparado p/ ser um supervisor e até gerente, e a resposta da minha gerência foi boa, concordando que tive um excelente amadurecimento e sou um ‘talento’.

      Vamos ver no que dá.

      Poste mais meu caro, seus posts são sempre excelentes, principalmente estes focados em carreira.

      Abraço

      Excluir
  12. VDC, você fez 30 agora?
    Rapaiz, em breve eu farei 29...

    Sei bem como é o dia a dia corporativo. Infelizmente no meu caso, apesar de ter certa experiência, o próximo passo pra mim já se torna uma responsabilidade muito alta que, apesar do salário aumentar em uns 40%, a responsabilidade mais que dobra!

    Confesso que sempre fico em dúvida se eu trabalho de forma célebre e dedicada, ou se eu fico em "terceira marcha", as vezes até em ponto morto... do jeito que está, está bom..

    Pois de vez em quando, o aumento de dedicação gera o aumento de estresse. Passei por muito estresse no meu começo de carreira e não quero viver mais isso...

    O ruim: isso me segura profissionalmente e financeiramente.
    O bom: vivo mais tranquilo...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PJ,

      Sim, digamos que estou na casa dos 30 anos, recentes ...

      Notícia muito boa, fico feliz pelo seu crescimento, mas, é como você disse: A responsabilidade aumenta significativamente, além de que várias pessoas que ganham menos passarão a ficar no seu pé e torcendo por sua queda (não são todas, mas infelizmente sempre acontece, é normal do ser humano).

      Veja o exemplo real neste momento em minha vida: Estava super tranquilo, saindo 15 minutos antes do horário, atividades em dia, tudo dentro do planejado e entregando os projetos em antecipação ao cronograma. Vida linda!

      Aí, viram que eu estou ‘mandando bem’, e me colocaram nesta encrenca para me dar ‘visibilidade’ (espero que se transforme em promoção pelo menos).

      Agora, já trabalhei no sábado e domingo umas 4 horas, perdi 4 horas do meu final de semana, para começar o quanto antes a entender este novo grande hiper mega blaster projeto.

      Eu penso da mesma forma que você: Vale a pena?

      No momento, com 30 anos e muita energia, a IF pra me aposentar ainda não é uma realidade, posso trabalhar mais ... Então vou focar e agarrar a oportunidade, e mostrar um ótimo serviço.

      Grande abraço PJ,

      Excluir
  13. Parabéns por esta conquista!!
    Estou escrevendo pouco aqui no seu espaço por falta de tempo, mas venho acompanhando cada post seu!!

    Parabéns!
    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu caro II! E já tem post novo! Tambem estou na correria! Abraço

      Excluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares