Total de visualizações de página

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O Segredo do Meu Patrimônio + Um Pobre na Europa - Que Cultura Diferente ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Cheguei bem ... Obrigado a todos pelos comentários.

Fiz algumas conexões em aeroportos antes de chegar onde estou ...

Num destes voos menores o piloto simplesmente disse que “apareceram alguns ‘probleminhas’” no computador do avião, e que seria necessário chamar um mecânico ... Ouvir isto em outro idioma não é muito legal ... 50 minutos de atraso, e após o avião partiu ... Foram quase 2 horas angustiantes, mas no fim, tudo certo!

O voo maior, que atravessou o mar, foi muito tranquilo! Apesar do piloto ter dito que passaríamos por áreas de turbulência, deu tudo certo, e foi o voo mais tranquilo que já fiz, para ser sincero ... Avião maior né, já viu, novinho (menos de 1 mês “rodando nos ares”), uma baita turbina da Rolls-Royce e viemos tranquilo ... Por mais que eu estude, não consigo compreender como uma coisa tão grande voa deste jeito ...

Saí da minha cidade já meio baqueado de gripe, logo no último dia antes da viagem, fiquei meio mal ... Acho que era a pressão de ter que viajar, eu particularmente não gosto muito.

Aí não deu outra ... Cheguei aqui, primeiro dia ‘livre’, cheguei início da noite, até saí, mas estava muito frio, mas muito frio mesmo, jantei, e retornei ao hotel.

No dia seguinte, depois de tomar alguns remédios e dormir até mais tarde, melhorei e saí. Fui num lugar muito bacana, gostaria de postar fotos (quem sabe um dia), mas não posso.

Depois foi trabalho, trabalho e trabalho.

Lembra do meu post sobre roupas? Se não tivesse comprado iria passar vergonha! O país que estou, em época de frio ainda, todos se vestem muito bem.

Aí estou usando o básico da elegância: Sapato social ‘mais caro’ digamos assim, não sei explicar, calça de alfaiataria ajustada, na medida certa, camisas social slim fit, como escrevi no tópico anterior ... Blazer na medida, ajustado por alfaiataria. O que sinto falta? Um belo relógio no braço ... Acho que o blogueiro Economicamente Incorreto me deu esta dica no post sobre roupas. Ponto pra você cara!

Posso até ter ‘cara de pobre’, mas estou bem vestido.

No domingo que saí, como pediram informações a mim, vi que ‘tenho cara de pessoas deste país onde estou’, pois, no Brasil você ‘de cara’ já vê um gringo, e você não vai pedir informações para um gringo. Pelo menos isto me indica que estou ‘camuflado’ aqui, não sou uma pessoa esquisita aos olhos dos nativos.

No mais, estou conhecendo as coisas aqui, e neste final de semana farei um passeio bem longo ... Uma viagem mesmo, provavelmente de carro. Aluguei um veículo muito bacana, automático, e comparando com meu carro velho do Brasil estou gostando demais deste veículo.

A única coisa chata, além de estar longe de casa e da família, é que não estou malhando, então meu corpo que estava até bonito pra ser sincero vai murchar todo, e a pança com os culotes podem reaparecer. Estou tentando comer menos, mas, comida de restaurante, hotel, já viu né.

Quando voltar ao Brasil, será uma questão de honra: A noite somente comerei frango, batata doce, ovo cozido, salada. E reduzirei consideravelmente a comida.

Outra coisa aqui que pegou: Fuso horário. Digamos que há diferenças grandes de horário Brasil e aqui, então, é muito estranho, você dorme na hora errada, come na hora errada, é muito esquisito.

Hoje, parece que estou começando a acostumar ...

As pessoas aqui andam muito bem vestidas ...

No frio então, que coisa legal, botam aqueles negócios enrolados no pescoço, blazers, paletó, as mulheres colocam calças com meias, sei lá, é bonito de se ver, a elegância das pessoas.

Até os mendigos são educados aqui, os poucos que eu vi. Eles não te abordam, eles não pedem para você comprar nada, não te pressionam. Estão ali. Dia destes comprei uns biscoitos e deixei com o moço aqui perto do hotel, ele tem um cachorro, no frio, isto me cativou, dei o pacote de biscoito para ele.

Não entendo como pode existir um país onde as pessoas andam com carteira e celulares na mão, às 23:00 da noite e não são roubadas! Nada acontece, que coisa diferente.

Finanças:

Passei raiva para receber os juros da semana do meu tomador ... Impressionante como perde-se todo controle e respeito com as datas acordadas, quando não estou por perto, mas, depois de 3 dias de cobranças, o dinheiro caiu na minha conta, e o próximo vencimento já se aproxima.

Recebi restituição do imposto de renda, mas não conseguirei aportar, esta difícil movimentar o banco por aqui, visto que recebo SMS no celular e não habilitei meu celular pessoal ... Aporte ficará para quando eu retornar ao Brasil mesmo.

 Minha ordem de aportes esta feita, depois escolherei os próximos.

Olhei minhas finanças hoje, outro susto, FIIs continuam subindo.

A certeza que tenho é que a cada dia quero saber menos de finanças ... Quero viver.

Se for pra rico, beleza, minha parte eu estou fazendo, pois eu junto todo mês, sou simples, aporto diversificado em FIIs que para mim tem valor ... Vamos ver daqui há alguns anos o que acontece.

Nas casas, pretendo voltar a divulgar mais quando eu voltar ao Brasil, não estou com pressa, quero vender, mas não precisa ser pra amanhã, dinheiro esta lá parado, mas esta seguro.

Meu segredo ... Só pode ser o hábito do Aporte... Que eu chamava de "Poupança".


Trabalho:

Muito difícil ter reuniões em dois idiomas ... Não tem jeito, eu sou o único na sala que não fala o idioma local, e não quero fazer todos falarem em inglês. Estou passando apertado, mas já falo bastante coisa, hoje inclusive perdi o medo e saí conversando, todo tagarela pela cidade e nas reuniões, sem medo de errar e perguntar as coisas ... E evitando usar inglês.

O projeto esta indo bem ... Mas, a responsabilidade é muito grande.

Vou me esforçar ao máximo, pois eu era um pobre qualquer, já cheguei até longe demais, pensa bem, um cara que nem eu viajando para a Europa pela empresa, sendo Gerente de Projetos Global de um projeto de milhões ... Sei lá, às vezes devemos ser ambiciosos, às vezes devemos agradecer o que conquistamos e nos sentirmos felizes.

Tá bom, meu salário não é o melhor dos mundos, ganho uma merreca perto dos outros investidores ‘peso pesados’ da blogosfera, mas, em contrapartida, com toda a minha simplicidade, talvez eu tenha sido o cara que mesmo ganhando menos, conseguiu chegar mais próximo ao milhão, mesmo que seja por valores de imóveis envolvidos (afinal esta é a minha proteção) ... Não posso estar tão errado assim! E se eu tivesse feito meu patrimônio de ações da Vale, Petrobrás, Usiminas, CSN, Gerdau, as ‘blue chips’ da bolsa ...

Não, não estou jogando a toalha, mas estou numa fase de agradecer! Sou católico, já disse isto, mas estou numa fase que não sei por que, mas quero sempre dizer “Deus, obrigado. Valeu Deus, pela oportunidade que você me deu. Eu era um nada, escola pública, sem contatos, sem network, sem intercâmbio por que era caro, que nunca tinha ido num Mcdonalds pois comprar um combo era praticamente gastar metade do dinheiro do mês”. Agora, pelo menos alguém acha que eu sou alguma coisa, tá bom. Eu cheguei a algum lugar. Já estou feliz.

Não vou ser o ambicioso que quer ser o ‘gerentão’, que ‘quer mudar de país’. Se a vida me der a oportunidade, eu pego, mas não quero ser ambicioso! Quero aquilo que Deus vai me dar. Vou sempre batalhar, mas não quero me cobrar demais do tipo “30 e tantos anos e gerencia uma equipezinha pequena apenas”. Outros já seriam gerentes, executivos ...

Ah, vou ficando por aqui.

Nem vou conferir o texto, estou sem tempo galera, um abraço e até o próximo post!

E você: Já agradeceu tudo que conquistou até hoje ou vai ficar de ‘mimimi’ reclamando’???


VDV – VIVER DE VIAGEM

19 comentários:

  1. VDC,

    Parabéns pela evolução e por ter chegado bem ao Velho Mundo!

    Eu, particularmente, não sou fã da Europa, porém, é claro que eu preferiria viver aí do que na República Federativa das Bananas...

    A propósito, é verdade que os europeus, independentemente do país, fumam uma BARBARIDADE? E revele também a nação em que você está, rs.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala caríssimo IL,

      Eu achei EUA com melhor condição de vida do que aqui onde estou, mas, é impressionante você ver carros que valem mais que seu patrimônio parados perto de você.

      Transporte público que funciona.

      Não sei se é em todo país, mas aqui vejo direto gente nova e velha fumando, tipo, no Brasil não é comum ver uma mulher de uns 20 anos fumando, aqui é uns 40% fumando quase, sempre vejo.

      Gostaria muito viu, fiz um passeio digno de postar as fotos aqui e dizer "quer saber eu sou este cara aqui mesmo e bla bla bla", mas ainda não é chegada a hora rsrs.

      Mas estou nestes miolos aqui, perto do Conhecimento Financeiro, perto do Viver de Dividendos rsrs.

      Abração

      Excluir
    2. IL, acho que você precisa viajar mais para fazer julgamentos mais assertivos sobre determinados locais

      A Europa é muito complexa para se definir em uma frase.

      Abraços

      Excluir
    3. VDC,

      Entendi, é aquilo que eu já imaginava. Como eu ODEIO cigarro, com todas as minhas forças, a Europa, ao menos para viver, certamente está banida da minha lista...

      EI,

      Acho que você precisa interpretar melhor as minhas frases, rs. Eu fiz um QUESTIONAMENTO e não uma afirmação. E o VDC, brilhantemente, confirmou aquilo que eu já suspeitava há muito tempo!

      Sobre a Europa, sou muito mais a América.

      Abraços!

      Excluir
    4. IL, veja, eu só disse que voce precisa conhecer os locais antes de tirar conclusões e acho que não tem nada de mal nisso.

      A sua frase sobre "banir" a Europa da sua lista só confirma isso, pois você acabou de "banir" a Europa baseado em 2 ou 3 linhas de um comentário de um blog.

      Eu acho meio incoerente, mas fica a seu critério.

      Abraços

      Excluir
  2. Muito legal! Estou acompanhando de perto as notícias. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala DH,

      Bacana. Pra quem nunca viajou pra Europa (eu estou aqui pois é a trabalho rs), talvez seja legal acompanhar um cara simples como eu aqui rsrs.

      Abraço

      Excluir
  3. Prezado VdC,

    Ótimo artigo.

    Queria te perguntar, quanto capital vc estima que precisará quando resolver iniciar a empreender na construção de prédios?

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Uns 800K com certeza ... Dependendo do valor do lote, pode ultrapassar 1M.

      E logicamente depende do prédio, estou pensando em algo de uns 4 andares com 4 apartamentos ou 6 andares com 3 apartamentos ...

      Abraço

      Excluir
  4. VDC,

    É .. viajar é muito bom .. abre a mente .. mas acho que você vai voltar um pouco chato .. eu voltei chato pra kct... a gente se habitua a algumas coisas daqui . .e passa a aceitar isso como normal ..

    Qd vc sai ..e ve que não é normal essa m* que a gente tem aqui .. vc passa a se sentir incomodado com coisas que antes aceitava.. por ex.. .em Londres. os caixas eletronicos são virados pra rua ... quando cheguei la pensei .. mas q p* é essa ...

    Outra coisa é que dependendo do país que você está, sem tem um fluxo alto de turistas.. tem uns espertinhos .. batedor de carteira .. mas não tem essa quantidade de gente armada assaltando que tem aqui.. pq lá dá m*...

    O fuso horario realmente é algo pesado ... quando voltar deve sentir mais ainda .. pelo menos comigo foi assim .. qd vc vai .. vc está na pilha .. qd volta .. ja tem o cansaço dos dias fora ... mais a viagem q é puxada pra caramba ...

    Com relação a carro .. o conceito lá de fora .. é q se vc compra um uno manual vc é retardado .. pq carro pra uso diario preza por conforto .. logo cambio automatico... e lá .. vc não paga 3k 5k por esse "beneficio" pq como todo mundo compra automatico .. tem economia de escala... só faz sentido ter um carro manual lá .. qd ele é esportivo ..

    Concordo contigo que é muito importante ser grato ...

    Abs e tente aproveitar a viagem entre uma reuniao e outra ..

    Juros caindo .. fii só alegria .. hj tem a reuniao do copom .. vamos ver ... quem sabe . teremos o -0,5% ai sim!

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rodolfo,

      Até o momento, gostei muito, maaaassss, se fosse pra escolher um "paraíso de vida" este ainda continuaria sendo morar nos EUA, na cidade que fui.

      Mas, aqui é muito melhor que o Brasil, com certeza, pessoas educadas, não se leve lixo na rua, não se vê roubos, mendigos enchendo o saco ...

      Para dirigir aqui passei uns 3 apertos já, tem as coisas diferentes, tipo, vc para no meio de um cruzamento para virar, não entendia isto, passa trem na pista do carro, vc segue ele, sei lá, bem doido rsrs.

      FIIs só alegria, e hoje tem aporte!

      Abraço

      Excluir
  5. "Não entendo como pode existir um país onde as pessoas andam com carteira e celulares na mão, às 23:00 da noite e não são roubadas! Nada acontece, que coisa diferente."

    Pois é, isso é que é o normal! Aqui no Brasil estamos tão imersos na violência que não percebemos que essa situação deveria ser completamente anormal. É a história do peixe que não sabe que vive na água, porque nunca viu nada diferente. Viajar é abrir os olhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá LT,

      É, neste ponto você tem razão ...

      Não é "normal" pra mim andar 23:00 com celular na mão sem me preocupar de ser abordado.

      No Brasil eu evito esta situação ao máximo, se ocorre, eu vou andando, se já vejo alguém estranho mudo a direção, atravesso, aqui não precisa disto rsrs.

      E não tem aquela notícia ruim "vizinho foi baleado", "primo foi roubado no centro", etc.

      Seria bom se no Brasil fosse assim ...

      Abraço

      Excluir
  6. VDC,

    Eu falei do relógio ... aproveita que está por aí e compra um relógio suiço ... eu comprei um TAG Heuer por cerca de US$ 2000 há uns 3 anos e foi um dos melhores investimentos que fiz. Tenho prazer todos os dias em "vesti-lo", sem contar que chama atenção em reuniões executivas. Em SP é um pouco complicado pois chama atenção em outros locais menos propícios, mas com o tempo você se acostuma e não se preocupa tanto.

    Sobre a Europa, dizer o que? Como cidadão Europeu estou muito preocupado com a questão dos refugiados, mas este local tem tanta história que vai encontrar formas de resolver esta situação.

    Boa viagem!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá EI,

      Boa dica ... Vamos ver ... Farei um passeio em outro país este final de semana, pegarei a estrada e vou aproveitar.

      Não sabia que você era cidadão Europeu, bacana. A situação dos refugiados é preocupante mesmo, a Europa pode se tornar um Brasil.

      Abraço

      Excluir
  7. Meus parabéns! Vc consegui chegar onde pouquíssimas pessoas conseguiram. Já faz parte de um seleto grupo.

    Quanto ao avião eu adoro voar. Muito massa poder ver as cidades lá de cima em "formato maquete" e poder identificar algumas referências (estadios, praças, etc).Mas até agora só passei por voos mais curtos, de menos de 2 horas. Voos intercontinentais de várias horas devem ser bem cansativos mesmo. Fico bem mais tranquilo no avião do que num carro ou ônibus, viajando por essas rodovias esburacadas e cheias de motoristas loucos que temos aqui no nosso país.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Vou fazer uma série no meu blog chamada "Milionários em revista", com uma análise / biografia sobre os blogueiros das finanças, seus sucessos, conquistas, dificuldades, e dificuldades pessoais postadas nos blogs... Pensei em começar com você, pode ser? Se não permitir, me avise, tá? =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gi,

      Olha, tô gostando de ver, você super animada com o blog e com os novos amigos virtuais ...

      Não tenho comentado em detalhes devido ao curto tempo e diferença de fuso, mas, acrescente exercícios a sua vida (academia, corrida, caminhada) e você se sentirá ainda melhor.

      Por mim, pode sim, minha vida é um livro aberto rsrs, não há problema algum, na verdade me sinto lisonjeado e fico feliz que seu blog tenha muitas visitas agora, mas realmente seus textos são bons, eu vou ser sincero, me surpreendi positivamente.

      Um abraço

      Excluir
  9. Olá VDC,

    Nossa que ótimo isso que está vivendo!
    Me identifico bastante com os fatos que mencionou porque estou indo pelo mesmo caminho.

    Apesar de não ter muitas coisas materiais, me sinto tão satisfeito com tudo que tenho que nem desejo mais nada material em minha vida. Acho que esse é o caminho para ter uma vida tranquila. Não sei explicar se isso é "coisa de Brasil", mas quando você tem muitas coisas, parece que estão sempre tentando tirar de você, seja através de impostos, taxas, serviços sem qualidade, roubos, golpes de vigaristas, etc.

    Sobre a viagem, é um ótimo controle esse que está fazendo com a alimentação, errei nisso e até hoje pago o preço para perder os quilos extras rsrs.

    Desejo muito sucesso a você na europa!

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares