Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Fechamento Julho 2016 (Bruto: R$ 926.627,00 (+ 1,85%) / Liquido: R$ 191.627,00 (+ 8,94%) - Mais um Degrau Rumo a IF ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

O que falar desse mercado de Fundos Imobiliários que mal conheço e já considero 'pakas'? #ByOrkut.

Piloto automático total, recorde absoluto, finanças em segundo plano. 

Mês que segui fielmente o plano: Foquei no meu trabalho, esqueci notícias e fui recompensado pelo mercado, com uma rentabilidade excelente (não que a rentabilidade importe na fase de acúmulo), e fico satisfeito em postar este fechamento, que mostra que estou no caminho certo (pelo menos até agora).

Como este tipo de post é o que tem menos visualizações, talvez até por eu já divulgar no título o conteúdo, e por ser muito importante para meu histórico (e que fica compartilhado com todos vocês), serei breve (pelo menos tentarei). Números:

Fechamento BrutoR$ 926.627,00 (+ 1,85%)
Fechamento Líquido: R$ 191.627,00 (+ 8,94%)
Crescimento Total PortfólioR$ 17.127,00.

O que é mais interessante é: Eu não ganho R$ 17.000,00 por mês!


Este mês também descobri que estou gerando receitas que ultrapassam R$ 10.000,00 líquidos ao mês. Já estou perto de atingir receitas passivas de R$ 5.000,00 mês (uma pena que possuam alto risco!).

Isto me deixa extremamente confortável no quesito ‘emprego’, já que eu não costumo gastar 50% desta renda por mês ... Daqui a pouco é R$ 11.000,00 líquidos, R$ 12.000,00 e assim vai. Simplicidade, paciência, inteligência, persistência.

Neste mês de Agosto finalmente finalizarei a última prestação ‘chata’ que estou pagando, de R$ 1.000,00. O que isto significa? Aumento de Aporte!

Números dos principais gráficos de controle (Total mês de Julho 2016):

Aluguéis Fundos ImobiliáriosR$ 1.229,65.
Renda Dividendos da SociedadeR$ 3.205,00.
Renda Projetos DigitaisR$ 20,09.
Rendas Extras Extraordinárias (não considerada no gráfico): R$ 152,40.
Aporte Mensal: R$ 8.290,00

Renda Passiva Total: R$ 4.454,74.



Comentários principais:

Aluguéis Fundos Imobiliários: Aumento da receita mensal, pela distribuição semestral da’ gordurinha’ acumulada pelos FIIs. Se mantidas as últimas distribuições, considerando o aporte que fiz hoje (29/07/2016), a Renda Passiva prevista em FIIs seria de R$ 1.365,00. Busco atingir R$ 1.500,00, mas estou com pensamento de comprar mais Tijolo e menos Papel nos próximos aportes.


Renda Dividendos da Sociedade: Mês passado teve efeito não recorrente, com antecipação de uma parcela. Este mês mesmo sem esta parcela cheguei muito próximo do mês anterior, esta modalidade é a que esta apresentando o maior crescimento, mas também é a de maior risco.

Renda Projetos Digitais: Montei toda a estrutura, fiz a parte mais pesada, mas não dei continuidade, e estou com apenas 10% do projeto ativo. Voltarei a trabalhar nele quando tiver mais tempo.

Aporte Mensal: Devido ao meu tempo curto, já antecipei o aporte mensal de Agosto, por este motivo o valor neste mês fechou mais alto que o de costume. O bom é que já terei retorno no próximo mês das compras que hoje realizei.  

Última Movimentação Carteira de Fundos Imobiliários: Paguei caro para conseguir comprar hoje (não me ligo com preço e não tenho paciência p/ ficar esperando ordem ser executada por horas, ainda mais esperar por dias ...). Aporte destinado em MXRF, KNRI e BPFF.

Bom, por hoje é só!

Um grande abraço e excelente final de semana.

VDC  - VIVER DE CONSTRUÇÃO

terça-feira, 26 de julho de 2016

A Simplicidade Rumo ao Milhão - Atualizações do Projeto Viver de Construção ...

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Continuo trilhando o caminho natural ao milhão, focando no aporte, no aumento de renda com múltiplas receitas, vivendo de forma simples, poupando, e tentando aplicar meu dinheiro com inteligência.

Estou muito atarefado nos últimos dias, e também venho focando muito na minha Saúde, dedicando entre 1:001:30 horas na academia, pois os resultados vieram até mais rápidos do que eu esperava, e ficar com um corpo bonito, postura ereta, forte, me deixou extremamente motivado a manter a mesma linha, visto que o item Saúde também é de extrema importância no plano de Independência Financeira.

No quesito Trabalho, venho trabalhando fortemente para buscar um aumento salarial (mesmo na crise), mas adianto que o mínimo eu já consegui: Mesmo se houver nova redução da folha salarial, digo que estou ‘garantido’, devido a alguns acontecimentos que pretendo não revelar antes que aconteçam (podem não acontecer), mas principalmente pela importância dos projetos que venho gerenciando, novos projetos que me foram atribuídos com maior budget e gerenciamento global (minha responsabilidade, com pares globais respondendo diretamente a mim), e também pelos resultados que venho trazendo a empresa: Projetos entregues  em antecipação ao cronograma inicial, redução de custos, novas ideias que mudam os paradigmas das atividades do setor, e um gerenciamento impecável de projetos, com todos envolvidos sempre alinhados com os status do projeto.

Não aceito atrasos nos projetos que gerencio e sei que sou um excelente profissional. Meus caros, vocês devem valorizar o que fazem. Eu sei que gero valor e por isto me valorizo.

Um comentário adicional que acho que é uma das minhas maiores qualidades na atividade que faço: Eu planejo muito bem as atividades que coordeno, e trabalho da forma mais simples possível. Faço listas de atividade mesmo, então nunca fico ‘perdido’ nas atividades dos vários projetos que coordeno, e criei uma planilha que facilita todo o meu controle dos projetos, então, se houver atraso de 1 dia numa atividade, é certo que irei ligar para a pessoa ou área e entender o que ocorreu, pois normalmente eu já sei o que esta acontecendo antes p/ evitar estes atrasos.

Detesto coisas complexas, tudo pra mim tem que ser fácil. Descobri que até projetos muito grandes e complexos podem se tornar mais fáceis de gerenciar, bastando dividir em projetos menores, e criar atividades simples que determinam cada passo até o atingimento dos objetivos.

E assim vou levando a minha vida no trabalho, fazendo o que eu gosto, numa empresa que gosto, com pessoas que gosto, numa atividade prazerosa, sem estresses.

Importante ressaltar também que não busco a Independência Financeira para simplesmente parar de trabalhar onde estou, mas sim para ter a opção de decidir quando eu vou parar de trabalhar, e talvez viver somente com as construções, como já disse neste blog.

No quesito Saúde, como disse acima, eu gosto de me vestir com camisas Slim Fit, mas nos últimos meses, mesmo jogando futebol, eu havia engordado, pelo menos uns 3 KG, o que já refletia diretamente na barriga e naqueles ‘peitinhos’ caídos nas camisas.

Isto já não existe mais. A barriga esta secando, e devo melhorar mais a alimentação p/ secá-la completamente. Começo a vislumbrar de longe a possibilidade de ter gominhos na barriga ... Será que consigo?

No quesito Projetos Digitais, eu tive um grande trabalho inicial para montar meu produto / serviço e iniciar a divulgação. Digamos que completei apenas 5% do que eu pretendia fazer, mas fiquei impressionado pois alguma renda já começou a ser provisionada através desta atividade: R$ 52,06. Realizei a divulgação apenas p/ 150 pessoas, utilizo mecanismos semi-automatizados de divulgação massiva, estes foram apenas testes, e não utilizei mecanismos de ... Vou encerrando por aqui, pois vai ficar fácil identificar o que eu faço e não é objetivo do blog, pelo menos não neste momento.

Quando tiver mais tempo, tenho que voltar aos trabalhos, pois sem muito esforço já voltei a ter alguma renda, mas tenho fases onde foco em algumas coisas, como neste momento onde estou focando em Trabalho e nos Empréstimos Garantidos, além de estar cuidando melhor da Saúde, que também inclui ter pelo menos 7 horas de sono ... Ou seja, 23:30 no máximo já tenho que estar dormindo.

No  quesito Blog, faltou tempo mesmo p/ publicar outras coisas, e, caso você leitor já tenha seu blog, com número razoável de postagens (umas 15, 20 pelo menos) e vem acompanhando o meu, me avise, que lhe adiciono no blogroll. Estou mantendo os blogs que eu acompanho, e das pessoas que comentam e acompanham a minha trajetória, pois não tenho tanto interesse (não mais no momento) de trocar blogroll apenas para divulgação do blog.

Todos os blogs que estão listados eu acompanho, e leio sempre, ultimamente não tenho comentado tanto, mas sempre estou lendo as histórias e postagens dos amigos.

A massa de leitores deste humilde blog já esta formada,  e como sempre cito, pelos meus estudos, blogs de finanças não são rentáveis, exceto se você lançar algum produto ou serviço que engane as pessoas e lucre em cima disto. Claro, há exceções, mas não vou prolongar o texto nesta parte, mas este era o recado nesta parte.

Na parte específica da Renda Variável, tive uma surpresa agradável ao abrir hoje o Home Broker e visualizar que a barreira dos R$ 136.000,00 foi ultrapassada. Sei que o mercado pode virar e as cotas começarem a cair forte, ou não, então são apenas números ‘simbólicos’, visto que a minha base, como sempre cito, são os valores de Renda Passiva mês a mês. Este valor é exclusivo dos Fundos Imobiliários.

Eu não tenho mais a noção de como passei de R$ 133.000,00, quando chegou em R$ 134.000,00, nem vi passando por R$ 135.000,00. Sinceramente, acho que é este o caminho mesmo, não que vá sempre crescer este valor, afinal estamos falando de Renda Variável, mas eu digo em relação a não se prender a números da carteira, apesar que eu sempre vejo quando acesso o Home Broker.

Minha lista de aportes já esta definida, e o próximo aporte virá no próximo mês, como de praxe. Mesmo achando ‘caros’ os FIIs neste momento, não tenho o que fazer, vou aportar naqueles FIIs da fila de aportes com preço ‘mais descontado’, mas o famoso ‘deixar o dinheiro na renda fixa esperando oportunidades’ é algo que não faço.

No quesito Pessoal, resolvi de forma definitiva os problemas que surgiram em relação à vaga de garagens. Bastou apresentar o que seria feito e a base do processo jurídico que eu abriria contra o condomínio e contra as pessoas que estavam me forçando a não estacionar vagas que a Convenção de Condomínio me dá direito, que simplesmente as regras não se aplicam mais a mim. É meu direito, e resolvi esta parte estressante da minha vida, felizmente, sem brigas.

Visitei minha irmã, meu cunhado esta com uma destas Pick-ups grandes que eu tanto gosto, a Diesel ... O motor daquilo ali é como música para meus ouvidos, além da imponência e da potência do motor.

É amigos, dá vontade de me entregar a Matrix, comprar uma casa com piscina, ou mesmo alugar, e comprar uma Pick-up grande destas à vista ...

Não que este seja o caso da minha irmã, pois ela e o marido são empresários, e mesmo em período de crise estão abrindo novas lojas. Trabalham muito para isto.

Do meu lado, apesar de ter escolhido buscar o crescimento patrimonial trabalhando na iniciativa privada (e com meus investimentos em construção), também tenho o meu ‘poderio econômico’, e num almoço numa churrascaria, com meu pai, esposa, irmã, cunhado e minha afilhada, foi um prazer pagar a conta sozinho, pois família é algo que valorizo e num almoço de R$ 150,00 para 5 pessoas e um bebê, este valor é muito baixo ... E comemos muito bem! Haja picanha! É muito bom pensar que este valor é baixo p/ a minha atual situação financeira ...

Eu tenho ‘bala na agulha’ para comprar uma Pick-up grande destas, mas não chegou a hora ainda de desfrutar, ainda é a fase do acúmulo do patrimônio.

E vamos continuar sempre na mesma linha: Focando no aumento de Aporte em busca da Independência Financeira, que já não é mais algo tão distante assim.

Não que tenha a ver com o tópico, mas para quem assistiu Breaking Bad, esta parte onde o Pinkman fica parado em frente ao som ouvindo esta música, sabendo que tinha muita grana e que iria morrer é de mexer com as emoções:

  
"Money Money Money Money ...

Um grande abraço e excelente semana.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Construção x Fundos Imobiliários x Poupança e Os Segredos do Enriquecimento ... Comparativo dos Campeões!

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Estamos vivendo tempos felizes na Renda Variável.

Para quem também investiu em Fundos Imobiliários, esta rindo à toa desde Fevereiro deste ano! Acabo de olhar, IFIX subindo 0,64% no dia de hoje.

Estou tendo um aumento absurdo de patrimônio, e, se as coisas continuarem caminhando desta forma, meu próximo fechamento será surpreendente (não, ainda não chegarei nos ‘teóricos’ um milhão de reais, mas no ritmo que estou indo, é questão de tempo, apesar de que esta marca também é somente simbólica.

Aqui é povão, é nego que saiu do zero, que não teve oportunidade de fazer intercâmbio, que não teve QI (Quem Indica), que começou ganhando R$ 280,00 por mês filhão! Que passava vergonha, que ligava de telefone público para descobrir número do RH das grandes empresas e ficava o dia inteiro tentando entrevista de estágio!

Eu busquei o meu lugar ao sol e consegui investir com consciência o pouco que ganhava.

Se eu tivesse começado o blog antes, lá em 2008, vocês teriam acompanhado com mais detalhes este crescimento, desde minha renda lá de R$ 1.700,00 por mês. Na época em que fui contratado para ganhar este salário eu achei que estava rico, estava feito para a vida toda! Sobravam no máximo uns R$ 800,00 para poupar, pois eu pagava a faculdade e passava o mês com este valor.

Eu gosto de fazer contas, eu fico feliz pra caramba quando coloco meus rendimentos numa planilha Excel e fico pensando “PQP! Isto não pode ser verdade”.

Por mais que os FIIs estejam subindo e explodindo (no bom sentido) meu patrimônio, não me resta dúvidas que a Construção continuará sendo meu ‘carro chefe’ no aumento patrimonial, e a cada dia vejo que estou mais perto de realizar este sonho: Viver de Construção.

Tem dúvidas sobre isto? Vamos exemplificar:

Imagine que eu tenha gastado R$ 300.000,00 para comprar um lote e construir duas casas.

Imagine também que eu poderia vender as duas casas por R$ 225.000,00 cada uma, totalizando R$ 450.000,00 de lucro bruto (vamos considerar lucro bruto p/ facilitar o entendimento).

Digamos que em 1 ano e meio, ou melhor, 18 meses, eu tenha tido um rendimento bruto de R$ 150.000,00 (lucro).

Vamos pensar diferente agora para comparar: Digamos que a 18 meses eu tivesse os mesmos R$ 300.000,00 e fizesse algumas outras aplicações. Será que eu chegaria aos mesmos R$ 150.000,00 em 18 meses? Vamos comparar:

a)      Poupança (0,7%): Ao mês seriam R$ 2.100,00. Em 18 meses seriam R$ 37.800,00 (P/ não calcular demais, vou colocar 5% a mais de Juros Compostos): R$ 39.690,00.
b)      Fundos Imobiliários (Modo Segurança Total de Investir – Desconsiderando variação de cotas – 0,85% ao mês): R$ 2.550,00 ao mês e com os 5% dos Juros Compostos em 18 meses seriam R$ 48.195,00. Uau!
c)       Fundos Imobiliários (Modo Viver de Construção de Investir - Desconsiderando variação de cotas – 1,17% ao mês): R$ 3.510,00 ao mês e com os 5% dos Juros Compostos em 18 meses seriam R$ 66.339,00. PQP!

Vamos pegar um FII foda p/ comparar, de tijolo: Agências Caixa (AGCX).

Em Janeiro de 2015 a cota estava a R$ 930,00. Eu teria recebido, de rendimentos (sem considerar reinvestimento) o valor de R$ 48.686,40 de rendimentos (considerei R$ 8,40) por cota.

Agora, se considerar a variação das cotas: Janeiro 2015 (R$ 930,00). Hoje: R$ 1.080,00. Seriam R$ 48.300,00 de lucro de cotas e juntando com os rendimentos acima eu teria um lucro absurdo de R$ 96.986,40, ou seja, totalizando, praticamente seriam R$ 397.000,00.

Vamos agora comparar um FII foda de papel: Fator Veritas (VRTA):

O mais legal de se ver é o que eu comento aqui sempre: FII de Papel o que você busca é o yield dos aluguéis, visto que a cota “quase” não varia. Olha que surpresa: VRTA em Janeiro de 2015 custava R$ 110,00. Cota atual: R$ 112,00. Tá bom vai, considerarei R$ 5.000,00 de rendimento com cotas.

Considerarei que VRTA pagou R$ 1,10 por cota, desde esta data, totalizando 1% ao mês ... Eu teria  no momento R$ 305.000,00 de valor das cotas + quase R$ 54.000,00 de rendimentos, totalizando R$ 360.000,00 estimados.

Viu que nos exemplos, considerando 18 meses, eu ainda tenho margem e tempo para esperar vender as casas e empatar com o melhor investimento, que seria a compra de Agências Caixa (AGCX) lá em Janeiro de 2015?

E eu chutei os valores ‘para cima’, p/ deixar a comparação mais favorável aos Fundos Imobiliários em comparação à Construção, é como se fosse um jogo Seu Time x Corinthians e eu fosse o árbitro, dando aquela ajudinha ao Timão ... Calma Corintianos, estou apenas brincando.

Em resumo eu quero frisar dois pontos de vista: Primeiro que a Construção é muito foda, e quem pegou a famosa ‘bolha imobiliária’ ou a ‘fase do crédito solto’ de 2008 até 2014 ou enriqueceu, ou conseguiu juntar alguma coisinha (como eu). Infelizmente peguei o final desta fase do boom imobiliário.

O segundo ponto é: Vocês viram a comparação que eu fiz de FII ou Poupança? Eu fiquei de gira gira de patrimônio? Ah, não viu? Leia de novo: ACÚMULO DE PATRIMÔNIO.

Em todos os cenários, eu não paguei mais que uma corretagem, se tivesse feito isto tudo sem reinvestimento. Eu não paguei R$ 1,00 de imposto de renda.


PQP! AGCX subiu pra caramba! Próximos aportes devo aumentar a posição consideravelmente. AGCX é o FII que tenho mais capital alocado, p/ quem quer saber um pouco da carteira de um peão igual eu, que não sabe porra nenhuma, mas que compra FII na coragem.

Não foi atoa que achei nos FIIs meu porto seguro, independente de crise, de possível taxação, e de outros fatores como vacância: É aluguel!

E os FIIs de papel são a minha Renda Fixa! Não preciso de mais nada. FII é meu time completo da Renda Passiva.


A regra é clara: 

Aporte + Tempo (em valor) = Juros Compostos.

Juros Compostos = Patrimônio em aumento exponencial.

E o meu time da riqueza continua sendo: Camisa 1 (Salário), Camisa 2 (Dividendos da Sociedade), Camisa 3 (Aluguéis Fundos Imobiliários), e meu substituto, que algumas vezes dá as caras: Camisa 4 (Projetos Digitais)

Multi-renda ... É renda entrando amanhã. É renda entrando sexta-feira. É renda entrando semana que vem. E eu ganho pouco, porra!Você também pode chegar lá ou ir além!

É de pouco em pouco que a galinha enche o papo, e eu não invento nada novo, não sou gênio, apenas uso o que já deu certo e que continua gerando bons resultados.

Galera, em resumo, a mensagem que quero passar é: Construção é um investimento dito por uns como ultrapassado, coisa de gente velha, de gente conservadora ... Os números estão aí para mostrar que não.

E o mais importante: Mature os seus investimentos, pare com o Gira Gira, olha o AGCX! PQP neste FII, fodástico, aumentou pra caramba o Patrimônio de quem comprou 2 anos antes. E vai continuar crescendo, pois tem renda aumentando brevemente p/ R$ 9,20 ou mais ... Ou pelo menos uns R$ 8,80 com certeza!

Ps.: Tenho medo de fazer contas e um dia descobrir que já cheguei à IF e continuo trabalhando ... Quando vender estas casas, preparem-se, pois a renda mensal vai disparar igual foguete!

Um grande abraço, mantenha-se na linha, e sigam acumulando Patrimônio!

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

sexta-feira, 15 de julho de 2016

A Qualidade de Vida de uma Semi-IF + Projeto Saúde (BIRLLLLL) + Aportes de Julho ...

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!          

Equilíbrio e qualidade de vida! Amigos, continuo trabalhando, continuo aportando, continuo sem grandes preocupações, resolvi as coisas que me afligiam (condomínio) e a cada dia venho me sentindo melhor, mais bem disposto, mais tranquilo com tudo mesmo. É o meu novo foco de vida: Paz, saúde, e tranquilidade. Finanças? Esta em segundo plano! É consequência de 10 anos de muito trabalho e poupança, agora as coisas já se mexem sozinhas, só preciso fazer pequenos ajustes de vez em quando.

Hoje inclusive li rapidamente no almoço um post de um dos sites de finanças que fala sobre ter mais fontes de renda, e vejo que estou trilhando o rumo certo, considerando que a maioria das pessoas que chegou ao milhão tem em comum o fato de terem várias fontes de renda (entre 3 a 4). No momento conto com 3 fontes de renda, e uma que de vez em quando ativo, que são os Projetos Digitais.

No tópico de Saúde, a academia foi uma das melhores coisas que coloquei na minha vida. Estou indo todos os dias, já reduzi medidas, perdi aquele ombrinho caído ridículo e a ‘pancinha’ de chopp, também conhecida como ‘pancinha de homem casado’, que esta secando, devagar, mas esta secando.

Nunca gostei tanto de me olhar no espelho, ver os braços mais fortes, o peito reto, sem ‘tetinhas caídas’, as roupas ficando melhores no corpo. Fora que impõe mais respeito, noto olhares diferenciados.

Dia do ‘Casual Friday’ no trabalho, roupa normal de sair, jeans e camisa slim fit, colada no corpo, com as pessoas olhando, alguns comentando “olha, ficou fortinho hein?”, “Nossa, você secou, a academia tá massa”, e eu ficando ainda mais motivado p/ continuar na malhação.

Estou aumentando os pesos e a cada dia me sinto mais forte. Lembro que no primeiro dia da academia eu nem conseguia levantar os halteres de 3 KG direito ...

Até meu sono melhorou, venho correndo bem na esteira, meu futebol esta melhorando, pois estou mais resistente e correndo a quadra toda, indo e voltando sem me cansar como antes.

E o principal mesmo é me sentir bem comigo mesmo, com o espelho, e ver que as pessoas te olham de forma diferente.


>>> BIRRLLLLLLL! Eu me achando o Monstro saindo da jaula!

Você que esta gordinho, fora de forma, quer atrair mais olhares femininos, esqueça se você se acha feio e vá malhar! Mude a alimentação aos poucos, comece devagar, e você vai entrar numa nova forma de viver. Se eu consegui, e olha que eu estava numa preguiça danada, você também vai!

Corte os cabelos a cada 15 dias, ande com boas roupas e arrumado, faça a  barba diariamente ou deixa a barba bem cuidada, use um bom perfume, malhe, tenha um corpo bom e sinta a diferença no tratamento, principalmente das mulheres.

E agora também eu durmo cedo: Defini o horário de 23:00 para estar na cama, aumentando em 1 hora meu sono proposto. Emagrecer e se sentir bem também tem correlação com a quantidade de horas que você dorme, e dormir pelo menos 7 horas é meu objetivo agora.

Bom, vamos voltar ao tema finanças, que é o objetivo do blog:

Fundos Imobiliários:

Estamos no meio do mês, e como descrevi nos últimos posts, talvez não de forma detalhada, eu fiz alguns ajustes na minha carteira de Fundos Imobiliários, e manterei 30 ativos. Não pretendo adicionar novos, nem vender os atuais, neste momento.

Saíram da minha carteira EURO, SDIL, RBRD, FLMA. Pouca exposição, nada demais. Todos saída com lucro, p/ quem achar que estou girando a carteira, não é bem isto, eu precisava reduzir meu portfólio, que ainda é grande, mas me deixa confortável. Na verdade prego o contrário: Gestão passiva ao extremo. Estes eram FIIs que eu não colocaria dinheiro novo, então optei por fechar posição mesmo.

No mês eu aumentei posição da seguinte forma: No aporte inicial do mês, soquei compra em KNCR, MXRF, AEFI, e não resisti VRTA caindo e comprei 1K. O troco comprei de CPTS (1 cota).

Com a venda dos FIIs citados, reinvesti com pequeno aporte em MXRF, CPTS, e comprei um pouco de BCFF.

Com o reinvestimento dos aluguéis recebidos (até o momento uns R$ 1.100,00, faltando ainda o pagamento de alguns FIIs até o final do mês), soquei compra em MXRF, faltando pouco para chegar ao limite que defini para ele. No próximo aporte fecharei as compras em MXRF.

Também fecharei aportes em CPTS, e tenho 10 FIIs p/ ir subindo os valores, antes de voltar a aportar nos meus campões.

Com as compras de hoje, que possivelmente serão as últimas do mês, atingi uma previsão passiva de renda dos FIIs de R$ 1.336,15, considerando os últimos rendimentos pagos por cota em todos os meus FIIs neste mês.

Acredito que este valor de renda passiva seja reduzido, talvez até uns R$ 1.200,00 ou R$ 1.250,00, pois a maioria dos fundos pagou mais este mês, distribuindo as receitas adicionais que estavam em caixa (distribuição de final de semestre).

Uma coisa interessante: Dia destes fiz um aporte pequeno nos FIIs (após o primeiro aporte), de R$ 700,00. Em um dia meu aporte foi engolido completamente, ou seja, se eu tinha R$ 131.700,00 aplicado, coloquei R$ 700,00 e no outro dia ficou como R$ 131.700,00 de novo. Faz parte, é renda variável, e por isto não devemos considerar preço ou o valor da carteira, pois mexe com nosso emocional.

Quando o ‘bolo fecal’ crescer muito, aportes quase não farão diferença. Este é apenas um exemplo de como um aporte menor nem mexe no ‘bolo fecal’. A ‘Bola de Neve’ esta em formação ...

No dia de hoje, com mais uma subida dos FIIs, rasguei a linha de R$ 133.000,00 aplicados nos Fundos Imobiliários, que se tornaram a minha “Renda Variável e Renda Fixa” ...

Convenci até o meu pai, que pela primeira vez não criticou o meu investimento como sempre o fez quando eu falava de Ações.

Mostrei as fotos de alguns empreendimentos, prédios, galpões e shoppings que tenho, e principalmente a dos bancos da Caixa (AGCX), e ele ficou admirado.

Aí falei que as cotas variam e veio a pergunta “Mas você pode perder dinheiro, é perigoso”. Meu exemplo foi simples:

Pai, você tem um apartamento alugado e ganha R$ 1.000,00 por mês e aluguel. Digamos que o preço dele antes da crise era de R$ 300.000,00 e agora pela crise é de R$ 250.000,00 para conseguir vender rapidamente. Você continua ganhando os mesmos R$ 1.000,00, você venderia o apartamento devido ao preço de venda dele atual ter sido reduzido? Outra: Você venderia seu apartamento se o inquilino saísse?

E o exemplo clássico de compra de lote: Você compra, espera uns anos, e vende com lucro. É assim que deve ser nos Fundos Imobiliários, não na necessidade de vender, mas sim na necessidade de ter que esperar alguns anos p/ que o investimento gere retorno ... E nos FIIs este retorno é imediato, pois você compra e no mês seguinte já esta recebendo aluguéis ...

Consegui respeito sobre este meu investimento, e deixei claro pra ele que meus investimentos são totalmente separados: É como se eu tivesse uma conta somente para movimentar as Obras, as Construções, e agora tenho uma conta de aluguéis. Tenho a outra dos Dividendos da Sociedade ... E assim por diante. Esta é a minha diversificação teórica e prática também.

Esta frase a cada dia faz mais sentido pra mim:

“Do you know the only thing that gives me pleasure? It's to see my dividends coming in." - John D. Rockefeller”

Projeto Digital:

Galera, eu disse que tinha que esforçar, que não ia desistir até ser livre financeiramente, mas a verdade é que como a torneira esta aberta e estou recebendo bons valores na modalidade dos Dividendos da Sociedade e estou focando muito na minha Saúde, não voltei a trabalhar nesta modalidade, e deixei meu projeto incompleto (e pausado).

Neste final de semana, aproveitarei um tempo na casa de meu sogro e voltarei a trabalhar, deixando tudo pronto p/ a captação de clientes.

Não estou preocupado em não estar recebendo dinheiro desta modalidade, o importante mesmo é que o ‘bolo fecal’ já esta formado e esta crescendo quase que sozinho ...

Trabalho:

Meu chefe é gente boa demais, sabe pra caramba, tranquilo, experiente e nos faz trabalhar numa tranquilidade tremenda.

O foco dele é: Resultado. Não preciso ficar até tarde da noite para mostrar comprometimento com a empresa, que sou ‘workaholic’, ou coisas do tipo.

Tenho saído no horário, às vezes 10, 15 minutinhos antes (não tenho horário fixo, não ‘bato ponto’, mas a empresa tem um horário padrão), e com isto com 20, 25 minutos estou em casa, e posso ir a academia ou descansar primeiro.

Qualidade de vida: É possível trabalhar, gostar do que se faz e estar tranquilo. Eu nem lembro a última vez que olhei uma vaga externa pra mudar de emprego, talvez tenha mencionado algo no blog de buscar algo, mas, como o foco é minha qualidade de vida e tranquilidade, sou feliz onde estou e não preciso buscar outro emprego, por mais que eu pudesse ganhar mais dinheiro.

Venho fazendo as atividades de forma tranquila, não tenho me estressado, estou muito bem.

Estão vendo o que é começar a atingir uma Independência Financeira? A cada dia parece que eu preciso menos de dinheiro pra viver bem.

Sei que não serei um cara super rico, com carros de luxo, vários imóveis, não adianta, nasci pobre, comecei do zero, então o que eu busco é levar uma vida de classe média alta sem ter que trabalhar.

Em teoria será a mesma vida que os assalariados classe média que ganham relativamente bem (R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00) levam, sem que eu tenha que trabalhar pra receber estes valores.

Renda Variável: Ações

Eu sempre verei ações ‘baratas’, como no exemplo de BBAS3, que foi a R$ 16,00, eu não comprei, hoje já esta quase chegando nos R$ 20,00 e tudo mais .. Não quero fazer trade, quero acumular, não quero me expor em ações, não faz sentido pra mim ficar comprando pra revender, pegar um lucro, repartir com o governo, pagar várias corretagens, etc.

Não sou contra quem faz, sempre deixo isto claro, mas pra mim isto não funciona, não no meu modo de investir.

Postarei algo melhor elaborado posteriormente, não queria deixar vários dias sem postagem, e este foi o resumo dos últimos acontecimentos na saga “Viver de Construção”.

“Vamo que vamo!”

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

sábado, 9 de julho de 2016

Ser 'Bonzinho' Demais só te Prejudica + Novo Recorde Carteira FIIs ...

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Continuo seguindo o caminho rumo à Independência Financeira na base da tranquilidade. A metodologia de desconsiderar preços e focar em aumento de aportes e acúmulo de patrimônio, até o momento, tem rendido bons frutos, e principalmente, tem me deixado muito tranquilo para fazer o que é mais importante para conseguir aumentar o patrimônio: Trabalhar.

Fiz alguns ajustes pontuais na minha carteira, e ela esta muito ajustada às minhas necessidades, e me sinto muito tranquilo atualmente: Tenho 17 FIIs de tijolo, 3 FIIs fundos de fundo, 10 FIIs de papel, totalizando 30 FIIs.

Como sempre cito, não existe uma fórmula mágica de investimentos que funcione a todos. Eu me sinto mais tranquilo com maior número de FIIs, mas tenho meu capital dividido em três diferentes classes (A, B e C), conforme o grau de confiança que tenho no respectivo FII.

O legal é que eu não planejava ter 30 FIIs ou ter esta divisão por ativos, simplesmente aconteceu. Não foi tão planejado assim.

Também cheguei num momento em que não tenho mais interesse em incluir novos FIIs na minha carteira.

Eu estava em dúvida e queria colocar EDGA, ALMI, pela localização, depois pensei em colocar MFII pelo alto yield, pensei em BBFI pela localização e possível upgrade na locação do imóvel de Brasília. Ou seja, uma verdadeira bagunça, eu queria comprar, comprar e ir acumulando cotas, de forma totalmente descontrolada.

Mas agora encerrei este apetite todo: O portfólio esta montado, e agora preciso alimentá-lo, nada mais.

Os aportes passam a ser quase em modo automático: Na minha planilha de controle financeiro, eu coloco a ordem dos próximos aportes. Chega o primeiro dia do mês, eu vou lá e aporto. Chega a semana entre o dia 15 a 19 do mês, reinvisto os aluguéis recebidos e se faltar algum valor menor (R$ 300,00 até R$ 500,00), eu aporto novamente p/ completar.

E chegando ao final do mês, sabendo que entrará nova renda maior (Salário + Empréstimos), normalmente o que esta sobrando na conta poupança eu aporto novamente.

Eu praticamente não mantenho grandes reservas em conta poupança, passei a investir muito na modalidade de Dividendos da Sociedade c/ prazos menores, e tem ido muito bem.

Na parte do Trabalho, apesar de considerar ter um bom salário na cidade onde moro, um cargo com destaque e boa visibilidade, já não tenho grandes preocupações em relação ao desemprego, pois simplesmente eu trabalho, desempenhando bem as minhas funções, sempre buscando ano a ano ser melhor do que eu mesmo, e entrego resultados à empresa.

Não fico tão preocupado assim em ser demitido, pois já não dependo tanto assim da renda do Salário.

Hoje digo que ser demitido causaria uma queda  ou paralisação momentânea nos aportes, mas eu conseguiria viver da mesma forma atual, pagando as minhas contas, indo à academia, passeando, jogando futebol, saindo aos finais de semana, mantendo meu veículo.

É este o sentimento que tenho de dever cumprido, de saber que não vivi por 10, 12 poupando em vão.

Ultimamente estou mais tranquilo em tudo, nada esta me afligindo tanto. Venho buscando paz na minha vida!

Tive alguns pequenos estresses no prédio onde moro, até pedi umas dicas ao Doutor Honorários, um dos colegas mais ilustres e gentis da Blogosfera (quem não conhece o blog deste cara super gente boa, veja ao lado no blogroll), pois fizeram uma divisão das vagas de garagem do prédio, contrário ao que esta previsto na convenção de condomínio, e eu simplesmente me rebelei, pois estou cansado de ser o ‘cara gente boa’, o ‘bonzinho’, pois sabemos que pessoas boas demais são sempre prejudicadas.  Cansei de aceitar as coisas p/ não gerar atritos.

Continuo sendo ‘gente boa’, mas se alguém ultrapassar o limite do bom senso me prejudicando, eu vou brigar mesmo, como neste caso das vagas de garagem, onde eu simplesmente estaciono conforme a convenção de condomínio determina, e não seguindo as vagas que me foram destinadas através desta divisão que foi feita pelos síndicos e que simplesmente beneficiou enormemente o outro bloco, e meu bloco foi totalmente prejudicado, ficando com as piores vagas, e vagas que não são livres ... Não aceitei e estou parando tranquilamente nas vagas livres, e disposto a ir à justiça se for necessário, pois não deixarei de lutar pelos meus direitos. Eu comprei um apartamento com este direito, e não aceitarei que seja mudado por 2 síndicos, pois na própria convenção diz que são necessários pelo menos 2/3 dos votos de todos os condôminos p/ que a convenção possa ser alterada.

No futebol, quem joga vai se lembrar daqueles caras que se acham ‘os profissionais’ do futebol. Eu sou muito cobrado dentro de campo, acho que por ter entrado em duas ‘peladas’ como mensalista com pessoas que eu não conhecia, acabei jogando bem e sou sempre muito cobrado, às vezes até mais que os outros no meu entender.

Na última ‘pelada’, um cara que eu já nem gosto muito (foi o cara que me machucou no lance que comentei da costela, e que fiquei 1 mês e meio sem jogar, e umas 3 semanas sentindo dor), veio me encher o saco por alguns lances, um gol que perdi, e outras jogadas lá ... Eu sou o cara mais ‘gente boa’ dentro de campo, eu não reclamo de ninguém mesmo, o cara do meu time pode errar e entregar o gol, eu serei aquele cara que vai chegar perto dele e dizer ‘tranquilo cara, vamos jogar, todo mundo erra, ninguém aqui é profissional, estamos aqui para divertir’. Eu acredito que futebol deve ser um momento de diversão, claro, todo mundo que ganhar para não ficar na ‘de fora’, mas aí um cara que eu não gosto, e que errou várias vezes e eu nem disse nada vir reclamar de mim, não dá.

Estourei com o ‘cara’, falei algumas coisas e ele veio me peitar, eu sentado, eu levantei e peitei ele também. Aqui não meu filho, já deixei passar muitas situações por medo, para evitar conflitos, mas agora não mais. Se fosse para partir p/ a violência, então seriam dois, pois estou cansado de ser humilhado e ter que ficar quieto, ou deixar as pessoas me agredirem, mesmo que seja verbalmente, e ficar por isto mesmo.

Não que eu recomende a violência (sou totalmente contra), mas em algumas situações, ou você se impõe, ou vão fazer o que quiser com você, vão pisar em você.

Após este acontecimento, dois dos caras mais chatos da ‘pelada’ pararam de me importunar dentro de quadra, e agora posso jogar tranquilamente, sem ter que ficar ouvindo os gritos deles. Eles ficaram sem graça depois que eu apelei.

Até outros que são ‘bonzinhos’ como eu falaram que é chato mesmo esta galera reclamando dentro de quadra, e que fiz bem em não aceitar desaforo.

No geral eu resumiria que ser ‘bonzinho demais’ só nos prejudica. Aceitar as situações calado só nos prejudica.

Claro, não estou propondo se achar o ‘macho alfa’, ‘o super homem’, ‘o destemido’ e assumir riscos inclusive contra a sua vida, mas, deixar de ter medo das coisas e agir como homem, defendendo seus direitos e falando alto caso falem alto com você.


Neste blog não falo muito sobre relacionamentos, mas isto vale também para mulheres. Seja bonzinho, compreensivo, mande flores, leve e busque em todos os lugares e veja o que vai acontecer ...Talvez eu explore este tema, algum dia.

O que venho buscando ultimamente é isto, viver em paz! Não deixar que coisas que saiam de meu controle impactem em meu humor, e não me sentir mal em casa após algum acontecimento, por ter deixado de ter dito ou feito algo.  Se eu não mexo com ninguém, não quero que ninguém mecha comigo. Simples assim.

Voltando ao tema financeiro ...

Este mês atingi um número considerável também de renda passiva nos FIIs, conforme último comunicado de distribuição de renda neste mês: R$ 1.314,00.

Contribuiu positivamente para este resultado a distribuição surpreendente do BRCR, XPGA e um aumento no NSLU, estes foram os mais relevantes que visualizei na atualização.

A expectativa que tenho agora é chegar aos R$ 1.400,00 nos próximos 3 meses, aportando em torno de R$ 5.000,00 por mês em FIIs de tijolo c/ yield de 0,8%, sem considerar os próprios aluguéis que reinvisto e elevam este número acima de R$ 6.000,00 mês de aporte.

Venho aportando muito fortemente em FIIs de papel, que tem contribuído bem para o alto yield da minha carteira, mas preciso voltar aos FIIs de tijolo, que tendem a gerar maior aumento na cotação ao longo do tempo. Já os FIIs de papel tendem a se manter estáveis numa faixa.

Outro número muito interessante atingido hoje, para minha alegria, foi o rompimento da barreira dos R$ 130.000,00 aplicados em FIIs, o que me deixa ainda mais alerta da importância de manter a mesma regularidade nos aportes e evitar ao máximo girar a carteira.

Infelizmente olhando agora, o número já reduziu para R$ 129.901,00, ou seja, das 13:00 até agora às 16:00 eu perdi uns R$ 340,00 ... Renda Variável é isto aí ... Mas no dia ainda estou no positivo. ‘Putz’, olhei de novo, R$ 129.852,33 ... Estão vendo o quão desesperador é olhar preço? Esqueçam preço!

Este número deve ser ultrapassado novamente, pois receberei estes R$ 1.314,00 citados este mês, com os aluguéis.

Nota: Atualização do post p/ postagem neste sábado: Fechou em R$ 130.452,11.

Mas já estou me preparando psicologicamente caso haja alguma má notícia e os FIIs despenquem, mas seguindo as análises de um outro grande blogueiro gente boa, o Rodolfo, do blog Discussão sobre Investimentos (também esta na minha lista de blogs, confira), com suas análises sobre a taxa de juros futura, disse que há maiores probabilidades de continuarmos surfando esta onda altista nos FIIs.

Importante citar que o foco não é o tamanho do patrimônio líquido em si, e sim a renda passiva gerada por ele.

Bom, para um rápido post de atualização, acabei falando demais. Vamos encerrando por aqui.

Mantenham o foco, vocês podem, vamos aportar e viver da nossa renda passiva! Somos vencedores!

Desejo um excelente final de semana a todos.

Abraço


VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Possível Alavancagem: Planejamento p/ Aquisição de Imóvel p/ Aumento do Patrimônio + Atualização Rápida do Blog ...

Boa noite Senhores do Milhão! A Luta Continua!

Senta que lá vem história ...

Nos últimos dias estive viajando a trabalho, e tive a oportunidade de estar numa cidade praiana, onde me hospedei num hotel de frente para a praia.

É impressionante como o dinheiro pode sim trazer felicidade: Imagine que qualidade de vida morar em cidade menor, com praia, podendo acordar a hora que quiser e correr na orla da praia, ou mesmo na areia, ouvindo uma música ou mesmo o som do mar.

Eu não tenho dúvidas de que já teria ‘chutado o balde’ e estaria aproveitando mais a minha vida se já tivesse dinheiro suficiente, algo em torno de R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00 acima da inflação, seria mais do que suficiente.

O ruim da viagem era acordar tendo uma hora certa, e estar vestido de roupa social tomando café no hotel, com outras pessoas ao meu lado felizes e contentes, de chinelo e bermuda, prontas para irem a praia ou passear. É duro ter que trabalhar para viver, mesmo que seja um bom emprego, afinal, não há nada melhor que ser livre! Não é atoa que as férias são o melhor momento do ano p/ 99% dos brasileiros, pois temos todo nosso tempo livre e ainda recebemos um salário.

Num dos dias, a noite, fui correr / caminhar na areia da praia, bem próximo ao mar.

Em um certo momento fiquei parado, olhando para o mar, deixando a água ir e vir na minha perna, e quando me assustei percebi que eu já estava há uns 20, 30 minutos naquela mesma posição, e ouvindo a mesma música de forma repetitiva, que era ‘Otherside’, do ‘Red Hot Chilli Peppers’, olhando o mar de um lado, do outro, e pensando na vida ... Muita coisa mesmo, não só a parte financeira, e lembrando de muita coisa que já aconteceu comigo, afinal, eu estou caminhando a passos longos para a velhice, visto que já cheguei na casa dos 30 anos, e estou no meio da vida, apesar de ter esperanças de conseguir viver até uns 80 ou mais ... Que Deus abençoe.

Então fiz um novo pacto comigo mesmo, prometendo que não descansarei enquanto não for livre financeiramente.

Acontece que agora eu já não trabalho sozinho em prol deste objetivo: Meu próprio capital, que cultivei por longos anos, agora trabalha ao meu lado.

Por mais que às vezes eu acho que tenha caminhado pouco na estrada do milhão, que não tenho tanta coisa assim,  me lembro de que comecei do zero e principalmente do montante que recebo hoje mensalmente: Aproximadamente R$ 9.500,00 por mês.

Aí fica martelando na minha cabeça ... Se eu vendesse minhas casas hoje e aplicasse este dinheiro em Renda Fixa, sendo mais despretensioso, considerando por exemplo uma venda das minhas duas casas ‘a preço de banana’ a R$ 200.000,00 cada uma: Uma taxa de 0,8% ao mês de juros já seriam R$ 3.200,00 mensais. Se eu aplicasse nos FIIs, com a rentabilidade atual de 1%, já seriam R$ 4.000,00 mês.

Juntando as rendas, e se eu fosse modesto nos Projetos Digitais e conseguisse mais R$ 500,00 mês ...

Isto tudo resultaria numa renda entre R$ 13.000,00 a R$ 14.000,00 mensais, que é basicamente o que eu busco para me aposentar, mas, ainda falta muito chão nesta estrada rumo à Independência Financeira, visto que 40% deste valor ainda seria fruto do meu Salário atual.

Vejam que em investimentos eu sou muito moderado. Eu até achei que seria ‘Vida Loka’, um investidor especulador sem medo do mercado, mas na realidade eu tenho medo e me protejo com imóveis. No pior dos cenários, eu ainda posso recomeçar, pois mantenho mais de meio milhão imobilizado.

Para continuar subindo meu patrimônio, eu dependo muito da venda das casas, pois assim poderei negociar outro lote, e começar nova obra. O problema é que o mercado esta muito fraco de propostas, e quem gosta das casas não consegue financiar, ou oferta outros imóveis que não tenho interesse.

Uma dica para quem esta começando agora: Não adianta olhar estes valores acima e querer começar a ganhar no início da sua carreira valores parecidos.

Considere que nestes valores já estão embutidos, além dos rendimentos que tive com as boas aplicações que fiz, todo um aprendizado de 11 anos no mercado, curso técnico, curso superior, pós-graduação, inglês, experiência no ramo que trabalho, promoções por desempenho, mudanças de cargo, e tudo isto foi adquirido com tempo de atuação na empresa onde estou.

Não se sinta menor / pior por ganhar R$ 1.000,00, R$ 2.000,00, se você ainda tem tempo para ir melhorando profissionalmente. Faz parte do jogo. Tem que começar do zero e ir aos poucos mesmo, é a vida!

Quando eu leio o post de outros colegas blogueiros que aportam R$ 20.000,00 a R$ 50.000,00 por mês, eu não me sinto menor do que eles.

Na verdade eu tenho uma ‘inveja boa’, que é tentar aumentar a minha renda, competindo comigo mesmo.

Até o momento, sei que fiz o meu melhor, e continuarei fazendo sempre até que eu possa dizer “sou livre financeiramente”.

E o que eu venho fazendo para ter a possibilidade de enriquecer nos próximos anos? É o check-list da caminhada financeira:

1.       Não perder dinheiro.
2.       Viver de forma simples: Restaurantes acessíveis, não ser fã das cervejas artesanais (virou moda agora parece) cuja garrafa custa R$ 30,00 ou mais, não sair para bares vários dias na semana, optar por passeios simples, preferencialmente aqueles com contato com a natureza (eu gosto de cachoeiras, trilhas, caminhadas na natureza, etc.).
3.       Não comprar carro zero e nem carros caros: Onde uma Pickup Hilux ou Veloster vão, um Uno Mille 1.0 com ar e direção vai também.
4.       Comprar somente o necessário, em todos os aspectos da minha vida. Não preciso ter 5 tênis, 4 blusas de frio diferentes, nem 7 calças-jeans. Também não preciso de um relógio de R$ 2.000,00 ou um Iphone último lançamento. Isto vale para todos os demais itens que você possa pensar em comprar.
5.       Não alterar investimentos de longo prazo: Confiar no tempo e nos juros compostos.
6.       Evitar pagar juros. Devemos receber juros. No pior dos cenários, não receba juros, mas também não pague juros.
7.       Parar de seguir comentários de fóruns. Fazer as suas próprias análises para investimentos. Se você errar, foi você que errou e pronto.
8.       Ter controle de riscos adequado, diversificando ativos.
9.       Parar com o conceito estúpido de ‘sair no empate’: Se um ativo esta ruim, saia dele sem olhar o preço, quanto ganhou ou perdeu, e aporte o valor em algo que valha a pena.
10.   Não ter preocupações financeiras. Se não consegue dormir a noite pensando em investimento, há algo errado. Corrija.
11.   Aprender com os próprios erros financeiros e pessoais. Lembre deles e haja de forma diferente.
12.   Sempre buscar ser melhor que você mesmo em seu trabalho.

Bom, foram algumas coisas que lembrei no momento, na verdade o post seria baseado neste check-list, mas acabei comentando sobre outros aspectos, principalmente sobre os meus pensamentos financeiros, que ficaram martelando por estes dias em minha mente.

Sobre a ideia para Aumento do Patrimônio, mais simples impossível: Se eu não estou conseguindo vender minhas casas e tive que abaixar o preço para ter mais propostas, o mesmo deve estar ocorrendo com outras pessoas que estão vendendo imóveis. Os preços estão em queda.

Partindo da premissa de que tenho praticamente R$ 50.000,00 parados na conta do FGTS (e que não fazem parte do meu patrimônio mensurado no blog), começarei uma análise de imóveis menores e simples, na cidade onde construo, com o objetivo de adquirir algo que possa ser alugado principalmente, ou mesmo vendido.

Lembram da regra 5 acima? Não posso girar meu patrimônio.

Então o que eu farei? Opa, vou ferir a regra 6: Vou alavancar, ou seja, buscar um empréstimo, e pagar juros, para tristeza geral da nação ...

A minha metodologia de investimento é bem simples. Alguns possíveis cenários, caso eu encontre um imóvel escriturado e com documentação em dia, p/ que possa ser financiado pela CEF, em torno de até R$ 100.000,00:

1.       Financio R$ 50.000,00 em 30 anos. Suponhamos que a prestação fique em R$ 500,00 (não sei as taxas atuais). Eu alugo o imóvel por R$ 500,00. Isto significará: Juros sendo pagos pelo inquilino, enquanto eu ganho tempo juntando dinheiro para quitar o imóvel. Se não alugar, consigo ir pagando sem estresses com a renda atual.
2.       Financio um valor menor c/ a CEF: Com um auxílio do meu pai, com um empréstimo pequeno, talvez com um empréstimo + juros do sogro (uma vez ele me ajudou muito com um empréstimo mais alto para finalizar a construção das últimas casas que vendi, enquanto o dinheiro da CEF não era liberado), financiando uma parte mínima ou talvez nem precisando financiar direto com a CEF (melhor cenário).
3.       Vários: Vendo meu veículo atual e pego um Uno Mille ‘pé de boi’ (básico) 2001, pego empréstimo menor com meu pai e se faltar algo financio direto com meu banco, em 1 ou 2 prestações: 4, 5 meses de aperto financeiro, até me restabelecer e trocar p/ carro melhor novamente. Gosto muito desta estratégia.

Bom, estes são alguns dos cenários que venho planejando, como possíveis alternativas, caso eu leve a frente esta ideia de comprar um imóvel menor e mais simples, escriturado, com fins de aluguel. Seria a forma mais fácil e rápida de me capitalizar em R$ 50.000,00, visto que o imóvel seria contabilizado em meu patrimônio bruto (não no líquido), diminuindo claro o valor da dívida do patrimônio bruto, e em poucos meses eu quitaria tudo.

07/07/2016 – Atualização do Post: Será muito complicado conseguir um imóvel, em área p/ locação, com documentação em dia p/ financiamento, por menos de R$ 135.000,00 (menor preço encontrado com imobiliárias). Meu preço máximo seria R$ 110.000,00, acima deste valor não faria sentido deixar de aportar em Renda Fixa ou FIIs p/ gerar renda alugando um imóvel físico ... Continuarei na busca, mas já defini este meu teto ... 

Lembram da parte lá em cima que eu falei sobre minha renda mensal? São quase R$ 10.000,00 mês, e isto me possibilita planejar este tipo de coisa, pois meus gastos são muito baixos, consigo viver de forma frugal, e juntando R$ 8.000,00 por mês amigo, deixando na Poupança, em 5 meses eu juntaria R$ 40.000,00. É o meu pequeno ‘bolo fecal’ me dando possibilidades, sem que eu tenha que retirar meu dinheiro aplicado, que já vem dando frutos, para esta jogada financeira.

Lógico, eu deixaria de aportar nos FIIs, mas, em compensação, eu estaria aportando no meu ‘próprio FII’.

Se eu conseguisse um imóvel neste valor, valeria a pena inclusive vende-lo à vista (se eu financiar pela CEF, só pode ser financiado novamente após 3 anos). Casas até R$ 100.000,00 podem ter comprador à vista.

Acúmulo, aumento de patrimônio gradativo, aumento de renda passiva gradativa ... Devagar e sempre, rumo à Independência Financeira.

Nota: Iria atualizar mais coisas da parte pessoal, mas como ficou extenso, deixa p/ a próxima. Resumo rápido:

FIIs:  Fiz algumas mudanças em meu portfólio de FIIs, onde fechei posição em 4 FIIs menores (FLMA, EURO, RBRD, SDIL) alocando o valor de venda em MXRF e CPTS11B. Ambos já caíram após a minha compra, sou expert em comprar nos topos, impressionante! Claro, é só uma brincadeira, pois não ligo para preços (pelo menos tento não ligar).

Motivo desta pequena movimentação: Preciso reduzir o número de FIIs, e com esta movimentação no momento mantenho 30 FIIs em carteira, sendo 18 deles com maior alocação, posso dizer que divido em 3 classes: A, B e C, onde tenho 5 FIIs Classe “A”, 13 FIIs “Classe B” e 12 FIIs “Classe C”.

No próximo aporte + reinvestimento aumentarei em 50% a posição nos ativos “Classe C”, e após serão aportes nos ativos Classe “A”, no outro mês selecionarei 5 FIIs “Classe B” e vou revezando desta forma.

Saúde: Firme e forte na academia. Resultados satisfatórios, mas o ‘culote’ na barriga que me decepciona .. Preciso queimar esta porcaria e ficar com a barriga reta. Continuo no futebol, e se antes eu deixava reclamarem de mim dentro de campo (quando você erra aquele gol vem sempre alguém encher o saco), agora mando tomar no C* mesmo, e que se foda esta porra toda. Já pago para me divertir, não para ficar tomando esporro, e antes eu escutava calado, agora não escuto mais não.

Trabalho: Tranquilo, suave, delegando tudo, projetos andando e estou fazendo um marketing, preciso melhorar, mas estou fazendo. Sou o cara que mais entrega na equipe, então estou garantindo meu emprego, ainda sem maiores pretensões.

Projeto Digital: Estou priorizando a saúde e descanso, então tive resultados pífios, mas também estou com o projeto pela metade. Fiz a parte mais complexa, agora na parte fácil estou enrolando ... Preciso ter mais afinco nesta parte.

Parabéns se você leu até aqui, Viver de Construção agradece, e tenha uma excelente quinta-feira. Ao final do post, vou deixar a trilha sonora que comentei ...



Grande abraço

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Fechamento Junho 2016 (Bruto: : R$ 909.500,00 (+ 0,82%) / Liquido: R$ 174.500,00 (+ 4,30%) - 1% no Mês!

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua.

Vamos ao momento mais esperado do mês, a hora do Fechamento Patrimonial.

Semana que estou longe de casa, à trabalho, então meu tempo esta bem curto. Peço desculpas aos demais colegas por estar comentando pouco nos seus respectivos blogs nesta semana,  mas, tenho lido as postagens, mas tenho deixado de comentar devido ao curto tempo, mas, neste final de semana terei mais tempo novamente para falarmos.

Nesta noite também saí com amigos, tomei umas ‘stella Artois’ e como sou fraco com bebida estou meio ‘beubo’ neste momento (espero não dizer que meu nome verdadeiro é ...).

Sem muitas delongas, vamos aos números:

Fechamento Bruto: R$ 909.500,00 (+ 0,82%)
Fechamento Líquido: R$ 174.500,00 (+ 4,30%)
Crescimento Total Portfólio: R$ 9.200,00 (+ 1,01%).

Números excelentes, que já começam a mostrar a força dos Juros Compostos.

Estou impressionado com a minha força de subida patrimonial sem as obras, pois 70% de toda a minha renda pode ser redirecionada aos aportes, e mesmo com gastos adicionais mais altos que tive (viagem, manutenção do veículo) os números continuam crescendo.

Felizmente neste fechamento 80% das minhas contas fixas do próximo mês (Julho) já foram pagas (paguei tudo hoje via Internet Banking), principalmente aquela maior do cartão de crédito, onde paguei a penúltima prestação de quase R$ 1.000,00 (compra de porcelanato para a obra, feita 7 meses anteriormente). Graças a Deus só falta uma prestação mês que vem, então em Setembro o aporte virá mais forte.

A renda dos Fundos Imobiliários continua crescendo, e com o aporte previsto para este mês aumentarei a renda passiva entre R$ 50,00 a R$ 90,00 reais, dependendo das minhas escolhas e do valor aplicado, que definirei com mais calma posteriormente.

Neste mês os FIIs me geraram R$ 1.122,06, devidamente reaplicados.

Ainda não esta contabilizado neste fechamento as cotas da subscrição do VRTA, onde no próximo mês (Julho) receberei os aluguéis referente às novas cotas, além da contabilização do valor das mesmas no patrimônio líquido.

O Aporte Mensal ficou em R$ 4.770,00, desconsiderando os valores acima do rendimento dos FIIs. Contabilizando ambos, Aporte Mensal de R$ 5.892,06.

Nesta modalidade o resultado foi uma renda passiva de R$ 3.630,00.

Já nos Projetos Digitais, retornei atividades, e aos poucos, com muita calma, estou testando e desenhando novas formas de manter meu negócio digital. Total de R$ 141,71.

Concluindo, a Renda Passiva Total do mês de Junho fechou em R$ 4.893,77, o que para mim são números consideráveis e muito bons de se ver! Estou caminhando forte rumo a ter uma renda passiva igual ao meu atual salário líquido.

Portfólio: Nos Fundos Imobiliários, não fiz nenhuma movimentação de venda.

O destaque negativo ficou para EURO11 que teve mais uma vacância anunciada, e caiu forte no pregão de hoje.

Como não olho preço (apesar de ter me chamado a atenção esta queda de hoje ao abrir o Home Broker), tudo continua inalterado, pois vacância faz parte do risco de comprar FIIs.

Sobre o Blog, este mês eu criei muitos posts, comparado aos meses anteriores, principalmente devido ao número de acessos crescente, e que me deixou mais animado a escrever. Espero continuar neste ritmo, e que os acessos continuem crescentes.

Abaixo alguns gráficos de meu controle pessoal, que refletem os números descritos acima.



Tenham uma excelente sexta-feira e mantenham a ‘pegada’ rumo ao milhão!

Grande abraço

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares