Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Melhores Comentários dos Leitores do Blog Viver de Construção ...

.
.

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

"Melhores Comentários dos Leitores do Blog do VDC ... Eu é que Aprendo neste Blog ..."

Hoje quem fará a postagem serão vocês, leitores do blog.

Como assim VDC?

Eu sempre digo que aprendo coisas pra caramba escrevendo aqui, pois isto me faz pensar bastante antes de escrever, eu reviso o que posto, e o blog não tem uma tendência de assuntos definidas, para ser sincero.

Basicamente, nas últimas semanas venho postando a noite, onde separo cerca de 30 minutos a 1 hora para escrever, postar, revisar, e deixar um material para vocês lerem no dia seguinte.

Apesar de já ter alguma receita mínima com Adsense, o foco não é este, e eu já disse e repeti mil vezes que eu ganharia mais dinheiro dedicando esta 1 hora diária aos meus Projetos Digitais, ou qualquer outra atividade, mas, aqui eu ganho algo que ninguém vai me tirar: Conhecimento e amizades.

.
.

Eu realmente aceito bem as críticas, claro, aquelas com fundamentos, não basta vir aqui e dizer “seu blog é uma porcaria”, pois assim eu nem publico.

E separei alguns comentários legais dos leitores, peguei do post mais recente apenas, mas sempre recebo alguma coisa super interessante nos demais, que realmente me ajudam muito no crescimento pessoal e profissional.

Para vocês verem: Os comentários agregam bastante, então, quem lê algum texto meu não deve apenas ler o que eu escrevi (estes textos gigantescos, eu sei), mas deve complementar lendo os comentários que acharem mais pertinentes, pois tem muita gente que entende de muita coisa e nos privilegia postando alguma coisa interessante nos comentários.

Vamos a alguns deles?

Vejam este relato de alguém que já atingiu a Independência Financeira, e postou no meu humilde blog:

“VDC, sou mais velho que você, já atingi minha IF há alguns anos, moro no mesmo apartamento que antes e é excelente, decidi comprá-lo, pois queria viver bem e não entendia porque iria morar mal e ter uma conta polpuda, gosto de viver confortavelmente.
Essa escolha foi acertada, o imóvel se valorizou que foi uma beleza, hoje depois de uma baixa nos valores, vale 12 vezes mais que paguei há 13 anos atrás, na época do boom imobiliário valeu bem mais. Além disso ganhei em qualidade de vida moro em um bairro excelente.
Continuo com a mão no trabalho, a diferença é que me estressa menos e me preocupo muito pouco com os percalços do dia a dia, como perder o emprego ou algum contrato.
Viajo mais e me permito mais luxos.
Carro nunca liguei, compro sempre um carro zero de médio para baixote fico com ele por 6 ou 7 anos.
Passeio com moderação e não ligo para roupas, compro coisas boas, mas não diria da moda, eletrônico, os compro e uso por muito tempo.
Tenho filhos e minha esposa trabalha e também ganha bem.
Se voltasse no tempo, faria duas coisas diferentes, flexibilizaria mais meus aportes, pois até comprar o apartamento e ainda alguns anos depois eu era um avarento, que abriu mão de muitas coisas para aportar, as viagens e o convívio com outros povos me fez mudar a visão.
2. Teria filhos mais cedo, fui pai com 37 anos a primeira vez, hoje fico imaginando o quanto eu abri mão da alegria de ser pai antes e faço contas de quando morrer quantos anos meu filho terá, se saberá se virar sozinho, perdi meu pai novo e sei como isso foi um obstáculo.
No mais e cuidar da saúde, da alimentação e da alegria.
Não se vive duas vezes, força em seus planos e boa sorte.”

.
.

Vejam o aprendizado que podemos obter deste simples relato, de alguém que já alcançou a Independência Financeira.

Imóveis sempre se valorizaram ao longo do tempo, o déficit habitacional no Brasil ainda é muito grande, e o preço dos imóveis que hoje são considerados caros pela maioria da população, poderão estar ainda mais caros ao longo do tempo.

O amigo anônimo tocou num ponto muito importante, que á a avareza, e por isto eu mesmo estou me forçando a mudar, pois amigos, pensem comigo, quão triste seria se seu deixasse este mundo (falecesse) sem ter aproveitado tanto esforço, tanta dedicação? Eu comecei a aproveitar mais neste ano, e pretendo continuar assim, moderando Aportes e Lazer, pois, a minha vida não tem preço, e quero me proporcionar momentos de felicidade, pois eu batalhei muito para estar confortável como estou atualmente, financeiramente falando.

A questão da família, e um conselho de ter filhos mais novos, achei bastante válido, e algo ali bem escrito: A esposa trabalha e é independente.

E outro ponto interessante abordado: Como as viagens nos fazem mudar. Eu mudei muito após conhecer alguns países e culturas diferentes, parece que me tornei uma pessoa melhor, mais culta também, e que passou a valorizar mais os contatos e experiências e ter um foco maior em pessoas, é até difícil explicar.

Viajar não é alugar hotel caro e ficar na piscina, ir comer nos melhores restaurantes, e sim ver paisagens, entender a cultura do outro, se comunicar com pessoas diferentes do que você, pedir ajuda por não entender, falar sobre a sua cultura, compartilhando a mesma e fazendo amizades, mesmo que você nunca mais veja aquelas pessoas na vida.
                                     
Aprendi muito ao ler esta história do amigo e leitor.

Uma outra parte interessante, e que lembro sempre, foi dada pelo amigo e blogueiro Heavy Metal:

O dinheiro só serve se ele te trouxer prazer. Nunca se esqueça disso.
Dica: compre um carro USADO, com até 10 mil Quilômetros de uso. Carro novo é loucura, no meu conceito. Sempre tem alguém endividado, vendendo barato. Pense nisso.”

Eu sempre me lembro desta primeira dica dada pelo HM. Não faz sentido algum você ser rico ou estar tranquilo financeiramente, se o seu dinheiro não te proporcionar bem estar.

Reparem em quantas pessoas pobres vocês conhecem e que são super felizes no seu modo simples de viver, e outras que dizemos “mas a pessoa tem tudo” se sentem tristes.

A dica do carro usado também é muito boa, e é interessante pois a pessoa que eu conheço pessoalmente e que é a mais rica de meu convívio sempre diz a mesma coisa.

Já neste outro caso aqui, eu postei algo sobre clareamento, e recebi uma verdadeira aula, que salvei para levar no dia que for a clínica dentária. Texto escrito pelo amigo e blogueiro RK Investimentos (Bagual):

.
.

“Amigo VDC, parabéns mais uma vez pelo post! Quanto ao clareamento:
- Fuja de plano de saúde e clínica popular;
- Previamente ao claramente, verificar se há retrações gengivais, restaurações com infiltração ou fraturadas, cáries, abrasões ou desgaste excessivo do esmalte dentário, micro fraturas no esmalte, essas situações contribuem para a existência de sensibilidade;
- Realizar o clareamento com gel clareado associado ao clareamento a laser. Nunca faça apenas a laser. Usar gel clareador com concentração 10% ou 15%, acima desta concentração ficará muito sensível.
- Durante o período de clareamento e logo após o clareamento, usar um creme dental para sensibilidade( sensitive da Colgate) é muito bom;
- Se puder evitar alimentos pigmentantes durante o clareamento como, vinho tinto, beterraba, café, chá, chamarão, Coca-Cola, seria interessante;
- Nunca esqueça que assim como nossos tecidos envelhecem, o tecido dentário também envelhece e os dentes com o passar do tempo ficarão amarelados. Portanto, o clareamento deve ser realizado de tempos em tempos, quando necessário e dentro da técnica preconizada.
Espero ter ajudado.
Abraço!”

Nem vou comentar tanto, mas foi uma verdadeira aula, e até para um leigo como eu sobre este assunto, foi possível ter uma base para questionar o dentista que me atenderá.

Já o amigo e blogueiro Investir para Viver, postou isto:

“Grande VDC! Ótimo post novamente, mas meu comentário tem outro motivo hoje.
Com a correria da vida eu acompanho alguns blogs (menos do que gostaria) e desses, não consigo acompanhar todos os posts. Mas o seu é um dos meus preferidos. Temos em comum o gosto por imóveis, acho que patrimônio similar e foco no longo prazo. Talvez isso contribua pelo meu interesse nas suas postagens.
Buenas, eu gostaria de desejar-te um Feliz 2017, com muita saúde, paz e realizações. Como já falei há uns meses atrás, eu vivi o crescimento corporativo que você está vivendo hoje e isso é muito bom, muito enriquecedor, embora às vezes seja desgastante, mas vai por mim - todas as experiências são boas, algumas são amargas no presente, mas nos preparam para o futuro.
Um grande abraço!!!”

Poxa, aprendo para caramba, lembro de comentários de gerentes, diretores e de pessoas que se identificaram com a fase que vivo na carreira e deram algumas dicas, e isto me ajuda enormemente.

Mais um do amigo e blogueiro Paciência Financeira:

“VDC, Sempre é bom nos presentearmos. Você faz muito bem!
Parabéns! Além disso, cuidar da saúde não é gastar dinheiro atoa. Nada adianta poupar e investir sem cuidar da saúde. Se não cuidar da saúde agora quem irá usufruir do dinheiro poupado/ganho será o Hospital/Familiares/Herdeiros. Abraços e Feliz 2017.”

Com certeza amigo, a Saúde é tudo! E nós não pensamos nisto, mas, se você não tiver um Plano de Saúde que cubra, uma internação ou procedimentos médicos são muito caros, e, na hora de um problema de Saúde, você não terá nem tempo de pensar se investe ou não ... Gasta muito dinheiro. Por isto, é melhor prevenir do que remediar, sempre!

Amigos, todos estes comentários são do último post, e até pelo texto ter ficado muito extenso não dará para colocar outros bons comentários.

São vários exemplos, citeis os últimos desta última postagem, pois eles mostram claramente como é possível aprender ensinando, e ensinar ao aprender, mas é importante que todos os comentários agregam demais, e agradeço coletivamente a todos. Muito obrigado!

.
.

É este o foco do meu blog, e acredito que deveria ser este o foco da Blogosfera, não apenas postar Fechamentos Patrimoniais, e sim compartilhar experiências de vida.

Aos demais amigos que sempre comentam, mesmo dando apenas aquela motivação do tipo “Li, passei aqui, bom post”, lógico, isto nos dá forças, ao saber que os amigos estão lendo e estão juntos ali torcendo por nós.

Não somos apenas a Blogosfera de Finanças, somos um grupo de amigos virtuais, e estaremos aqui em 2017, se nosso bom Deus assim o permitir, compartilhando experiências e conhecimentos, e mantendo a nossa amizade.

E é para manter esta galera toda aqui unida, que eu continuo na luta, tentando postar diariamente ...

17 pessoas simultaneamente acessando o blog, é a primeira vez que vi ... Meu muito obrigado!


Um grande abraço e excelente sábado!

.
.

VDAB – VIVER DE APRENDIZADO NO BLOG

3 Meses de Férias do Plano de Conquistar a Independência Financeira ...

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

.
.

Agora que reparei que os amigos já vem postando os Fechamentos Patrimoniais, ou seja, chegamos ao fim do mês, e ao fim do ano.

Sim, o título esta certo: Estou de férias da Independência Financeira.

Não que eu vá me entregar à Matrix, me tornar um consumista, gastar mais do que ganho, longe disto.

Continuo do mesmo jeito, mas, preciso viver também, e com isto estou criando uma lista de coisas que quero fazer, e coisas que quero comprar. Nada extravagante.

Aportes deste fim de mês e início de Janeiro irão inteiramente para a Conta Poupança, pois decidi e trocarei mesmo de carro e planejo fazer isto em Março de 2017, e para isto, gastarei entre 2 a 3 meses de aporte, pois comprarei à vista, sem ter que vender ou desfazer de nenhum dos meus investimentos (Girar Patrimônio = Absolutamente não.).

O que eu percebi é que não tenho urgência em ser Livre Financeiramente, pois, mesmo que eu já tivesse Rendimentos Passivos de R$ 10.000,00 por mês, conforme planejado e desejado (e sendo a meta do Blog), eu continuaria fazendo as mesmas coisas que faço atualmente, com a mesma tranquilidade em relação às Finanças (não me preocupo tanto mais, pois já sou naturalmente um poupador).

O pensamento é bem simples: Eu sempre juntei um percentual grande do meu Salário e consegui aportar com inteligência o pouco que ganhava

Agora, eu já nem preciso tanto assim do Salário, pois eu vivo com um custo de vida bem menor do que o valor de Renda Passiva gerada por meus ativos, então, sobra Salário + Parte da Renda Passiva, e tudo isto vira Aporte.

E eu nem conto com a Renda Passiva gerada pelos Fundos Imobiliários, pois até a minha avó de 84 anos sabe que na fase de acúmulo toda a Renda Passiva gerada em Renda Variável deve ser totalmente reinvestida, ou seja, mesmo neste próximo mês que eu não aportarei, eu aportarei

Entenderam a coisa mais legal dos Juros Compostos nesta pequena frase acima? Um Aporte automático!

.
.

Como descrevi em postagens anteriores, recebi um pequeno aumento Salarial, que me motivou um pouco mais a buscar uma promoção (pois assim ele aumentará ainda mais), logo, não vou aumentar meu padrão de vida, pois poderei aportar mais, e em consequência gerarei mais Renda Passiva.

O que é importante frisar e eu mesmo vou me lembrar em algumas postagens: Como atingi boa parte do plano de IF, não posso aportar 100% como antes, preciso viver bem, e por este motivo terei 3 meses de férias do plano da Independência Financeira, e onde investirei um dinheiro em coisas que preciso.

Quer um exemplo? Farei um clareamento dentário.

Outro? Farei uma consulta com um especialista, fora do plano de saúde, para um estudo completo do meu organismo, pois em 2017 quero realmente me dedicar e malhar bastante na academia, mas focando também em alimentação. Vou jogar dinheiro fora? Que seja, vou cuidar melhor da Saúde.

Mais um: Veículo. Em Março, trocarei o meu. Eu já poupei demais, e vou comprar um veículo com mais itens de segurança, e mais novo, pois o meu infelizmente esta apresentando problemas, que, por mais que você corrija, tem maior risco de reincidência e de aparecer novos problemas. Ps.: Por que Março? Motivo 1: Buscar um veículo com IPVA e demais taxas já pagas. Motivo 2: Como já defini quanto gastarei, precisarei de 3 meses para juntar o montante no pior dos casos, talvez em 1 mês dê ... Mas acho que serão 2 meses, mas calculei 3 para fazer uma eficiência. 

Meu veículo atual será trocado por um seminovo, assim nem terei que perder tempo vendendo o mesmo, e me sentirei mais seguro fazendo este tipo de transação com uma agência de veículos de um conhecido que me dará toda a garantia nesta troca que farei daqui há pouco tempo.

O que me deixa tão tranquilo é isto aqui ...

.
.


Uma pequena mostra da força dos Juros Compostos ...

Nota: Em Janeiro voltarei com força total aos Projetos Digitais, como fiz em Dezembro ...

Nota 2: Eu nunca gastei meu Salário todo em um mês. Tenho vontade de ter um mês para gastar tudo risos ... Difícil mudar a minha mente Poupadora.

Um abraço e excelente sexta-feira.

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Grande Prejuízo Comprando FII por Indicação de um Fórum ... (Papo de FII - #7 - BBFI - Fundo Imobiliário) ...

.
.

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Amigos, hoje o post foi criado com um alerta no título, com o intuito de explorar e descrever os perigos dos Fundos Imobiliários, pois vejo que muitos investidores estão comprando FIIs achando que é Renda Fixa.

Se você quer entender um pouco mais sobre o FII, me permita sugerir algo: Leia com calma esta postagem, entendendo cada parte da mensagem que vou passar. Não que seja algo extraordinário, mas realmente, é o tipo de coisa que não se encontra na internet, uma análise feita por um investidor comum, como você leitor, e que poderá lhe auxiliar a pensar de forma diferente para investir em FIIs.

Eu quero evitar que você seja este caro aqui, após comprar algo por indicação em fórum:


O primeiro recado é: Fundos Imobiliários não são Renda Fixa! Fundos Imobiliários são Renda Variável, desta forma pode variar para cima, para baixo, ou andar de lado, sem variações bruscas, mas, ao longo do tempo sempre as cotações dos FIIs refletirão a sua situação atual acrescida da percepção do mercado para a situação do FII no futuro.

Eu sempre cito nas postagens que FIIs de Papel são a minha Renda Fixa, o que não deixa de ser verdade, pois são ativos lastreados em dívidas com garantias reais, mas este assunto detalhado ficará para outra oportunidade, pois será com certeza um tema polêmico.

Quero abordar com um exemplo real sobre os perigos de operar notícias, principalmente buscando informações em blogs e fóruns, e para isto vou utilizar um FII que era considerado muito bom pelo mercado, mas, devido às decisões tomadas pelo inquilino (Banco do Brasil), poderá se tornar um grande problema daqui há 3 anos (explicarei detalhadamente): BBFI - BB FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROGRESSIVO.

Primeiramente, vamos entender o que é o fundo, usando para isto a descrição encontrada no site do Tetzner (Página Original - Clique Aqui ...):

BBFI11B – BB FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROGRESSIVO
O fundo é administrado pela Caixa Econômica Federal, em regime de condomínio fechado e tem prazo indeterminado de duração; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios.
Possui dois imóveis em seus ativos: um em Brasília, localizado no Setor Bancário Sul, Quadra 01, Bloco “A” (Edifício Sede I), e outro no Rio de Janeiro, localizado na Rua Gomes Braga, 65, com entrada suplementar pela Rua Barão São Francisco, 177 (Centro Administrativo do Andaraí).

.
.


O edifício de Brasilia(sede) conta com 46.135 m²,  23 andares e 27 pavimentos; já o do Rio de Janeiro(CARJ) conta com 104.498 m², 9 blocos integrados pelo subsole, mais 1 agência.
Centro Administrativo do Andaraí (CARJ)
O complexo Comercial está localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro, região que possui uma ocupação mista entre os usos comercial/serviços, institucional e residencial. Entre os usos encontrados na região podemos citar agências bancárias, shopping center, comércio local, edifícios residenciais, entre outros. Destacam-se no entorno imediato o Shopping Center Boulevard Iguatemi Rio e o hipermercado Guanabara. A região é amplamente servida por diversas linhas de ônibus regulares que fazem a ligação com o centro e outros pontos da cidade. Quanto ao sistema de transporte por metrô, a estação mais próxima é a Saens Peña, localizada a cerca de 2 km (Linha 1) e a Maracanã, localizada a cerca de 2 km (Linha 2) da propriedade.
Imóvel CARJ – Centro Administrativo do Rio de Janeiro:
Valor: R$ 2.157.100,00 (em 07/04/16), Prazo: 5 (cinco) ano portanto com contrato de locação vigente até outubro de 2020.
Edifício Sede I
O imóvel situa-se na Quadra 04 Bloco A do Setor Bancário Sul, onde a atividade predominante é bancária, comercial / serviços. Suas principais vias de acesso são Eixo Rodoviário Sul, Eixinho L e as vias L-1 e BS-S1. A sua localização é central com relação ao Plano Piloto, beneficiada pela proximidade da Estação Rodoviária do Plano Piloto, do Setor Comercial Sul e da Esplanada dos Ministérios. Nesse setor foram construídos diversos edifícios comerciais com arquitetura não tão moderna, porém de bom padrão construtivo, fazendo com que o local se valorize em relação ao Setor Comercial Sul, que está com ocupação total e apresenta prédios bem mais antigos. A região possui uma ocupação mista entre os usos comercial/serviços e institucional. Entre as atividades encontradas podemos citar agências bancárias, praças de alimentação com lojas de apoio, shopping center, sede de bancos e de escritórios de advocacia, entre outros.
Locado parcialmente para o Banco do Brasil S.A. com contrato de locação vigente até janeiro de 2025 com valor de aluguel atual em R$ 754.105,33 ao mês.
130.000 cotas
Taxas:
Administração de 5,10% sobre a receita do fundo após deduções das despesas e provisões (mínimo R$ 36.000,00 mensais corrigido pelo IGPM).
RI: viter@caixa.gov.br, gemob@caixa.gov.br e gedef@caixa.gov.br

.
.
...
..
.

Bom, resumindo rapidamente toda a descrição acima, é sabido que o FII em questão possui dois imóveis, sendo um com locação parcial em Brasília e totalmente locado no Rio de Janeiro.

Importante salientar que o regulamento do fundo prevê a locação exclusiva para o inquilino Banco do Brasil, logo, para poder locar as áreas vagas para outro (s) inquilino (s), será necessário mudar o atual regulamento, com a aprovação dos cotistas.

O contrato do imóvel do Rio de Janeiro é válido até Outubro de 2020, já o contrato do imóvel de Brasília é válido até Janeiro de 2025.

É um bom contrato, eu mesmo já pensei em comprar BBFI, mas me desanimou o fato de ter o imóvel de Brasília parcialmente vago, bem como um possível investimento para a melhoria deste imóvel, o que reduziria a renda do mesmo.

Outra coisa desanimadora: Rio de Janeiro. A situação aqui não é boa!

Já para o imóvel do Rio de Janeiro, por mais que haja um contrato que garanta o pagamento dos aluguéis até 2020, o problema é o que sempre citamos: O risco de um FII mono-inquilino.

O que muita gente se esquece (inclusive eu, pois passo longe de ser um Mestre dos FIIs) é o que chamamos de Perpetuidade de um Fundo.

O que seria isto VDC? É a perenidade, ou a capacidade do FII de continuar gerando renda ao longo do tempo, pois crises sempre aparecerão, a economia poderá melhorar, empresas vão crescer, outras fechar, então é importante entender onde se localizam estes imóveis e entender se, no pior dos casos, havendo desocupação haverá condições de uma nova locação? O prédio é atrativo? Há concorrentes? Quais são as qualidades e defeitos?

Alguns colegas até realizam análises sobre os imóveis concorrentes e o valor por metro quadrado praticado na região (até para descobrir discrepâncias que possam auxiliar o FII a captar inquilinos, manter os atuais, ou o risco de perde-los para concorrentes melhores e/ou com melhor preço de locação). Este não é o meu caso, para ser sincero, não olho isto. Deveria? Talvez.

Importante salientar antes que eu sou um investidor mediano, e uso da diversificação para reduzir meu risco, tanto é que eu mesmo, ainda na fase onde estava aprendendo a comprar bons Fundos Imobiliários, fui mais um dos que fecharam posição em XTED com prejuízo, pois eu não fiz exatamente este dever de casa citado acima, que consiste em analisar a perpetuidade, de verificar os concorrentes que poderiam absorver meu inquilino (XPCM), e acreditei piamente que o inquilino (Petrobrás) se manteria no prédio, pois as cotações não paravam de subir e isto, na minha cabeça, era um forte indício de manutenção do inquilino no prédio. Estão vendo que até eu olhei preço erroneamente? Felizmente eu corrigi o erro, fechando posição no FII (sem me preocupar com o valor da cotação), pois o fundo perdeu as características que me faziam ser sócio do mesmo.

Eu separei esta postagem do site do Tetzner de um forista (participante do fórum) que sempre fala algumas coisas sem nexo, na minha opinião. É movido a notícias, não analisa em detalhes e sempre tem a visão mais otimista possível de tudo. É um mestre do Gira Gira de Patrimônio, que eu tanto critico. Sem muitas delongas, vamos ao comentários do mesmo sobre o BBFI:



Vocês viram que visão mega ultra otimista?

O risco maior é: Você não sabe se a pessoa esta escrevendo isto para fazer com que outros foristas comprem o ativo, valorizando o mesmo, para poder vender as cotas com lucro. Você não sabe o que ele tem em mente, você não sabe o que ele ganhará indicando um bom FII.

.
.

Vocês já me viram alguma vez indicando a compra de algum produto financeiro ou FII aqui no meu blog? Não. E nunca vão ver.

Eu posso até dizer o que comprei, mas nunca vou dizer pra fazerem o mesmo, pois eu sei o que estou fazendo e assumo meus riscos, e outra coisa também é: Eu não sou profissional do mercado financeiro para indicar nada, é até proibido fazer isto, logo, não me peçam indicação nunca.

Sempre é importante ressaltar que esta informação antecipada de que o inquilino não pretende renovar o contrato pode ocorrer com qualquer outro FII que tenho, e é por isto que quem investe em FIIs tem que saber e entender que isto não significa renda fácil mensalmente depositada em sua conta da corretora, há sim GRANDES RISCOS envolvidos e FIIS NÃO SÃO RENDA FIXA.

Pensem comigo: Imaginem que uma galera tenha comprado este FII, baseado na indicação desta pessoa. O que o forista em questão vai dizer para estas pessoas agora? Ele nem comentou mais nesta postagem ...

Tudo bem, a renda será mantida até 2020, mas, e depois? A Gestora do FII conseguirá novos inquilinos? A que preço? Quando? Quais os custos embutidos para manter este imóvel inteiro sem inquilinos (sem renda)?

Por isto é importante decidir: Quais são seus critérios para ser sócio (cotista) deste FII: A renda? O inquilino? Acredita que os gestores farão um bom trabalho após 2020 e continuarão gerando renda? Se passa pelos seus critérios, mantenha posição. Se não, venda. Esqueça definitivamente o preço e as notícias. VOCÊ DEVE TOMAR A SUA DECISÃO COM BASE NAS INFORMAÇÕES OFICIAIS PUBLICADAS PELO FII! Esta notícia é uma delas.

A mensagem mais importante deste tópico é: Cuidado com indicações! Cuidado ao achar que Fundos Imobiliários são Renda Fixa e que você sempre receberá mensalmente a renda bonita e crescente na sua conta. Analise os riscos, entenda os possíveis problemas, e pense muito bem antes de arriscar o seu dinheiro, principalmente pois FIIs são investimento de longo prazo, e eu digo isto pois pelos meus cálculos eu demorarei 10 anos para recuperar meu investimento baseado nos aluguéis que recebo, logo, em teoria daqui há 10 anos (considerando a inflação), o seu patrimônio dobraria de tamanho, se a sua escolha for FIIs de qualidade e que continuem ao longo do tempo pagando renda constante e aumentando conforme inflação.

Bom, para este post, falei demais, e vou encerrando por aqui!

Pergunta: O que acham de criarmos o nosso fórum de FIIs? Você participaria? Passou esta ideia maluca em minha cabeça agora.

Um abraço e excelente dia!

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Fazendo Papel de Trouxa no Fim de Ano: Bolão da 'Firma' + Almoço de Confraternização do Trabalho ...

.
.

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Ps.: Hoje vamos de 'causos' da vida real. Como estou escrevendo e voces não visualizarão a minha expressão ao criar este texto, apenas complemento o mesmo dizendo que escrevi rindo desta situação, não com raiva, P%=÷= da vida. Nada disto. 

Sou uma pessoa bastante positiva, e entendam este 'trouxa' no bom sentido, para assim conseguirem entender a essência do texto.

Vou parar por aqui por já estar me achando um escritor de verdade (risos efusivos).

...
..
.

Na vida temos algumas certezas.

A primeira delas é: Você será convidado a participar de um bolão da Mega Sena da virada no final do ano, principalmente aqueles organizados por colegas na empresa onde trabalha.

A segunda é: Você será obrigado convidado a participar de alguma festa de final de ano com os colegas da empresa.

Eu odeio perder dinheiro, principalmente para jogos de azar, dinheiro este que poderia ser aportado ou mesmo usado para outros fins, mas, abaixo abordarei duas situações neste final de ano, onde fiz papel de trouxa e perdi dinheiro, pois em algumas situações da vida, ainda mais se tratando de empresa, você tem que se fingir de bobo para sobreviver ...


A primeira delas: O famoso bolão da Mega Sena!


Eu tentei me esquivar, eu juro, fugia do papo de bolão, de Mega Sena, mas não teve jeito: Dia destes atrás, o grupo do bolão me pegou para bater papo na cozinha, quando eu tomava um café para manter a produtividade alta na parte da tarde.

Veio o José, colega de Trabalho de outra área do mesmo setor, que estava organizando a ‘chance de mudar de vida’, ou seja, o bolão da Mega Sena.

Aí não teve jeito ... Me chamaram para participar de um bolão, e não estou falando de R$ 10,00 não, era coisa de R$ 160,00 por pessoa!

O primeiro cálculo que eu fiz na minha mente foi o meu famoso Cálculo de 1%: Estamos falando de um investimento que me faria ganhar mensalmente de Renda Passiva R$ 1,60, ou R$ 19,20 por ano!

.
.

Falaram e falaram, a galera do Trabalho entrou no bolão (todos convidados aceitaram prontamente), e eu me esquivando e tentando, até que jogaram na minha cara os últimos casos de sorteios famosos de ‘Bolão do Trabalho’ onde os participantes ganharam muito dinheiro, e somente aquele colega chato que não participou que teve que voltar ao Trabalho no dia seguinte e ‘bla bla bla’ ...

De fato, me lembro de alguns casos assim, pois a TV explora muito este tema de sofrimento alheio.

Na hora já me veio a minha mente esta cena, de uma situação ocorrida e postada no G1 da Globo em 2014  ...


Me imaginei também sendo procurado pela Record para gravar a entrevista explicando os motivos de não ter participado do bolão, como eu me sentia sabendo que com um investimento tão baixo eu seria milionário e ‘bla bla bla’.

Resultado: Entrei obrigado no bolão ...

O que fiz para reduzir meu prejuízo (pois seria muita falta de bom senso acreditar na possibilidade ínfima de ganhar neste jogo) foi chamar outros bobos colegas para dividir uma cota comigo ...

Ou seja, menos R$ 53,00 (aproximados) que joguei no lixo, apenas para evitar que uma situação como a da foto acima possa ocorrer comigo, e para não ser o chato do grupo que não quis participar do bolão.

Mesmo que eu ganhasse, e eu prefiro nem pensar nesta possibilidade pois, este não é do tipo de bolão que cada participante receberá seu comprovante do jogo. Eu tenho até medo do bilhete ser premiado mesmo e depender de uma outra pessoa para ser honesta e dividir o prêmio ... Eu já fui enganado, hoje em dia na dúvida eu prefiro não confiar em ninguém, só em Deus mesmo.

Mas não foi só este papel de trouxa feito ... Tem mais ...

.
.

Segunda Situação: O famoso Almoço de Final de Ano!

Já tive este final de ano uma série de eventos a noite, e almoços. Sim, parei de malhar e estou voltando a ser gordinho (risos tristonhos).

A maioria bancada ou pela empresa, ou pela setor, ou pelas empresas que me convidaram. Até aí tudo bem ...

Mas, mesmo tendo várias confraternizações, o pessoal do Trabalho cismou em fazer mais um almoço especial entre os amigos.

Como venho tentando estar mais presente nestes eventos, não ser um dos apontados como ‘Antissociais da Firma’ (felizmente não tenho esta fama), fui para mais este encontro. Lembrem-se que venho buscando uma posição mais alta, então ser o ‘amiguinho’ da galera faz parte do plano (politics, my friends ...).

A primeira preocupação que tenho neste tipo de evento bancado pelos participantes é: Vai rolar bebida alcóolica?

Penso nisto pois, como não se define a forma de pagamento no início (Exemplo: Contas separadas), os espertos pedem bebidas bem caras (e já presenciei casos assim), pois sabem que vão dividir o prejuízo com todos, sendo desta forma enormemente beneficiados.

Como se tratava de um almoço entre colegas de Trabalho no meio do expediente, felizmente ninguém pediu álcool, mas na chegada ninguém combinou nada em relação ao pagamento, sendo várias mesas no restaurante com colegas do Trabalho.

No fundo eu já sabia que daria “ruim” pra mim, mas ... Relevei. Afinal, estamos no fim de  mais um ano, e esperei para ver o que sucederia ao final ...

Eu fiz tudo certinho: Pedi um prato condizente aos demais (era “A la Carte”), pois ficaria na média da galera, inclusive tendo alterado o pedido inicial do meu prato. Eu queria de verdade (sem considerar preço, pensando em meu bem estar e gosto) um prato X, mas, ao ver que a galera pediu um prato Y que era 50% mais caro que o meu, não pensei duas vezes e mudei minha opção, já sabendo que na provável divisão, comendo um prato mais barato, eu levaria a pior.

Não é muito educado neste tipo de situação pedir para separar as contas, então esperei para ver o que a galera pediria para beber, e decidiram pela jarra de suco! Pediram duas e no meio do almoço mais duas, do maior tamanho ... Eram 6 colegas na mesa que eu estava (contando comigo) e outras mesas separadas com mais colegas de Trabalho ...

Por fim, decidiram a forma igualitária de divisão da conta: Dividiriam a conta por mesa. Seria o valor final, dividido por 6 ...

Almoçamos, prato muito “meia boca” pelo preço pago, atendimento ruim (demorou uma eternidade para nos servirem e a entrada foi uma salada bem sem graça), e ao final, eu fiz a minha parte: Pulei para o meio da fila, pois nestas divisões, como não tínhamos combinado, o primeiro e último sempre se lascam ...

Apenas um caixa, e uma fila cheia de gente, incluindo pessoas das demais mesas.

.
.

E o pior ocorreu: Tínhamos uma pessoa do restaurante apenas cobrando (com a maquininha) e umas 10, 12 pessoas na minha frente (todos os colegas que sentaram comigo incluídos), e decidiram abrir um novo Caixa, onde a pessoa que abriu o segundo caixa veio justamente a mim e a um colega que estava na minha frente para solicitar a gentileza para que nos dirigíssemos para o novo caixa aberto ...


Aí veio o golpe final: Como disse acima, foram 4 jarras de suco natural (vocês sabem como são caras estas jarras de suco em restaurante ‘chique’), e na hora do pagamento, eu e dois colegas numa fila, e os outros 3 colegas na outra fila e longe de serem atendidos, e estando ao lado dos Caixas cheio de gente do Trabalho, logo veio o pedido infame de um dos que sentaram conosco: “Ah, racha estes 4 sucos aí entre vocês dois, duas jarras para cada, na próxima a gente paga" ...

Eu ainda tentei argumentar baixinho “o meu foi o prato Y e mais 4 jarras de suco divididos por 6 pessoas, mas, naquela bagunça toda, calor, pessoas do restaurante cobrando e totalmente perdidas, e um pedido que se intensificou aos gritos de “Tira o escorpião do Bolso”, entre outras brincadeiras, não teve jeito ... Fiz esta gentileza, com um sorriso como este abaixo:


Eu e o segundo colega bobo que nem eu pagamos duas jarras de suco adicional (cada) em nossa conta. Resumindo: Somos 2 bobos que pagaram para 4 espertos.

Mi mi mi mi’: Mas VDC, uma vez ou outra, o que é que custa fazer uma gracinha destas e ‘bla bla bla’.

Pensem comigo: Sentei numa mesa aleatória com colegas de Trabalho. Não eram meus amigos do coração (se fosse não teria problema algum), e o colega que fez este pedido para que eu e o outro colega pagássemos os sucos, é um cara bem folgado, do tipo que vai de carona para não gastar gasolina, te pede para pagar um sorvete para ele e vai te dar o dinheiro depois e nunca mais lembra, ou que numa mesa que vai rachar a conta pega tudo do bom e do melhor mais caro, sabendo que pagará bem menos dividindo a conta com os demais do que se pagasse sozinho seu próprio consumo ...

E não foi apenas um pedido, foi tipo para todos ouvirem, ou seja, dizer não numa hora destas seria virar a chacota, ser chamado de pão duro, e eu fui lá justamente para não dizerem que não compareci e ‘bla bla bla’, ou seja, tenho estado mais presente em tudo que é evento, e sair de um ‘queimado’ como o egoísta pão duro, não era o que eu desejava, logo, assumi o prejuízo, paguei e voltei ao Trabalho.

No resumo da história: Não que isto tenha me tirado do caminho da Independência Financeira ou tenha feito com eu gastasse horrores, afinal, já tenho uma boa Renda e isto não impacta em nada, mas, isto é complicado para Aportadores Natos, vocês sabem o que estou falando ...

.
.

Se você for dividir uma conta com várias pessoas, e notar a galera gastando à vontade, faça o mesmo: Peça sobremesa cara, peça vinho, peça um prato caro também, afinal, se você economizar não adiantará nada mesmo. Eu faço isto rsrs, se é pra gastar, eu gasto junto, afinal, eu iria pagar caro do mesmo jeito ... Que seja gastando então com coisas gostosas.

Numa divisão como estas, evite ser o primeiro a pagar, ou o último também: O primeiro acontece isto que falei, jogaram as bebidas para mim. Se for o último e faltar algo, como todos já pagaram, pedirão para você assumir, pois na próxima você não vai pagar nada por eles fazerem questão e ‘bla bla bla’ (nunca você terá o ressarcimento desta ‘gentileza’).

E para fechar, não venha falar que é papo de ‘pão duro’, pois o correto é separar as contas, e quando é uma conta para a mesa, que todos dividam em partes iguais e tenham o bom senso de manter a média de consumo da mesa, ou aqueles que exagerarem se ofereçam de livre e espontânea vontade para pagarem o adicional ...

Um abraço e até a próxima postagem!

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

R$ 500.000,00 em Menos de 4 anos: Capital Inicial: R$ 70.000,00. Paciência, Inteligência, e Juros Compostos p/ a Independência Financeira (Análise Após 8 Meses desta Postagem) ...

.
.

Boa noite Senhores do Milhão. A Luta Continua!

Reutilizando uma das dicas do (Abacus Liquid) de soltar de vez em quando uma postagem antiga, esta aqui era uma que eu vinha pensando em repostar, pois fiz toda uma análise há 8 meses atrás, e poderia entender um pouco a minha cabeça de 8 meses atrás.

Eu estava pensando em comprar EDGA, se fosse para um Trade tudo bem, pois os fundamentos deste FII atualmente não são bons.

Aprendi o que era leitura em diagonal com nosso amigo Economicamente Incorreto ...

E a minha cabeça dava sinais de que era melhor se livrar de XTED (eu me perdoo por este erro, pois eu estava aprendendo ainda, mas fiz certinho: Na dúvida, eu congelei os aportes. Gostei do que eu fiz há 8 meses atrás).

Como perdi minha planilha e não tinha backup, não lembro se ainda performo 1,03% ao mês, mas acredito que sim, pois tenho muitos FIIs comprados na rapa do tacho, ou seja, num preço bem abaixo dos atuais.

AGCX estava a R$ 1.000,00! Volta tempo, eu queria comprar meu patrimônio inteiro de AGCX, que chegou quase a R$ 1.400,00!

E eu estava com dois veículos na época, um erro cometido querendo agradar meu pai comprando um carro pra ele, que não quis, e eu tive que pagar do meu bolso e ficar uns meses com ele para compensar o prejuízo ...

Quanto aos

Abaixo a postagem original ... Prepare que o texto é grande ...

...
..
.

.
.

Vamos a esta postagem de 18/04/2016 ... O link dela é este aqui, caso alguém queira ler os comentátrios: Clique Aqui ...

...
..
.

Ultimamente venho pensando muito em formas de simplificar a minha vida, ou seja, ter menos compromissos, menos preocupações, e tornar os meus investimentos mais simples.

Independência Financeira é algo que esta sempre martelando na minha cabeça.

Parecia ser algo inimaginável a ideia de que, com o trabalho, poupando, e aplicando de forma inteligente, seria possível ter uma aposentadoria precoce, sem ter que trabalhar 30 anos p/ poder descansar depois de estar velho, pelo INSS, que só Deus sabe se até lá estará pagando alguma coisa, devido ao atual déficit de recolhimento e aumento da expectativa de vida.

Agora, quando eu desanimo com o que venho fazendo, e quando lembrar o patrimônio que já conquistei não é suficiente para me animar, eu faço contas, planejo, e penso que eu preciso ter paciência para deixar os Juros Compostos agirem ... E crio tabelas simulando cenários de Aportes, para me lembrar da importância de seguir meu plano: Aportes mensais, sem perder dinheiro, sem girar patrimônio, sem fazer trade, comprando valor, diversificando, sem olhar home broker o dia todo, esquecendo rentabilidade. 

Investimento tem que ser simples, e o investidor tem que ser paciente. É só isto mesmo. Não se assuste.

Eu fugi das Ações na Renda Variável: Tenho 50% de chances de ter acertado, e 50% de chances de ter errado. Mas, simplifiquei a minha vida ao fazer isto, principalmente atendendo a um pedido meu, emocional e racional.

A pitada de emoção que tenho nos investimentos, em Renda Variável, são os Fundos Imobiliários, que pretendo continuar comprando ao longo dos próximos meses.

Eu não sou um gênio, então eu sigo aquilo que vi que funcionou na prática, para pessoas normais, como você leitor, que esta neste momento lendo este post, e como eu mesmo.

.
.

Vejam algo que li no blog do Viver de Renda, sobre um leitor que o questionou sobre a base de seu patrimônio, que esta atualmente chegando na casa dos 3 milhões de reais (excelente “timing” na venda de todos seus ativos e na compra de Tesouro Direto NTN-B com Juros Semestrais, na faixa de 7,5% ao ano + IPCA): “Viver de Renda diz: Meu patrimônio veio +- 10% herança, 25% rentabilidade e 65% trabalho.”

Isto significa o que venho frisando sempre aqui no blog, não somente para quem lê, mas para mim mesmo: “No começo da caminhada rumo à Independência Financeira, o que importa é o tamanho do aporte, e não a rentabilidade”.

O que isto significa na prática: Não adianta tentar buscar rentabilidade alta neste momento (eu), pois ainda estou na fase inicial do acúmulo. É chato demais, é monótono, mas é assim que a matemática ensina, não adianta querer brigar contra o tempo, e contra a matemática.

E eu estou sem paciência ultimamente ... Principalmente quando penso há quanto tempo eu venho trabalhando e poupando ...

São 10 anos de trabalho duro, de muita luta, sempre dando o meu melhor para a empresa, para aumentar meu salário.

Trabalho há 10 anos na mesma empresa multinacional, fui de estagiário à analista júnior, tive promoções, mudei de cargo, recebi bônus, tenho um cargo bom, e vejo que fiz o que eu pude em relação à receber um salário maior e poder aportar melhor.

Ainda sinto um vazio, no que tange aos cargos de liderança: Sabe aquele e-mail, enviado pela empresa onde você trabalha, um informativo organizacional, comunicando algo como “À partir desta data, o s.r. José da Silva Junior assume a responsabilidade por Projetos de Inovação. Desejamos a ele sucesso nesta nova empreitada”.

É duro saber que, por mais que eu tenha me esforçado, faltou algo, faltou aquele “”network, faltou deixar de fazer o operacional e focar mais no gerencial, faltou saber delegar as atividades aos outros e passar mais tempo criando apresentações em PowerPoint para serem vendidas como a solução de todos os problemas da empresa. Faltou vender a minha marca, meu nome, meus projetos.

Eu tenho alguns recursos que gerencio, não da empresa, de fornecedores, além de claro, ser o Gerente de Projetos nos projetos que gerencio, mas, tenho autonomia somente nos projetos que coordeno mesmo, o que já é alguma coisa.

A melhor escolha que eu fiz para não depender disto para mim, com toda certeza, foram as escolhas para ter um negócio paralelo, onde montei meu investimento em Construção.

O respeito que eu não tenho na empresa , por nunca ter tido uma função gerencial, nem mesmo a de um supervisor, eu tenho externamente por ser tratado como empresário do ramo da construção.

Mas, o assunto do blog não é tanto este foco em carreira, e sim nesta mudança para a simplificação da minha vida.

No que tange aos assuntos de investimento, não tenho complicação p/ os próximos investimentos / reinvestimentos:

Eu tenho 29 FIIs adquiridos (este número não é tão bonito, estou quase comprando um FII a mais para fechar em 30. Até pensei em comprar EDGA11B, mas já estou exposto demais às vacâncias do Rio de Janeiro, apesar de considerar um excelente fundo p/ quando a economia voltar aos eixos do crescimento).

.
.

Não quero me complicar analisando mais FIIs a serem comprados, pois já escolhi meus 29, então agora deverei encher de dinheiro cada um de meus FIIs, com um valor estipulado em R$ 5.000,00 cada um, sendo este o valor que eu colocarei de aporte novo, ou seja, dinheiro que sai do meu bolso.

Já tenho acima desta condição os FIIs BRCR11 (inclusive este disparou, depois de meses no negativo com ele, agora entrei no positivo, mas isto pouco importa na minha estratégia), Agências Caixa (AGCX11), Mercantil (MBRF11), VRTA11 e FEXC11B (este aqui é um dos meus melhores FII, se analisada a rentabilidade mensal).  Talvez em Agências Caixa eu chegue num valor próximo a R$ 10.000,00, ou seja, 10 cotas, pois atualmente tenho 7.

No meio do caminho eu tenho XTED11 e RNGO11. Não estou muito animado em comprar XTED11 (Fator Petrobrás e Rio de Janeiro), vou deixar ele bem para o final, mas ainda assim ele mantêm valor, e permanece comprado.

Quero uma compra maior também em SAAG11 e BBPO11, que junto com AGCX11 serão meus FIIs mais “seguros” (não existe investimento seguro acima de 0,05%!).

Após, tenho uma lista enorme de FIIs a encher o pote (alocar R$ 5.000,00), dentre eles quero fechar também as compras em XPGA11, que nesta semana comprei 10cotas,  reaplicando o valor recebido dos aluguéis e mais R$ 225,00 que aportei do meu bolso, e comprar mais CXCE11B.

Ou seja, para eu não ficar falando de minhas vontades em cada FII, eu estou baseando um aporte mensal aproximadamente em R$ 7.000,00, que me permitirá dividir em duas ou no máximo 3 compras, pois pretendo simplificar a minha vida, e detesto ficar esperando ordem de compra ser executada, ou seja, pago spread p/ comprar rápido e fechar o Home Broker.

A minha rentabilidade de Aluguéis, considerando meus investimentos em Fundos Imobiliários desde Agosto de 2015, esta em 1,03% ao mês, o que não é muito, mas, já consigo cobrir o valor da inflação, que é um dos maiores riscos à Independência Financeira.

rentabilidade que tenho, incluindo o valor alocado em Dividendos da Sociedade + Fundos Imobiliários (considerando apenas o valor que eu apliquei nos Fundos Imobiliários do meu bolso) esta em 2,42%.

Avaliando minha planilha de controle financeiro, eu também achei estranho o motivo de continuar no negativo nos Fundos Imobiliários, vendo que todos meus colegas blogueiros estavam entre 7% a 10% de rentabilidade positiva neste tipo de investimento.

Foi este o motivo de ter descoberto um erro básico nas fórmulas do Excel de minha planilha: Eu estava contando o valor dos Aluguéis recebidos como “dinheiro do meu bolso”, então  eu sempre ficaria mesmo no negativo.

.
.

Após corrigir isto, minha rentabilidade passou para algo entre 6% a 7% positivo, e olha que eu comprei BRCR e MBRF no topo histórico dos últimos 12 meses!

Isto me mostra apenas uma coisa: Aporte + Tempo + Valor = Compra da Independência Financeira.

Eu poderia estar com 10% de perda sobre o que investi, mas isto não mudaria em nada o rumo da minha estratégia, que neste início deve ser baseada no Aumento de Aporte, como citei e ressalto, e a cada compra qu e faço de FIIs, recebo mais Aluguéis, que serão devidamente reinvestidos.

Durante esta breve caminhada para a IF (breve considerando a abertura deste blog), vejo também a importância de parar de ficar comprando e vendendo as coisas, que é algo que prego aqui, onde sou totalmente contrário ao Giro de Patrimônio.

Um exemplo claríssimo: AGCX11, não sei por qual motivo (e não me interessa saber, pois não opero notícias) subiu para R$ 1.019,00 por cota.

Eu não olhei o book de vendas, mas aposto que esta cotação irá cair, pelo menos para os anteriores R$ 987,00. E isto não muda em nada minha estratégia.

O “eu” de antes (quase escrevi meu nome verdadeiro em substituição a este “eu”, esta a noite, eu cansado, mas gost de escrever no blog) tentaria vender AGCX11 e recomprar com a queda. Vale a pena? Pra mim, não vale.

Ps.: Qualquer venda com lucro de FIIs obriga o pagamento de 20% do total do lucro ao Governo.

Outra coisa que me prende a atenção na blogosfera, e gostaria de compartilhar aqui: Vocês já viram a quantidade de blogs que começam e simplesmente desaparecem? Os autores param de postar e não se sabe mais o fim das histórias de cada um.

Às vezes me pego, entrando em cada um destes blogs e tentando entender o que será que aconteceu para que as postagens parassem de ser feitas, e me pergunto: Será que comigo também será assim?

E se meus FIIs caírem 70%? Será que eu pararia de postar? Inventaria uma desculpa e sumiria? Bom, espero que isto não ocorra.

Não sei mesmo se comprarei LCI, LCA, CDB ... Provavelmente farei o simples, que é comprar Tesouro Direto mesmo, mas estou aguardando uma melhora nas taxas, que caíram ainda mais nesta data.

Pode ser que eu divida o aporte de R$ 7.000,00, não sei ao certo, o que sei é que farei uma coisa simples: Não perderei horas analisando qual melhor FII da minha lista para alocar o investimento este mês, vou fazer na fila mesmo e pronto. 

Investimentos tem que ser simples, este é o meu ponto de vista, e a escolha dos meus FIIs eu já fiz antes, agora só preciso “alimentá-los” com dinheiro do aporte, e anualmente eu verifico a situação geral e se continuarei ou não aportando / mantendo os mesmos.

Estou bem animado com este valor de aporte de R$ 7.000,00 por este motivo (veja o cálculo):


Vejam que, atualmente tenho algo em torno de R$ 70.000,00 nos Fundos Imobiliários, com rendimento médio mensal de 1,03%.

Se eu manter esta taxa por 44 meses à partir de Abril de 2016, isto indica que ao final de Dezembro de 2019 eu teria R$ 500.000,00, ou seja, meio milhão (desconsidere incidência da inflação, apenas o número absoluto).

Eu fiz uma tabela que detalhava estes valores, mas postar aqui no blog não mantêm o formato, então postarei como imagem, o final da planilha:


Veja que, começando com R$ 70.000,00 hoje (Abril de 2016), é possível chegar a meio milhão relativamente rápido, em menos de 4 anos! O duro é manter R$ 7.000,00 de aporte por 44 meses!

Lógico, sabemos que tudo ali pode variar (seu aporte, a rentabilidade, os aluguéis recebidos), mas, analisando hoje com estes critérios, veja que é possível sim usar os Juros Compostos, a Matemática, a nosso favor.

Penarei para manter R$ 7.000,00 de aporte fixos, desconsiderando reinvestimento de aluguéis como Aporte, mas posso conseguir ...

Precisarei ter ainda mais força de vontade e foco nos Projetos Digitais, que neste mês geraram uma renda acima de R$ 1.000,00 (detalharei no post de fechamento mensal), para possibilitar um aporte neste nível.

Os Dividendos da Sociedade tem dado uma excelente contribuição, apesar dos riscos de compra de alto volume de produtos, mas, preciso mesmo deles para continuar sonhando com a Independência Financeira.

E vejam também neste cálculo com Juros Compostos: Ao final de menos de 4 anos, eu teria uma Renda Passiva de R$ 5.000,00! É 50% do que eu preciso para a minha IF!

Ainda tem um ponto favorável aos FIIs que são as correções dos aluguéis, que seguem IGPM / IPCA, ou seja, poderão sim acompanhar a inflação e ser uma preocupação a menos nesta fase de acúmulo (simplificação de vida!).

Este país não pode ficar os próximos 1015 anos em crise, não é possível que não haja uma melhora até lá! Tenho fé.

Tenho meu Veículo Supérfluo, ainda a venda ... Talvez surja um aporte maior nos próximos dias, pois o principal da diversificação eu mantive: Minhas casas prontas.

Com a venda delas, tenho o valor para comprar um lote e construir mais duas, e ainda sobrará um lucro, que será reinvestido: Este, eu realmente não posso colocar na Renda Variável, se manter na Poupança vale a pena, pois é um valor que não posso perder e preciso ter disponibilidade imediata. Tesouro Selic pode ser uma opção.

A minha falta de paciência: Não é fácil manter um veiculo usado, por mais que eu goste, é claro que eu gostaria de estar desfilando num veículo maior, uma SUV ...

Gostaria de trocar meu apartamento, comprar uma casa, ou mesmo uma cobertura luxuosa ...

Gostaria de agendar férias, de 30 dias, e fazer uma super viagem ao exterior com minha esposa ...

Gostaria de comprar várias roupas de marca, tênis novo, bermudas, aparelhos eletrodomésticos ...

Gostaria de acordar num dia de semana, e estando como sono, resolver dormir mais, até 10:00, sem dor na consciência e sem preocupação com celular, e-mails, e outras coisas ...

Mas, eu acredito que terei tempo suficiente para usufruir de tudo isto, de forma simples, no futuro, após chegar ao meu objetivo de Independência Financeira.

Posso estar enganado, mas prefiro viver o simples agora e usufruir sem medo da minha vida depois, e o principal: Ter TEMPO.

Eu estou abdicando de fazer muitas coisas que eu poderia agora para ter meu TEMPO, em poucos anos.

Pensando friamente, não há cobertura (apartamento) que pague o prazer que sentirei em ter todo o TEMPO do mundo para mim, sem depender de um emprego, 5 dias por semana, 8 horas por dia ...

Não quero continuar sendo um escravo dependente do salário para viver ...

Um grande abraço e excelente semana!

.
.

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares