Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de maio de 2017

Rumo ao Primeiro Fechamento com Prejuízo: Onde Perdi este Dinheiro?

.
.

Olá.

Acho que este será o meu primeiro fechamento negativo em meses.

Apesar da pequena queda, isto foi bem interessante, pois me fez repensar no que fiz neste mês.

Mesmo sendo um mês onde tive, talvez até agora, a minha maior renda (Salário + Bônus + Rendimentos), eu consegui a proeza de fechar negativo.

Até eu mesmo fiquei sem entender.


 Onde teria o meu dinheiro ido embora? Onde devo fechar a torneira?

Bom, a primeira coisa que me veio a mente foi justamente o dia do “Circuit Breaker” na bolsa de valores, mas, apesar de eu ter tido uma grande queda no dia, nos dias seguintes toda a queda foi absorvida e os preços voltaram ao normal.

Primeira análise, coerente. Não foi aqui que meu dinheiro se esvaiu.

Lembrei de um evento importante: Vendi a minha última casa.

Evento 1: Venda de Imóvel – Pagamento da Corretagem à Vista.

Depois de uma negociação muito chata com um cliente muito chato, por intermédio da imobiliária, acabamos fechando a venda.

O cliente bateu o pé e eu tive que conceder um desconto maior do que eu gostaria, na verdade praticamente cedi 100% ao pedido do cliente, visto que optei por dar um passo atrás agora (vender com menor lucro) para dar dois passos a frente (o desconto dado, aplicado este dinheiro em 4, 5 meses eu recupero, ou melhor, posso dar início ao planejamento de uma próxima obra).

A venda só foi concretizada pois a imobiliária, ou melhor, o corretor, aceitou reduzir a corretagem dos atuais 5% para a metade, desde que eu efetuasse o pagamento à vista. Foi o que eu fiz.

Não revelarei os valores, mas, este capital saiu à vista da minha conta bancária.

Não recebi nem mesmo uma entrada. Para fechar negócio aceitei receber tudo 100% através de financiamento Caixa.

Este sim foi um evento que reduziu meu capital. Parte da redução esta explicada.

Importante citar: Eu não acho ruim pagar corretor e corretagem. Nada mais justo do que isto. Ele (corretor) vende, eu pago. Simples assim.

Evento 2: Redução de Contrato de Locação de um dos Prédios do Fundo Imobiliário FAED – Anhanguera Educacional

Quem quer rir, tem que fazer rir. E algumas vezes pode chorar.

Não vou colar o gráfico aqui, mas digo que FAED chegou a flertar com R$ 250,00 por cotação (ué VDC, preço não importa???), mas caiu, para uns R$ 225,00, R$ 220,00, e após a notícia de redução de aluguel chegou a cair abaixo de R$ 200,00. Agora esta mais ou menos neste patamar, com previsão de maior queda (eu acho).

De qualquer forma, revisão de contrato faz parte do jogo, ainda mais em momento de crise, e acho pertinente manter posição neste Fundo Imobiliário, que até gosto bastante, pois os fundamentos permanecem bons, na minha opinião, e não é uma simples redução de renda que me fará mudar de opinião, muito menos baseado em variação do preço da cotação.

Este evento contribuiu com uma redução no portfólio, logo, é mais um dos motivos que explicam a queda.

Evento 3: Subscrição BCRI – Banestes Recebíveis Imobiliários

Bom, neste aqui é apenas uma questão de tempo mesmo.

.
.

Analisando por que este montante inteiro recebido no mês não me gerou um saldo positivo e um super fechamento (digo que eu mesmo estava mais do que animado em ter um super fechamento neste mês, baseado na renda que tive, sem contar com estes detalhes acima e este), e lembrei que, no portfólio total de Fundos Imobiliários, como estas cotas ainda não foram integralizadas, elas ficam com valor R$ 0,00 em minha custódia.

Este valor é quase o que paguei de corretagem logo, foi mais um evento que contribuiu para a minha queda neste mês.

Bom, tudo explicado, hora de determinar os próximos passos da estratégia.

Vou criar uma postagem específica, comentar um pouco o texto do amigo e blogueiro Corey Investidor sobre seu último artigo (clique no meu blogroll para conferir a desistência dele do empreendedorismo – vale muito a pena), e digo que, baseado neste texto dele, eu também parei de analisar qualquer possibilidade de criar empresa ou adquirir empresas.

Não tenho tempo, não tenho animação, quero fazer o mínimo possível de esforço para atingir a Independência Financeira.

Eu já trabalhei, já batalhei demais, agora vou deixar a vida me levar, sem brincadeira, sem sacanagem, vamos no mesmo ritmo, mas estou ficando velho, e preciso me cuidar, e ter menos preocupações na vida.

O que eu pretendo fazer? Se eu não quero montar minha própria empresa, logicamente continuarei trabalhando como empregado (por enquanto, se eu não estressar de vez e pedir demissão) e agora avaliarei apenas uma coisa que esta em minha mente: Comprar participação nas empresas de outras pessoas.

Eu não quero administrar.

Eu só quero entrar com meu dinheiro e receber dividendos.

A bolsa de valores permite isto: Comprar Ações.

Continuarei comprando parte do meu aporte em Fundos Imobiliários, mas, Ações e até mesmo, quem sabe, empresas reais, poderão entrar na minha análise.

Entendi que, no meu momento atual de vida, eu não preciso correr tanto para aumentar a Renda Passiva.

E analisarei friamente se volto mesmo ao mercado de Construção.

Sinceramente, me tornar mais um Construtor do Minha Casa Minha Vida não me deixa nem um pouco animado, mas é isto que esta vendendo atualmente ...

Sinuca de bico ...

Fato é: Estou cansado. Muito cansado.

Esta minha batalha começou a muito tempo, venci a primeira parte, consegui atingir um milhão em bens, mas me faltam forças para continuar lutando ...

Só torço para que meu dinheiro atual se torne meu exército e lute esta batalha por mim.

Só os Juros Compostos e Deus poderão me salvar ...

.
.

Um abraço e até a próxima postagem


VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO.

.
.

23 comentários:

  1. VdC, seu blog agregaria muito mais se você fornecesse DADOS financeiros sobre suas construções.

    Os Leitores de verdade se sentem meio enganados, pois parece mais um blog para elevar seu ego do que para agregar assunto sobre "Viver de Construção".

    Você finalmente vendeu a casa e não vai falar qual é o valor da venda?

    Quanto foi gasto de corretagem ?

    Quanto foi gasto de impostos?

    Quanto foi gasto de mão de obra?

    Quanto foi gasto de materiais?

    Quanto foi gasto no terreno?

    Quanto tempo levou para construir?

    Quanto tempo levou para vender?

    Qual foi o lucro líquido?

    Perceba que nenhum desses tópicos de alguma forma poderia expor a sua identidade e iria AGREGAR MUITO o conteúdo desse blog.

    História real, lucro real contada por "supostamente" alguém real.

    Entenda como uma crítica construtiva, mas parece que você mantem um blog para ficar falando que é milionário... e para massagear o ego.

    Bom, o blog é seu... só comentando que ele poderia ser melhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito. Porém, se houver dúvida da sua parte, encare como uma ficção e se pergunta qual a lição você pode tirar disso.

      Excluir
  2. Cara, até pensei em fazer isto, agregar na blogosfera, mostrar foto das obras, o passo a passo, custos, inclusive eu fazia isto, no começo do blog, detalhava cada gasto.

    Resultado disto? Postei uma foto de uma obra, e fiquei com meia dúzia de vagabundos tentando descobrir quem eu era, e tive que ainda gastar dinheiro com advogado, para descobrir quem era um blogueiro que me enchia o saco e desistir de processar pois até eu fiquei com dó do cara ... um pobre coitado, que mora num local ruim, deixei pra lá.

    A ideia do blog é falar comigo mesmo, deixando meus registros, compartilhados com todos.

    A proposta do blog era esta que você falou, mas não dá pra fazer não, sinto muito.

    Dá pra compartilhar estratégia em FIIs (e neste aqui quase parei de divulgar o que estou comprando), e outras coisas, mas, sinceramente, detalhar custos, mostrar meu lucro, desanimei mesmo.

    Talvez eu lance um livro sobre, um ebook, se tiver tempo.

    Quem tiver interesse, compra.

    Acho justo a troca, pois este conhecimento de lucro de obra ninguém escreve na internet, e até eu desisti disto devido aos haters.

    Valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu lançar um e-book e cobrar uns 5 reau sobre isso, acho que eu compro ein heheheh

      Abraços

      Excluir
    2. Olá VDC,

      Se você colocar uma estimativa em relação ao percentual sobre o valor bruto da venda seria interessante . Em valores percentuais do terreno, mão de obra, impostos, material, etc...

      Lembre-se em focar no processo ( construir e vender) do que no produto ( lucro e rentabilidade). Avalie as oportunidades de vender uma consultoria para construir uma obra, fazendo uma análise de custos antes de construir, de repente você poderia ganhar dinheiro vendendo o seu expertise em construção.

      Grande Abraço

      Excluir
    3. Excelentes dicas pessoal,

      Pois é, se eu for para o próximo empreendimento vou calcular ainda mais detalhadamente os custos.

      Devo focar mais em reduzir o valor gasto, mantendo a mesma qualidade.

      E o EBOOK, quem sabe...

      abração

      Excluir
  3. Prejuízos acontecem VDC, continue forte em seus propósitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Beto.

      O foco é a renda passiva. Tem que ser né Beto! Aportei hoje e não comprei ações, na hora H o coração fraquejou e comprei FIIs rs.

      Até o momento, consegui ficar com lucro ínfimo, algumas receitas inesperadas entraram hoje, felizmente.

      Abração

      Excluir
  4. Eai VDC, cara.. eu também tive que ceder ao interessado na hora de fechar a locação do meu imóvel, já estava arcando com muita despesa com condomínio e dinheiro parado.. acho que vc fez bem!

    Bora investir esse capital em FII hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala PJ,

      Faz parte mesmo, a hora é do comprador né!

      Sim, tipo, o comprador não mexeu nada na proposta, normalmente faz-se aquele meio termo entre o preço de compra e de venda, neste caso aceitei vender no preço dele mesmo.

      Agora vem aquela dúvida legal: Sapecar este dinheiro todo nos FIIs ou voltar a construir ...

      Abração

      Excluir
  5. Na questão de empreender comparar com acoes é meio complicado as vezes um investimento ínfimo empreendendo ,pode gerar ROIs infinitos .
    E o leque de atividades empreendedoras é igualmente infinito. Vai desde empresas convencionais , como padaria açougue mercadinho , ou até algum serviço online como você deve fazer em seus projetos digitais .
    Já vi matéria sobre gente que administra grupos de Watts app pagos kkk
    abraco

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Fala Soldado,

      Concordo contigo, mas, pense em ações que hoje valem centavos e podem disparar. É algo parecido também. Não é se compararmos empresas grandes e consolidadas.

      Kkk não sabia desta dos grupos de Whatsapp.

      Tem doido pra tudo mesmo rs.

      Abraçaõ

      Excluir
  6. VdC,

    Dentro dessa estratégia de não olhar preço, essa pequena redução no valor da carteira total nem deveria incomodar.

    "Só os Juros Compostos e Deus poderão me salvar..."
    Amém

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só ficarei triste de verdade se a bolsa despencar quando eu estiver prestes a me aposentar de renda passiva e não tiver mais salário para aportar. Até lá quero mais é que despenque tudo para comprar, rs

      Excluir
    2. Fala KB, Uó,

      Com certeza KB, na verdade o preço da carteira, a custódia, nem é importante mesmo, o que me deixa feliz é a minha renda total bruta crescendo mês a mês, e a renda passiva aujmentando, mesmo com as vacâncias, redução da Selic, etc.

      Amém! Só Deus mesmo rs.

      Uó,

      Pois é rapaz, eu também fico pensando nisto.

      Mas, nos meus sonhos de independência financeira, eu sempre terei que reinvestir parte da renda, p/ cobrir a inflação, então acredito eu que vou aportar para o resto da minha vida rs.

      Abração

      Excluir
  7. Rlx VDC c ja ta bem com 1kk agora eh so espera os juros compostos fazerem o trabalho.... vive um dia de cada vez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Dulb!

      Hora de tirar o pé do acelerador, e deixar os juros compostos rolarem.

      Antes eu estava mais imobilizado do que líquido, hoje só tenho de imobilizado meu apartamento e o restante tá líquido, então a renda passiva tende a aumentar.

      Vamos seguindo na luta ...

      Abração

      Excluir
  8. Amigo, acompanhe de duas formas suas finanças: regime de caixa e regime de competência. Vai te ajudar no planejamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Papapa,

      Tive que “googlar” pra ver a diferença entre os dois. Eu uso o Regime de Caixa, só contabilizo na data que ocorreu mesmo.

      Legal a dica e valeu o estudo rápido. Obrigado

      Abraçaõ

      Excluir
  9. Calma, o mês nem fechou ainda, vai que a bolsa sobre 10% hoje com a renuncia do Temer, rs
    Este mês comprei FAED a 199, PRSV a 485 e FEXC a 86. Fiquei muito triste de não ter conseguido comprar o XTED a 16 reais no dia daquele pânico na bolsa. Fiquei procurando promoções de ações e me acabei esquecendo dos FIIs.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Uo,

      Verdade, será que daria um Circuit Break pra cima? Rsrs

      FAED não comprei, mas estou de olho. Tenho boa posição nele.

      PRSV haja coraçaõ doidão, por enquanto to fora.

      FEXC começa a me chamar a atenção ...

      Até eu queria XTED a 16 reais rs, estou acompanhando de longe, quando vender este prédio a cotação triplica.

      Quase um bitcoin haha.

      Abração

      Excluir
  10. Se a rentabilidade dos valores investidos do início da construção até a data que grana da venda cair na conta superar a Selic acumulada no período, valeu a pena. Porém a Selic trabalharia de graça pra você. Enfim, empreender é uma arte no Brasil: ou se tem mais que 30% a.a de lucratividade ou se aplica no mercado financeiro somente.

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares