Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Quanto Mais Subo na Empresa, Mais Vontade de me Demitir + Reinvestimento Junho (O que Comprei)?

.
.

Olá pessoal,

.
.

Sem tempo ainda p/ o blog ... Vida corrida pra caramba.

Neste final de semana com feriado estou viajando, para uma cidade de meu estado mesmo, de carro, nestas estradas esburacadas e perigosas de nosso Brasil.

E pensar que há uma semana eu estava viajando pelas famosas auto estradas da Europa ... Caberá uma postagem à parte só para falar onde eu estava. Suíça!

Foi uma das viagens mais legais que já fiz, novamente, e desta vez eu fui com dois colegas de trabalho, e a viagem foi muito legal (eu costumo viajar sozinho na maioria das vezes, e desta vez nossas agendas coincidiram na Europa).

Na parte do Trabalho, tirando isto, a cada dia eu sofro mais, esta ficando cada vez mais complicado.

Digamos que, a minha vida antes, querendo crescer, subir de cargo, era muito melhor.

Eu tinha planos, sonhos, pensando como seria ter a minha própria sala na empresa, com uma plaquinha em meu nome “Gerente da Área X – Viver de Construção”, mas, a cada dia eu me decepciono mais.

Pessoas desonestas, pessoas que fazem tudo para crescer, que se preocupam apenas com si mesmas e não estão nem aí para os objetivos da organização.

Pessoas que querem participar de viagens internacionais, comprar coisas em outros países, jantar nos melhores restaurantes e alugar os melhores carros, tudo usando o cartão corporativo da empresa.

Pessoas que só se preocupam com o status na companhia.

Claro, não estou somente com gente ruim, mas, são estas as pessoas que me fazem ficar preocupado, com receios mesmo, pessoas ardilosas ...

Do outro lado, com meu crescimento, os problema de relacionamento e liderança vão surgindo.

Para algumas atividades e funções, vejo certa resistência de algumas pessoas que, em teoria, devem (ou ao menos deveriam) responder a mim.

Nesta semana pedi uma atividade para uma pessoa do meu time, alguém que foi alocado para me auxiliar nos meus projetos e atividades.

Pedi uma vez, duas vezes, três vezes.

Sem resposta.

Acabei fazendo eu mesmo uma tarefa técnica e operacional, dada a criticidade.

Ainda não relatei ao meu gerente este fato, estou aguardando.

De outro lado, em outro projeto, outra pessoa foi alocada por seu respectivo gerente para responder a mim em certas atividades.

A mesma pessoa que me cumprimentava, que conversava comigo no café, agora me trata de forma totalmente diferente, pois, na cabeça dela eu estou prejudicando o trabalho dela, tendo que fazer além das atividades cotidianas, novas atividades que eu solicito.

Amigos ... Não tem sido fácil a minha vida.

Quanto mais cresço em atividades e cargo, mais complicada a coisa fica.

E o problema maior: Não cresci o quanto desejava em Salário.

Falando financeiramente, muito pouco eu cresci, pra ser sincero ...

Recebi bonificação (mês passado foi minha maior renda bruta e passiva de todos os tempos), mas, e a alegria de trabalhar? E a alegria de acordar e vir trabalhar motivado e satisfeito?

Tenho perdido aquilo que sempre me fez conseguir sucesso em minhas atividades: Minha alegria em trabalhar.

Só ontem eu pensei cinco vezes em pedir demissão.

E aqui cabe um parênteses: Quando eu falo em "Pedir Demissão", significa pedir a empresa que me demita (até p/ não perder os meus direitos conquistados), colocando meu cargo à disposição, e aguardando a boa vontade dela em me demitir, já trocando as funções e transferindo as responsabilidades. 


 A cada estresse, a cada raiva, a primeira coisa que me vem a mente é justamente isto: Eu não preciso desta merda! Eu já tenho renda passiva e posso viver construindo casas ...

Isto em minha mente ...

Dia destes uma mulher da empresa, depois de várias reuniões e confirmações, veio, aos 48 do segundo tempo, dizer que eu não poderia seguir com uma atividade planejada e já aprovada, pois faltavam alguns detalhes ...

Eu havia discutido já com esta mesma mulher várias vezes e ela havia me confirmado que estava tudo certo, e, aos 48 do segundo tempo, simplesmente levantou um problema que traria um grande impacto em tempo no cronograma.

Nossa, eu apelei com esta mulher, ao ponto de parar uma reunião, chamar ela numa sala de reunião junto com outra pessoa, e no calor da discussão eu simplesmente falei "Eu não preciso desta empresa aqui não, se você esta fazendo isto para aparecer, saiba que não preciso disto aqui e não tenho planos para ficar muito mais tempo aqui".

Pergunto: Por que eu disse isto?

Efeitos de um patrimônio de um milhão? Acredito que sim ...

Isto mexe um pouco com a nossa cabeça, e pretendo abordar isto em outra postagem.

.
.

Mas, a verdade é, ainda não estou pronto para dar este grande passo.

A cada raiva, a cada estresse, eu abro meu Home Broker, vejo meu capital aplicado em Renda Variável, vejo a minha renda passiva, planejo o próximo aporte considerando o Salário, e isto me dá uma acalmada ...

Vejo fotos das minhas construções anteriores, dou uma olhada nos lotes que me são interessantes para comprar, e lembro o quanto este salário ajuda no aporte ...

Faço cálculos na minha planilha de investimentos, simulando qual será o meu fechamento patrimonial no final do mês.

Só assim para me acalmar, às vezes.

Ainda preciso juntar mais dinheiro, aplicar mais em renda fixa, ou ações, que seja, para ter uma renda ainda maior, com uma grande margem de segurança, e somente após eu poderei dar este grande passo em minha vida.

Chutar tudo para o alto e ir fazer o que eu gosto, visto que aquilo que eu gostava, tem se tornado algo ruim.

Não entendo.

Por tanto tempo eu batalhei para crescer de cargo.

Agora que vejo que estou crescendo, eu vejo também que a vida neste cargo é muito ruim.

Você tem que se preocupar não somente com a sua atividade, aquilo que você é contratado para fazer, mas, tem que se preocupar com outras pessoas, o que o outro gerente esta fazendo, por que uma pessoa do time esta fazendo isto, se um diretor de outra região esta falando uma coisa e tentando te ferrar pelas costas.

Isto esta muito chato.

Ontem cheguei no trabalho, já pilhado, estressado, e descobri mais um problema.

Sério, eu quase peguei minhas coisas e fui para casa, mas, agora nem posso fazer isto, pois, eu tenho REUNIÃO, REUNIÃO, REUNIÃO quase o dia todo!

Minhas manhãs são de reuniões que se iniciam às 08:30 / 09:00 e vão, em sequência, até 12:00, 13:00 ...

Final do dia já tenho a reunião diária do método de desenvolvimento ágil, onde tenho 15 minutos para discutir com o time o que avançou, problemas e o que é planejado para o próximo dia.

E, pergunto, a que horas eu tenho tempo para trabalhar mesmo?

Fora os relatórios, apresentações que tenho que fazer.

A empresa viu isto, viu o quão importante é meu tempo, e me coloca pessoas para serem assistentes, em cada um dos meus projetos.

No projeto um, peço a primeira atividade a pessoa, e nada.

No projeto dois, a pessoa apela, diz que não concorda, que vai falar com o gerente dela.

E o que o trouxa aqui faz? Tenta ser bonzinho.

Mas, estou vendo que tentar ser bonzinho só me leva para o buraco.

Pessoas ruins crescem, pessoas inescrupulosas, e no meio disto tudo, um tapado chamado Viver de Construção tentando ser bonzinho.

Se a pessoa não faz, eu mesmo vou lá e faço e não falo nada com o gerente, não aponto isto como risco.

O outro eu peço uma atividade, diz que não concorda, que esta errado e questiona as minhas ordens.

Pelo menos desta vez não ficou por isto mesmo.

Apelei ...

Falei para abaixar imediatamente o tom de voz, e que se ele não concorda não é um problema meu, que ela converse com o chefe dela e que eu preciso da atividade feita até a data tal.

Será que eu vou me tornar uma nova pessoa? Diferente? Como conseguirei ser legal se tenho que dar ordens?

Eu não sei ...

Só sei que continuo buscando a minha Independência Financeira.

Reinvestimento com os aluguéis que recebi ontem dos Fundos Imobiliários: Comprei HGRE e o troco de CPTS.

Não estava afim de comprar HGRE, mas, meu método mandou, e não sou eu quem vai mudar.

.
.

Não sei até quando durarei aqui, mas, no ritmo atual, vamos ver ...

Um abraço e até a próxima postagem

VDC – VIVER DE CONSTRUÇÃO

57 comentários:

  1. Acredito ainda em não ser um bom momento para chutar o balde!! aguente firme o trabalho e muita calma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Beto,

      Ainda nao é mesmo, tenho que segurar as pontas, mas, antes meu trabalho era excelente, agora passo raiva, tenho que aguentar gente chata fingir de bobo, engolir sapo, ta danado.

      Penso sempre nos aportes e o quanto o salario ajuda e tambem no desemprego com tanta gente boa que nao consegue uma vaga.

      É daqueles posts desanimadores num dia de exaustao, semana que vem espero estar no pique e motivado novamente.

      Abraçao

      Excluir
  2. Ainda quero conhecer a Suíça. País admirável!

    Lidar com pessoas profissionalmente é horrível, mas faz parte do seu caminho. Gostei do modo como falou pro cara que precisava feito a tempo. É importante deixar claro que é tudo business. Se estiver ruim, eles quem saiam da empresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CF farei um post para falar o que achei, a experiencia e demais detalhes.

      Pense num país onde o pessoal deixa as bicicletas em qualquer local por horas, sem ao menos uma tranca ... E os carros??? Parece que so tem gente rica la.

      Sobre a empresa percebi que nao da pra ser bonzinho e o cara gente boa mais.

      As vezes as coisas so funcionam se estivermos falando grosso mesmo, se impondo, assim vejo que a coisa anda.

      Sendo bonzinho eu so me lasco.

      Lidar com pessoas nao e tarefa facil mesmo.

      Vou seguir este metodo novo, nao vou discutir com ninguem, nao vou ser bonzinho, vou pedir, nao fez, falo com os gerentes e pronto. Eles devem corrigir os funcionarios e nao eu.

      Abraçao

      Excluir
  3. Complicado, VDC.

    Não manjo nada de vida corporativa e de trabalhar em grande empresa, sempre tive uma empresa pequena.

    Mas esse lance de colocarem pessoas pra te auxiliar que não são diretamente subordinadas a você parece ser uma bela receita pra dar merda, pois se seu auxiliar é na verdade subordinado a outra pessoa, ele não vai priorizar nada do que você pede pra ele fazer, que é o que parece que está acontecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Fala Madruga,

      Voce encontrou exatamente o ponto da discordia: Um assistente que responde a outro chefe e que, mesmo sob ordens, nao me ve como uma autoridade, ou alguem que tenha que ser respeitado / ajudado.

      Nem eu tentando ir na base da amizade, falando da importancia, de como serei o primeiro a dizer ao diretor a grande ajuda da pessoa se ela realmente entrar pra me ajudar.

      O que pretendo corrigir nesta parte é: Qualquer problema, nao falarei com a pessoa diretamente, e sim com o respectivo gerente que alocou ela pra me ajudar.

      Estou cansando de aguentar pressao ou ter que fazer tudo sozinho.

      Esta e a parte boa em ter sua propria empresa,.como no seu caso, voce foge disto que eu sofro rs.

      Abraçao

      Excluir
  4. vdc,

    em 2015 eu passei por algumas situações parecidas na minha empresa... vivia muito ansioso, aflito... me aconselhei com alguns amigos de confiança, e pensei muito em pedir demissão...

    acho q vc tem q ver até onde tudo isso abala sua saúde / equilíbrio emocional...
    tudo isso é muito pessoal.

    eu gosto muito de pedir conselhos (claro q para pessoas certas, no local certo, com a devida privacidade)... então pense em alguém q conheça sua personalidade, situação profissional, familia... etc
    quem está de fora sempre tem um ponto de vista interessante, né verdade?

    grande abraço e espero que as coisas se acalmem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Pao,

      Ainda nao esta num nivel de saude, eu nao pensaria duas vezes em sair se começasse a afetar a saude, concordo.

      Tenho algumas pessoas de confiança que converso e tal, e aqui no blog acabo recebendo dicas valiosas tambem.

      Gosto de escrever sobre estes temas e nos dias que me estresso para melhor me controlar e aprender, registrando aqui o que aconteceu e o que senti para que eu melhore em situacoes similares.

      Abraçao

      Excluir
  5. Eu gosto do que faço e não me vejo fazendo outra coisa, contudo pretendo fazer isso até os 40 no máximo. Já tenho dinheiro pra não passar fome kkkk. Mas quero bem mais para me manter, assim também vou levando.

    Abraços VDC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala LI,

      Pois é, o meu trabalho é bom, mas lidar com algumas pessoas no cargo que estou é que esta um pouco dificil.

      Espero que eu resolva isto.

      Aproveite e junte grana para o aporte, trabalhar no que gosta é a melhor coisa e a receita do sucesso.

      Abraço

      Excluir
  6. Mano veja bem... o que te prende pra aguentar essa cruz? Isso só te desgasta, nos livros do pai rico pai pobre ele cita inúmeras vezes, quem trabalha duro é porque está deixando outra pessoa rica, você está vendendo o seu tempo, quem vive sem tempo não tem tempo pra ficar rico, use a sua alavancagem mental, você é empreendedor, investidor e tantas outras qualidades porque ser empregado de alguém? ser a alavancagem de outra pessoa? porque deixar de curtir a família, engolir sapos pra ganhar mais? Você já chegou onde a maioria da blogosfera não vai conseguir chegar, Pense bem, talvez seja hora de desacelerar!

    Dica de leitura: aposentando jovem e rico - robert kiyosaki (pai rico pai pobre)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon,

      Exato! Eu li PRPP e fico pensando nisto tambem.

      O medo e dificuldade maior e justamente sair da "protecao" da CLT e ir empreender 100%, sem salario fixo, plano de saude e outros beneficios.

      Por isto eu foco no aporte para aumentar a renda passiva.

      Se Deus quiser em pouco tempo darei esta guinada na minha vida.

      Alem da construcao tenho muitas ideias e planos, mas nunca tenho tempo para a execucao devido ao trabalho...

      Grato pela dica, este livro e muito bom mesmo.


      Abraço

      Excluir
  7. Olá VdC!

    Você me deu uma ideia de post. Preciso falar sobre trabalho também.

    No mais, é complicado. Quanto mais alto na hierarquia, mais gente abaixo de você pra ser insubordinado. Se tem uma coisa que não gosto, é ter que ficar dando ordens ou arranjando serviço pros outros.

    Siga em frente. Só tome decisões importantes com a cabeça fria, com a mente serena. Se tem uma coisa que eu aprendi cedo foi que não se deve tomar decisões importantes estando muito triste, nem muito feliz.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola IW,

      Dica excelente, que ja faço o maximo pra seguir: Nunca tomar decisoes de cabeça quente.

      Parece que é um crime voce crescer na empresa, as pessoas do seu nivel anterior parece que nao gostam, ficam com inveja, e a maioria nao ajuda muito, ou seja, insubordinacao e falta de auxilio total.

      Lerei sua postagem, carreira é um tema de meu interesse.

      Abraço

      Excluir
  8. Respostas
    1. Anon, estou pensando e juntando dinheiro para trabalhar so com imoveis, construcao, venda, negociacao ... Vamos ver se conseguirei.

      Este negocio de se tornar gerente, fazer carreira, estou achando bem dificil, pois lidar com pessoas ambiciosas é bem complicado.

      Grato pela dica.

      Abraçao

      Excluir
  9. Quanto mimimi em VDC. Você não é programador? Larga tudo e vai fazer freela e para de reclamar da vida. Seus posts são só vitimismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Anon,

      Nao sou programador, ja programei ha uns 5 anos antes, mas mudou tudo, pra eu voltar a programar teria que fazer cursos e aprender as novas tecnologias e frameworks.

      Hoje em dia nao tenho muita paciencia para tarefas muito tecnicas, parece que cansa mais, prefiro gerenciar mesmo.

      Este post foi mais pra baixo mesmo, concordo, nao sao todos, mas, estou numa pressao danada e o blog serve pra contar um pouco e desabafar.

      Espero que o proximo post seja de festa e alegria.

      Abraco

      Excluir
  10. Mais do mesmo...Mi mi mi mi...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha vida nao é um mar de rosas, infelizmente.

      Mas, sao problemas pequenos perto de problemas de outras pessoas, entao nao posso ficar reclamando demais.

      Abraço

      Excluir
  11. Olá, VDC!!

    Sobre "chutar o balde", enfim vou tentar ser breve, mas nem tenho entrado direito nos blogs, e fiquei afastada por licença saúde em torno de 50 dias por causa de uma cirurgia, e voltei na quarta-feira. Não estou bem ainda, e sinceramente o médico deveria no minimo ter dado uma licença saúde de 45 dias, e assim teriam colocado um professor substituto, e ficaria a cargo dele a responsabilidade, nosso regime público é um fracasso mesmo ...O médico deu licenças de 15 dias, e precisei ir 3 vezes fazer perícias, isso foi um absurdo ...O segundo maior absurdo foi o tratamento que tive de uma das escolas que trabalho, como que as pessoas são desumanas, e poderia ter entrado com um processo contra a direção pela falta de moral e respeito, e principalmente desumanidade. Acumulo cargo no Estado, e irei exonerar de um deles, pois o tanto que gastei com medicação foi um absurdo, e preciso de repouso. Esse tratamento desumano foi o principal motivo para pedir a exoneração, e infelizmente os alunos serão prejudicados, mas não posso fazer nada, pois a direção somente entre linhas me chamou de irresponsável, sendo que adiantei os conteúdos, e deixei atividades para os alunos me entregarem, e estou com uma inflamação e infeccção e muita dor, e não estou conseguindo andar direito, e tenho que fazer nova cirurgia, pois tenho medo de se tornar um tumor. Enfim é isso que ganhamos por sermos disciplinados, apenas a doença, e o tanto de pessoas que ajudei nem me ligaram para saber como estou ...Será que compensa trabalhar tanto?!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda,

      Entendo bem sua situação. O ensino no Brasil deveria ser melhor. Espero que se recupere brevemente!

      Não troque sua vida por um salário de concurso. Busque alternativas, não dá pra acabar com o psicológico para manter o emprego.

      Sei lá, estou repensando este negócio de querer ser o melhor e dar o melhor. Estou tendo apenas mais funções fazendo isto, enquanto outras pessoas que focam em outras coisas, inclusive políticas, conseguem promoções.

      Excluir
  12. Mas por outro lado acredito que nesse cargo que irei ficar vai aparecer uma boa oportunidade, e nem estava pensando em cargo, pois gosto mesmo de sala de aula, mas no momento estou impossibilitada. Nessa escola o carinho que tive de todos foi incrível, e os meus alunos já são adolescentes, e foi tão gostoso ganhar tantos abraços e palavras de carinho. E os próprios alunos estão me dando apoio para assumir esse cargo, mas vamos ver se realmente irá dar certo, caso contrário terei que tirar mais algumas licenças, e assim será até o final do ano... Tudo o que aconteceu nesses últimos 2 meses acabou fazendo refletir muito sobre o meu comportamento, e o que posso fazer para melhorar...Acabei levando um susto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mimimi. Vai trabalhar numa empresa privada para ver!

      Excluir
    2. O problema é que lecionar é muito cansativo ... Não sei a faixa etária de seus alunos da outra escola, mas conheço duas professoras e sei que é bem cansativo.

      Ressaltando: Saúde acima de tudo.

      E trabalhar no que nos faz bem.

      Legal que seus alunos e profissionais da escola tenham este carinho, isto mostra que este é o melhor lugar pra você ficar.

      Um abraço

      Excluir
  13. Ocupar posições gerenciais não é tarefa fácil! Ao mesmo tempo que você tem que se impor frente aos subordinados também precisa conquistar sua confiança. Também é preciso saber remanejar peças e conhecer o perfil das pessoas para garantir a qualidade do trabalho, pois, no fim das contas, a responsabilidade pelo trabalho é do chefe da equipe, ele que será cobrado.

    Depende muito da equipe, mas ainda acredito que a melhor atitude de chefe é tentar ser parceiro da equipe, estar sempre debatendo e orientando os subordinados, não implicar com formalidades (férias, atestado médico, horários, etc), e colocar a mão na massa também!

    Claro que sempre tem aqueles que abusam, ai é preciso dar aquela cutucada básica!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SM

      Com certeza, não é!

      O problema maior que tenho é: Não sou o chefe direto destas pessoas, e mesmo tentando ir na base da parceria, coleguismo, os resultados tem sido ruins.

      Para outras pessoas que me atendem em algumas tarefas, funciona muito bem, mas, para quem irá suportar em mais atividades, como se eu fosse um “segundo chefe”, não tem funcionado bem.

      O cara que meio que ficou puto comigo, depois deste final de semana parece que voltou ao normal e veio puxar papo, mas, eu mesmo agora estou pé atrás e tentarei evitar coisas do tipo, nestes casos pedirei ajuda ao gerente direto p/ que ele comunique as coisas, ao invés da minha abordagem direta ...

      Boas dicas amigo, obrigado!

      Abraço

      Excluir
  14. Foi muito legal acompanhar suas postagens da viagens, o investimento Renda Passiva é o futuro pois traz independência financeira, e permite viajar.

    No meu Blog gosto de escrever sobre Fundos Imobiliários e Ações, são meus investimentos preferidos, se poderem passem por meu Blog

    Abraço Continuação de Sucesso para seu Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BDIL,

      Sim, viajar com a renda proveniente de investimentos (renda passiva) é realmente muito bom.

      Saber que o salário entrará 100% pra ser aportado, melhor ainda.

      A pouco tempo que as coisas ficaram assim, tive que juntar por vários anos, e terei que continuar na mesma linha.

      Vou passar lá em seu blog.

      Obrigado!

      Excluir
  15. Exato, mas o processo é esse mesmo, quanto mais se cresce, mais o cara tem que entender de relacionamentos interpessoais. Tem que saber delegar. Mas acho que tem que ter equilíbrio, ser firme nas horas certas, sempre tentando manter o clima bom na equipe. Não é fácil, mas como já dizia um colega meu: "Quer ganhar bem...!!!" hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ZF,

      Então, preciso aprender mais nesta parte, sei lá, mudar meu jeito, pois o jeito “bonzinho” de ser não funciona bem.

      Esta frase reusme bem ... “Quer ganhar bem ...”

      O problema é que nem ganho tão bem assim p/ isto rs.

      Valeu pelas dicas, abração

      Excluir
  16. VDC

    Essa é a vida de chefe. Vc tem que aguentar, mas terá que mudar.

    Infelizmente o brasileiro se acha cheio de direitos e sem deveres, e o chefe é sempre a figura "do mal"

    Imponha-se, apenas quem impõe respeito recebe o respeito. Bondade é visto como fraqueza, desculpe dizer isso mas é o fato.

    Aguente até sua renda passiva chegar a 20 k

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá GM,

      É isto mesmo, você resumiu bem. Infelizmente bondade é ser fraco, e vou ter que mudar isto.

      Não dá pra tentar dar ordens e ser bonzinho, amigo da galera, infelizmente.

      Ainda falta muito pra atingir esta renda passiva .. Falta muito chão, então é colocar a cabeça fria p/ evitar atitudes que prejudiquem esta caminhada.

      Obrigado pela dica GM, abração

      Excluir
  17. VDC, te entendo perfeitamente. Lutei super para subir na hierarquia e sonho com a IF. Quanto mais eu me planejava para a IF, mais eu me empenhava para subir na hierarquia. Cheguei num ponto no final do ano passado que eu achava "ok", mas acharam que eu poderia mais, e me ofereceram um cargo maior neste ano, sem grandes melhorias no salario, mas com responsabilidade muito maior. Conslusão: estou super frustrada, sentindo que meu rendimento caiu muito e sinto que estou cada dia mais infeliz, estressada e com menos tempo.
    Parece até que quando eu ganhava menos eu era bem mais feliz e realizada - parece e é isso mesmo.
    Infelizmente foi um caminho "sem volta". Não consigo mais voltar ao cargo anterior. Agora ou eu saio da minha empresa ou me mandam embora. Também estou nessa fase de pensar em pedir demissão todo dia, mas ainda não tenho 1 milhão na conta (hehehehe). Eu tbm sinto que quanto maior seu patrimonio, menos "paciencia" para lidar com essas questoes vc tem. Parece até que vc tem uma "garantia" então já não se importa tanto.
    Minhas técnicas tem sido aproveitar muito bem fds e feriados, ir à academia na medida do possível (me ajuda a relaxar) e respirar bem fundo quando estresso. E claro, pensar nos milhareszinhos da conta!
    bos sorte para nós!
    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia que eu estou me sentindo da mesma forma que o VDC ? Por ter acumulado um patrimônio significativo que na pior das hipóteses, me permitiria ficar sem trabalhar por anos (embora eu não queria queimá-lo dessa maneira), simplesmente não tolero mais falta de educação em empresa, fujo das horas extras com as desculpas mais esfarrapadas possíveis e estou sempre pegando as tarefas mais tranquilas e fáceis para ficar de boa o dia todo (trabalhando mas sem muito stress). Isso tudo só foi possível porque não tenho medo de ser mandado embora, me imponho e todos sabem os meus limites. Essa tranquilidade que a acumulação de patrimônio te dá é impagável, realmente não me importo com mais nada além da minha saúde. E a propósito, tive que sair da minha antiga empresa, porque realmente não dá pra "voltar" na hierarquia, fora a responsabilidade que acumula por anos na mesma empresa. Tem que dar sim um "reset", não tem jeito.

      Excluir
    2. Olá IFM, Anon,

      Sua conclusão se aplica a mim neste momento: “estou super frustrada, sentindo que meu rendimento caiu muito e sinto que estou cada dia mais infeliz, estressada e com menos tempo.”

      Mesma coisa aqui comigo, “subi” na hierarquia, mas continuo com salário da função anterior. Como me motivar assim?

      Meu Deus, você entendeu EXATAMENTE o que eu escrevi, parece que vivemos um momento muito parecido, e realmente estou bem impaciente com certas questões, talvez pela sobrecarga e também por saber que tenho uma boa renda passiva já ... Mas, dependo do salário (ainda).

      Não que eu tenho uma garantia de emprego, se entendi bem, mas, acabo desempenhando tão bem a minha função que parece que estou eternamente amarrado a ela: Não subo, não melhoram meu salário, e fico nesta ladainha, aumentando o portfólio de projetos e sem um pingo de aumento salarial em conta.

      Anon,

      Mesma coisa aqui ... Não tenho paciência mais pra coisas que me estressam na empresa.

      Isto que você disse é a melhor coisa da renda passiva e patrimônio.

      A uns poucos meses, todos aqui morriam de medo de serem demitidos.

      Eu estava super de boa, primeiro por saber que eu faço a diferença aqui, trabalho bem, e segundo por que eu até pensava que poderia ser algo bom, pois eu receberia aqueles valores de demissão e poderia buscar outra coisa, focar em construções, sei lá.

      Vou buscar este “reset” .. Só não sei como ainda.

      Abraço

      Excluir
    3. A questão é que no meu caso subi na carreira pela área técnica, portanto, projetos e contratos estavam todos na minha mão para viabilidade técnica, execução, supervisão, até em pré-vendas e licitações me enfiavam.

      Meu ritmo de trabalho estava insustentável de domingo à domingo das 10h às 22h sem ver um aumento salarial, apesar de as horas extras estarem compensando, mas ficava fudido de ver gente que trabalhava das 8h às 18h ganhando o mesmo montante que eu das 10h às 22h.

      O pior é que isso começou a comprometer minha saúde, fiquei muito doente com uma doença crônica no aparelho digestivo pois eu não me alimentava direito, passava muito nervoso por causa das pressões, metas e prazos absurdos. Não aguentei. Precisei dar o "reset", pedi demissão e procurei outro emprego. Arranjei o mesmo cargo, mas responsabilidade menor e salário maior. Me ofereceram um aumento na hora da demissão mas eu fiquei triste pois não houve reconhecimento, é necessário eu anunciar a demissão para correrem atrás. Não, muito obrigado!

      O problema na minha experiência é justamente ficarmos apegados no emprego e nos nossos aportes mensais, achando que não podemos nos dar o luxo de ficar uns meses sem trabalhar e queimar um pouco do nosso patrimônio. A partir do momento que desapeguei é que comecei a ser feliz de verdade e percebi que realmente ninguém se importa! Ninguém me mandou embora quando resolvi fazer corpo mole no novo trabalho e quando eu pedi demissão no anterior, vários amigos e pessoas que eu até nem esperava me ajudaram à conseguir outro. Minhas férias voluntárias foram até curtas, rsrsrsrrs.

      Às vezes vc sai como herói, pois ninguém tem coragem de fazer oq vc faz! OQ? Pedir demissão sem ter outro emprego em vista ? Vc é louco ? Ganhou na mega sena ? Não meus caros, quero é ser feliz!!!

      Sucesso para todos!!!!

      Excluir
    4. Acho que todo mundo gosta de se sentir valorizado. Mas na realidade mesmo todos temos que ter em mente que não somos insubstituíveis.
      Tem gente que fica 100% ligado ao emprego, preocupado com coisas do trabalho, fazendo graça pros superiores, sendo político, engolindo sapo e o K7 A 4.
      Mas depois de serem demitidos ou pedir demissão ninguém se lembra, em muitos casos após um certo tempo parece que tal pessoa nunca trabalhou alí.
      Vejam os aposentados que vocês conhecem como exemplo. Foram anos a fio dedicados ao trabalho e vejam o que restou de tudo isso em termos de reconhecimento, amizades ou contatos...

      Excluir
    5. Anon 18:12,

      Que relato sensacional cara ... Queria ter esta coragem ... Quem sabe não consigo juntar forças para fazer isto.

      Fico sempre nesta: Pra eu sair daqui, tenho que arrumar outro primeiro, e acabo não fazendo nada, vou ficando, ficando ... O tempo passando, eu estressado, gente rindo na sala super tranquilamente que esta 2 cargos acima do meu ... É bem difícil mesmo!

      Anon 20:38, eu meio que erro pensando que sou “insubstituível”, mas na verdade sei que não sou isto tudo.

      Sou bom, mas, tem gente que poderia fazer melhor sim.

      Verdade, vi colegas com 20, 25, 30 anos de casa, que saíram, e hoje ninguém lembra ...

      É amigos, mundo corporativo não é fácil!

      Excelente discussão, abração pra vocês!

      Excluir
  18. VDC, as relações interpessoais no ambiente de trabalho, as vezes são assim mesmo. Eu não sou ordenador, que nem vc; sou subordinado e também enfrento esses problemas. As vezes, vc trata bem alguém e recebe uma cara feia, indiferenças... Discussões acontecem, decepções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon,

      É isto mesmo. Sério mesmo, eu faço tudo pra ser legal nestas horas, tipo, trato a pessoa como se fosse eu do outro lado, mas mesmo assim vejo que as pessoas ficam com raiva de alguém que não é chefe delas estar passando ordens.

      Não tenho tempo nem mesmo de ficar atoa, que sejam 20 minutos, vou escrevendo e respondendo aqui no blog entre os minutos ociosos de uma reunião e outra. Não esta sendo fácil.

      Agora vou mudar isto: Não serei mais legal, e toda vez que alguém for me ajudar, vou pedir para o próprio chefe da pessoa conversar, eu não vou ser o idiota que vai lá, explicar e pedir ajuda, dizer “vamos trabalhar em time” e levar patada.

      Abração

      Excluir
  19. vc ja leu a arte da guerra de sun tzu ? recomendo...é util para a mente ter ideias dentro do mundo corporativo de como derrubar seus "inimigos"
    vc aparentemente está num ponto que deixa tudo ir contra voce e assim é facilmente deslocado do seu estado natural para um estado onde as coisas te afetam mais! se voce nao precisa da empresa e voce sabe disso simplesmente liga o foda-se e seja feliz,não estou dizendo para sair da empresa mas estou dizendo para levar as coisas mais numa boa...

    tipo "ah voce n vai aprovar meu projeto ? fala na frente de todo mundo que ela ja tinha confirmado que estava tudo certo e que se surgiu algum problema agora era devido a falta de responsabilidade dela pra avaliar o projeto e que se ela houvesse dado alguma critica antes voce poderia ter arrumado,agora como ela decidiu adiar de ultima hora ( aqui vc ja poderia pedir mais tempo para fazer,mais pessoas para auxiliar,ja poderia tambem estar fodendo ela e jogando toda a responsabilidade de atraso nas costas dela...vc estaria simplesmente jogando TODOS da reuniao contra ela na cara dela...nao sairia como o "culpado")

    quanto ao funcionario que nao fez os trabalhos,exatamente pegue voce,faça termine chame ele na frente do gerente e entregue o trabalho que voce fez,diga que o fez porque provavelmente o outro funcionario estava ocupado demais para aceitar seus pedidos,fale que da proxima vez talvez seria melhor o proprio gerente pedir diretamente a ele que dai talvez o funcionario respeitasse ( aqui vc lança uma ideia pro gerente de que a hierarquia nao esta sendo seguida,ele vera o seu respeito por ele e a sua sinceridade e o funcionario nao tera desculpas para inventar tanto na sua frente quanto na dele.)

    sao coisas que eu penso...ja que é pra se estressar faça isso de uma forma prazerosa,esculaxe tudo geral mesmo liga o foda-se se a galera não esta jogando limpo faça o dobro de pior,pelo menos assim eles baixam a bola ou acabam com vc de uma vez...entao ja que não precisa realmente do trabalho vc pode se dar ao luxo de correr esses riscos... tudo ou nada mano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VI!
      Concordo em partes com o que você disse, de fato após 1M imagino que seja mais fácil ligar o "foda-se" e tudo ficaria melhor se ligássemos...difícil é de fato fazer isso, mas imagino que seja um treino constante até conseguir! hehehe
      Achei suas idéias válidas, mas um pouco radicais, se o VDC não quiser de fato caminhar para uma futura demissão, acho complicado ele começar a bater de frente em cada uma das situações que ele enfrenta...pelo menos esse é meu ponto de vista!
      Pra mim, a saída é de fato ir levando em "banho maria", respirando fundo e completando um dai de cada vez. Não sei qual é o número mágico para o VDC (2 milhões? 3 milhões?), mas quando ele chegar eu aí usaria a sua estratégia! rs
      Sempre muito bom debater esses temas!
      Abs!
      IFM

      Excluir
    2. VI, se você algum dia já exerceu um cargo de liderança, sabe que essas coisas que escreveu não dão certo. Cargo gerencial em empresa grande requer uma habilidade política muito desenvolvida, troca de favores e de certa forma falsidades e apunhalar os outros pelas costas. Não que eu concorde em apunhalar os outros, mas tem gente que merece. Prefiro resolver tudo pela política, mas há casos que só um hitman resolve.

      Excluir
    3. v.i aqui - sim mas é ai que ta o ponto,pode gerar uma futura demissao mas ele nao estará tao preocupado com isso certo ? então ele pode se arriscar assim sendo um pouco mais ousado e batendo de frente com os outros fazendo algo mais pra ficar em posiçao de ataque do que defensivo perante os colegas dele... porem teria que ser tudo bem planejado.
      Concordo com o anonimo de cima também!! enquanto um lava a mao do outro o negocio flui mas alguma hora para de fluir haha

      Excluir
    4. Olá amigos,

      VI, bem legal suas dicas. Fiz exatamente isto. Desta vez não deixei passar não, eu disse que pedi uma, duas, três vezes, e acabei executando (e sacrificando) meu tempo em outras atividades para fazer a parte operacional, que não foi feita pela pessoa.

      Vou pegar mais leve ... E ser mais marqueteiro também. Se der certo, fui eu, se der errado, justifico apontando as falhas. Concordo, devo pegar mais leve mesmo.

      ID,

      Não vou ser tão radical, mas, vou impor meus limites. Não consigo ser gerencial e operacional em 3 projetos globais, não dá. Ou me ajudam, ou diminuem minha carga de trabalho.

      Já percebi que trabalhar demais, mesmo que eu entregue os 3 projetos trabalhando igual um doido, não vai me promover.

      Parece um jogo de cartas marcadas, já que é assim, se é a minha vez, acho que independente do resultado, mesmo se entregar com um leve atraso eles promovem sim.

      Anon 11:50,

      Concordo contigo, tem que desempenhar mais a politicagem e me pergunto: Será que não estou pecando nisto? Eu deveria ser político e dizer que vou entregar tudo, mas, que espero uma promoção “em troca deste favor”, sei lá.

      Anon 14:13,

      Querendo ou não, ainda me preocupo com demissão.

      Tenho renda já pra viver, sem tirar do principal, mas, ainda assim é algo arriscado.

      Não posso arriscar tanto e ficar radical, não posso criar algo pra ser demitido.

      Negócio é me preocupar menos mesmo, e ser político. Não discutir com ninguém e ir entregando o que dá, meu pai sempre me fala isto.

      Galera, obrigado mesmo pelas dicas!

      Abraço a todos!

      Excluir
  20. É amigo, a rapadura é doce mas não é mole.
    Coragem e motivação!
    Grande abraço!
    Bagual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que seguir em frente sempre amigo Bagual!

      A vida não é fácil, mas só prospera quem pega firme e continua lutando!

      Abração

      Excluir
  21. Me divirto lendo seus posts, as vezes me parece que você é bipolar. Mas não estou de ofendendo não, é que gosto mesmo do seu blog, justamente porque você escreve coisas do dia a dia que todo mundo passa e não somente coisas técnicas. Acho esse o diferencial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Fabio,

      Veja a definição de Bipolar:

      O que é Transtorno bipolar?
      Sinônimos: depressão maníaca, transtorno afetivo bipolar
      O transtorno bipolar é um problema em que as pessoas alternam entre períodos de muito bom humor e períodos de irritação ou depressão. As chamadas "oscilações de humor" entre a mania e a depressão podem ser muito rápidas e podem ocorrer com muita ou pouca frequência.
      Eu já conheci a história de um colega que conheceu uma pessoa bipolar pela internet ... É muito complicado. É realmente uma doença.

      Bipolar é muito diferente disto.

      Não sei a sua vida, mas a minha é: Momentos de alegria, as vezes de tristeza. Postar num momento de alegria ou tristeza não nos torna bipolares.

      Abraço

      Excluir
    2. Jamais falei no sentido pejorativo ou de doença, mas no sentido que você mesmo falou de uma pessoa normal que um dia está feliz e em outro nem tanto. E foi por isso que disse que goto do blog, não por ser blog de humor, mas por essa verdade.

      Excluir
  22. VDC, bom dia.

    Vou pegar esse gancho do que você escreveu sobre o foco na política organizacional na resposta para a Amanda lá em cima e compartilhar uma história que uma professora me contou num MBA que fiz uns 2 anos atrás. Talvez sirva de prelúdio pra você fortalecer ainda mais a sua mente, pois a mim serviu demais.

    Na aula de RH/Gestão de Pessoas, um aluno comentou o que acontecia na empresa dele com alta frequência: idiotas eram promovidos e as pessoas que realmente trabalhavam iam ficando pra trás no reconhecimento.

    Cara... a professora deu um baile e aquilo fez uma espécie de "clak" na minha cabeça. Ela começou falando de regras de esportes: no futebol se joga com os pés, e pegar com as mãos é falta; o oposto do basquete, onde você segurar a bola é a capacidade mais importante e chutar a bola é falta. Falou ainda que a dinâmica das empresas é basicamente um esporte, onde você tem que entender as regras e jogar de acordo com elas, caso contrário você vai ser o idiota da vez por trabalhar como um burro de carga e fazer outros gozarem do seu esforço.

    O encerramento da abordagem que eu achei foda demais: ela tocou no ombro do cara, olhou pra ele num segundinho de silêncio, e mandou essa (falando pra turma mas ali do lado do cara): "é importante que reavaliemos honestamente quem de fato é o idiota na organização que trabalhamos".

    O coitado do cara ficou com cara de cu, mas ela tá coberta de razão: isso é tudo um jogo, e se você não entende as regras você vai sempre fazer falta ou vai ser mais um ali correndo na quadra enquanto os caras marcam gols, recebem aumentos, são reconhecidos.

    Às vezes é foda porque isso conflita internamente nossos princípios, mas se você aprende a jogar o jogo, você vai se destacar por ter, além da política, qualidade de trabalho.

    Espero ter ajudado.

    Abraço!!

    Ceariba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. excelente reflexão, fazer hora extra de graça por exemplo é falta no esporte corporativo e somos realmente idiotas por trabalharmos a mais que os outros esperando um reconhecimento que nunca vem. Esperto é quem leva café na mesa do chefe ou a estagiária que foi promovida pra Sênior direto por ter dado pro chefe. Isso sim é fazer gol no esporte!

      Excluir
    2. Meu Deus, que descrição excelente cara.

      Infelizmente tenho que concordar: Muitas vezes fui o burro!

      Não avaliei o “esporte” e o modo de operação da organização. Com isto, foquei em trabalhar demais e achei que assim seria promovido.

      Resultado: Quem menos trabalhou, e focou em outras coisas, conseguiu promoção.

      E eu, o burro de carga, continuou aqui, sem promoção e tentando se motivar a não desistir.

      Isto vai contra nossos princípios, talvez por isto seja tão complicado mesmo!


      Você ajudou demais mesmo, que excelente reflexão!

      Anon 15:16,

      E olha que já vi coisas assim ... Aqui na empresa uma estagiária teve uma crescente meteórica, subindo uns 5 níveis ... Em menos de 4 anos, coisa de gênio!

      Faz parte, ela usou a beleza (muito linda), e sei lá mais o que .. rsrs.

      Abração galera!

      Excluir
    3. Essa história do Ceariba, por mais FDP que seja tem um fundo de verdade.
      Só que não concordo com algumas dessas práticas que algumas pessoas fazem para "vencer" no jogo.
      Se formos pensar assim a estagiária gostosa que deu pro chefe teria status de artilheira do campeonato pois saiu da quarta divisão direto pra série A.
      Mas no fim das contas não é ela que mantem a empresa, provavelmente a função dela agrega pouco a empresa, pode agregar muito pro chefe, mas agrega pouco para a organização.
      Além disso o comportamento de algumas pessoas no trabalho é patético, digno de pena, não de reconhecimento.
      Não sou ingênuo e sei que muitas vezes as coisas funcionam como mostrou o Ceariba na história de sua professora (vai ver que ela também já deu pra algum chefe).
      Mas pra mim isso tudo está mais para inversão de valores do que qualquer outra coisa.

      Excluir
    4. Concordo total Anon!

      Inversão de valores total mas esse é o jogo. Ou você troca de esporte ou tem que jogar pelas regras que muitas vezes são sujas e nem um pouco produtivas. Criar um simples relatório de excel e fazer o marketing pessoal para as pessoas acreditarem que você construiu um foguete. Quem realmente viu o relatório sabe que você não fez nada de mais, mas para os que estão de fora (e inclui chefe muitas vezes), acreditam no que você está falando e te veneram como um herói. Outros jogam sujo como a estagiária por exemplo, mas nesse jogo, ganha quem faz mais gol, independente se foi com a mão e todo mundo viu mas o juiz não.

      Excluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares